Saber se uma menina gosta de você

Se você gosta de uma menina, nunca cometa o erro de flertar com outras garotas no mesmo ambiente, pois isso pode deixá-la confusa ou até chateada e desistir. Algumas garotas ficam mais eufóricas e começam a gesticular e falar alto para chamar atenção. 3 sinais que revelam se alguém realmente gosta de você! Olá meu nome é Alexander Voger, eu sou psicólogo e coach especialista na ciência da sedução e dos relacionamentos. Eu quero explicar hoje quais são os três sinais que revelam se uma pessoa realmente gosta de você. 1. Ela fica mais tímida. Um dos principais sinais de que uma mulher está apaixonada pode ser notado nas suas mudanças de comportamento. Se uma amiga, ou mulher com quem você está saindo passar a ficar mais tímida do que costumava ser, seja ficando vermelha ou sem jeito com certa facilidade ou um pouco sem graça com trocas de olhares e conversas particulares. Mas se uma mulher está olhando muito pra você, é melhor se sentir confiante e assumir que ela gosta de você. Não deixe passar essa abertura. Se vocês estão batendo um papo e ela está olhando bastante, diretamente pra você, prestando atenção e focada em você, então pode ser um forte sinal de que ela está interessada. Você quer saber se uma menina gosta de você. Fazer algum trabalho de casa para isso. Saiba o que a sua paixão gosta ou não gosta. Mostre seu interesse em seus gostos e desgostos. Desta forma, você pode construir o entendimento mútuo. 3) Flirt saber se uma menina gosta de você: Esta é uma técnica muito comum e milenar de saber se uma ... Quando alguém gosta de você demonstra o seu apoio, está disposto sempre a escutar, mesmo que depois não possa dar conselhos ou que não esteja de acordo com os seus atos; esse alguém se preocupa com você, com o que lhe acontece e com o mundo que lhe rodeia.Além disso, costuma ter afeto físico: caricias, beijos, mimos, uma forma mais de dizer que ama você sem usar as palavras. Jogos de Teste de Amor online para meninas grátis. Jogos de Teste do Amor com Nomes e Teste de Amor, confira os jogos mais divertidos no Meninas Jogos Se a garota de quem você gosta não fala com você, não se decepcione. Pode ser que ela goste de você, mas seja tímida ou ache que não tem chance, o que a deixa nervosa quando você está por perto. Mesmo que ela pareça a menina mais confiante do mundo, uma experiência ruim do passado pode ter afetado o comportamento atual dela. Muitos romances nascem de grandes amizades. Mas pode ser difícil esperar e não fazer nada antes de ter certeza se uma garota está a fim de você, ou simplesmente quer ser sua amiga. É complicado saber como ela se sente sem uma declaração direta, mas prestando atenção em certos sinais, você pode conseguir identificar se é amor ou amizade. Você gosta de uma menina e, provavelmente, ela te ama, bem ainda como se certificar que é a maior questão que seria um evento humilhante que você vai convidá-la e ela diria que não e que ela o considera apenas como um amigo. Para tomar o caminho mais seguro você tem que dizer se uma menina gosta de você ou interessado.

Acho que meu melhor amigo é gay ou bi, mas nunca vai se assumir

2020.09.19 18:57 lewminous21 Acho que meu melhor amigo é gay ou bi, mas nunca vai se assumir

Conheço meu melhor amigo desde os 16 (hoje 21).Ele é muito tímido, tem autoestima baixa, nem tem foto de perfil em redes sociais, não gosta de tirar foto, nunca namorou, é virgem, é da igreja. Eu sou gay e sempre fui apaixonado por ele, mas só falei pra ele faz um ano. Nesse dia ele disse "Talvez eu goste de meninos...não,não!" e eu fiquei pensando que nenhum hétero diria isso.
Depois desse dia eu fiquei pensando em outras coisas que ele disse ao longo dos anos, e queria saber a opinião de outras pessoas. Por favor, não achem que estou exagerando e pegando falas esparsas no tempo pra me iludir -ele realmente não fala muito da vida dele e eu tendo a lembrar quando ele fala (só nos vemos pessoalmente quando eu volto de férias pra cidade onde estudamos juntos, a cada seis meses e é geralmente nesses momentos que ele fala alguma coisa)-pq eu não faço questão que ele fique comigo, só quero que ele seja feliz.
Então vamos aos indícios:
aos 17: não sei se gosto de menina, sei que não gosto de menino.
Não gosta de menina e provavelmente tá negando que gosta de meninos pq foi a opção que sobrou e não dá pra aceitar.
-Só tinha amiga menina praticamente até eu chegar na escola.
-Sempre quer saber da minha vida amorosa, n tem nenhuma aversão a gays.
Aos 19: em uma conversa por wpp sobre religião e sentido da vida sem Deus, eu disse que não importa muito, pq mesmo se o paraíso existir, eu não vou pois sou gay. Ele chorou tanto que a cabeça doeu e pediu pra parar de conversar. Eu disse que não sabia o que dizer e ele respondeu que não foi por causa de mim que ele chorou (realmente acredito que ele não choraria por mim, pq ele não é muito sensível).
OBS: Ele mora com o pai, que tbm é da igreja e extremamente homofóbico e superprotetor.
É isso, o que vocês acham?
Edit: quando eu disse "Assumir" no título, quis dizertambém que nunca vai se descobriaceitar. Nunca vai praticar a sexualidade, seja ela qual for. É isso.
submitted by lewminous21 to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 07:26 ketlyn007 Eu sou babaca por me afastar do meu melhor amigo e da namorada dele?

Olá para todo mundo que está a ler, sou de Goiás então se quiser pode ler com o sotaque goiano. Essa é uma história recente então caso falte informações é por isso.
Eu sempre fui muito apegada com o meu melhor amigo/vizinho, nossas mães se conheceram antes do nosso nascimento (essa informação pode ser útil) então a gente se via muito e acabamos nós tornando próximos, eu contava sobre TUDO que acontecia na minha vida, até coisas extremamente pessoais como menstruação e paixonites, e esse meu amigo que chamarei de Rainaro nunca falava sobre os sentimentos dele e da saúde mental, coisa que eu já estranhava porque no meu ponto de vista éramos super amigos, porém eu deixei pra la, até que em uma das nossas conversas ele menciona uma tal de Lolitta e fala que está gostando dela, e eu como uma boa amiga fiquei feliz porque era a primeira vez que o Rainaro me contava sobre um relacionamento sério, parabenizei ele e peguei o número da menina que conseguiu fazer ele se endireitar para virar amiga e ficar próxima, nós nos falamos por mensagem durante meses e como o Rainaro fez uma festa (antes do coronga) convidou nós duas para nos conhecemos pessoalmente, foi maravilhoso (pelo menos no meu ponto de vista)
Ps: nesse meio tempo criei algumas amizades em comum com a Lolitta e minha amizade com o Rainaro não estava indo bem por causa dos ciúmes obsessivos da namorada dele, coisa que me chateou muito já que ele sempre foi meu porto seguro
Até que uns dias atrás uma amiga dela, a Carls me mandou a seguinte mensagem: olha eu tô cansada de ver isso então vou te contar, quando a Lolitta e o Rainaro começaram a namorar ela fez um grupo só pra falar mal de ti e dizia coisas do tipo "ela só fica perto da gente porque quer acabar com o meu relacionamento" "ele quer nos afastar porque gosta do Rainaro" "eu quero que vocês se aproximem dela pra saber se ela gosta do Rainaro"
E eu me senti traída pelo fato de sempre ter tentado ser a pessoa mais gentil possível pra ver a felicidade do meu amigo e ela falar aquelas e muitas outras coisas.
E a minha amiga ainda disse que ela só mudou de ideia quando me viu pessoalmente mas ainda falava que eu gostava daquele menino, então eu decidi falar com ela sobre esse assunto e ela falou que era mentira, que estavam me manipulando e as desculpas mais clichês possíveis. Só não mostrei os prints pra ela por causa dessa minha amiga Carls, só bloqueei ela e me afastei de qualquer assunto que envolta ela.
Sobre o Rainaro: ele soube sobre isso e falou que eu magoei a Lolitta e que "eu não liguei pros sentimentos dela " ainda disse que eu só me importava comigo mesma, e que nossas amizade não era a mesma, que eu nunca tava nos momentos ruins e mais um monte de coisa que me deixou bem triste. Hoje não nós falamos mais e ele finge que nem me conhece e eu faço o mesmo, já que na nossa amizades mesmo sem estar errada eu que tinha que pedir desculpas, não vou mais ferir meu orgulho por alguém que não se importa comigo.
Desculpem o textão
Então turma, eu sou a babaca?
submitted by ketlyn007 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.10 23:51 Helamaa 😳👉🏻👈🏻

a carência tá imoral e eu tô procurando uma namoradinha, se vcs conhecerem alguma mina que tenha esses requisitos, me avisem redpillada channer, dogoleira, wgtow, ancap, , jogadora de poker, bv, virgem, sem amigos, crente, fã da UDR,magrela, footlet,escuta Chico Buarque, weeabo, hikkimori, otaku, gameri, hetero,federal,trader de bitcoin,hacker, defacer, cubista, penspinner, recordista de memorização de baralhos, timida, mãe de pet, hidratada, não consumidora de açucar, saudável, youtuber, netolover, pooper, cambista, shitposter, anarquista, materialista, roquista, travesquista, mono talon vlogger, blogueira, e-girl, intolerante a lactose, intolerante a gluten, grinder e hipnóloga, fiel, niilista existencialista, metaleira, headbanguer, pelo no suvaco, patriota, masoquista, ballbuster, jogadora de minecraft, buceta fedida, que não tenha medo de chuta minhas bolas pelo amor de deus eu nao consigo encontrar uma menina pra chutar minhas bolas por favor deus eu imploro nao agusnto mais isso nao eh um meme porque voces tem medo de me chutar no saco. Raça: nórdica Altura: 170cm+ Pele: 1 ou 2 (Fitzpatrick) Olhos: 7+ (Martin) Cabelos: qualquer cor, mas apenas lisos ou ondulados (FIA) Nariz: reto ou virado para cima Crânio: dolico ou mesocefálico Óculos: não Aparelhos: não Queixo furado: não Covinhas: não Orelha presa: não Orelha de abano: não Franja em V: não Pelos no corpo: muito pouco Tatuagem: não Graduação: apenas cursos voltados à pesquisa Faculdade: apenas bem conceituadas Habilidades matemáticas: sim Idiomas: fluência em inglês e mais outro idioma Álcool, cigarro, drogas: não, nenhum Personalidade: introversão Cultura: europeia ocidental RELIGIÃO: Cristã Ortodoxa Gostar de escutar rogério skylab:
Para ser sincero, você precisa ter um QI muito alto para entender Rogério Skylab Para ser sincero, você precisa ter um QI muito alto para entender Rogério Skylab. O humor é extremamente sutil e, sem uma compreensão sólida de filosofia moderna, a maioria das piadas vai passar despercebida pelo telespectador médio. Há também a visão niilista de Rogério, que está habilmente tecida em sua caracterização - sua filosofia pessoal se baseia fortemente na literatura de Nododaya Volya, por exemplo. Os fãs entendem essas coisas; eles têm a capacidade intelectual para realmente apreciar a profundidade dessas piadas, para perceber que elas não são apenas engraçadas - elas dizem algo profundo sobre a VIDA. Como conseqüência, as pessoas que não gostam de Rogério Skylab são verdadeiros idiotas - é claro que eles não apreciariam, por exemplo, o humor no bordão existencial de Rogério "Chico Xavier é viado e Roberto Carlos tem perna de pau", que é uma referência criptíca para o épico Pais e Filhos do russo Turgenev. Estou sorrindo agora mesmo imaginando um desses coitados simplistas coçando a cabeça em confusão enquanto as músicas se desenrolam na tela de seu computador. Que tolos… como eu tenho pena deles. E sim, a propósito, eu tenho uma tatuagem do Rogério Skylab. E não, você não pode vê-la. É só para os olhos das damas. E mesmo elas, precisam demonstrar de antemão que possuem um QI com diferença absoluta de no máximo 5 pontos do meu (de preferência para baixo).
Rotina, Habitos e interesses: Nofap + Banho Gelado + comer carne crua + comer virado pra parede + biohack + dormir no chão + Jordan Peterson + mewing + HBD + PUA + jelq + dormir 5 horas por dia + café gelado sem açúcar + hipismo + compilação mitadas Enéas + alho cru + podcast do Joe Rogan + redpill + Brain Force + Jejum + meditação iasd + músicas para concentração, foco e inteligência + teste de QI da internet + grupos de linhagem viking do facebook + ficar longe do poste de internet 4G + youtube do varg vikernes + essência de morango da turma da mônica no narguilé + jogar vape na cara de todo mundo que tentar entrar no bloco da faculdade + 5 segundos de calistenia no deserto do atacama + darkcel + óculos do aécio na foto de perfil + ler quotes do nietzsche no brainy quote + criar galinha no quarto sem os pais saberem + Alho cru + uma colher de azeite quando acorda e outra antes de dormir + jejum de 24hrs a cada 72hrs + assistir VT no premiere logo que chega do estádio + canal Ultras World + LibreFighting + Operation Werewolf + comprar os artigos do Paul Waggener + Centhurion METHOD + humilliation exposure com a finalidade de criar uma crosta na sua mente capaz de desenvolver uma resiliência que resiste à humilhação como se ela fosse nada + tomar banho descalço em chuveiro de academia com chão mijado + musculação caseira + hackear o sono + Empreender + 10 livros de auto ajuda por mês + PUA + Selo super fã da fúria e tradição + Biokinesis + 432hz music + Mexer o pau sem piscar o cú + meditação transcendental + veganismo + minoxidil para cultivar uma barba + filmografia Jason Stataham + assistir vikings + redpill + ir no cinema sozinho + treino saitama + coach quântico + enema de café + dieta lair ribeiro + agua alcalina + O Método de Wim Hof + sabedoria hiperbórea + artigos da Nova Resistência + Biblioteca do Dídimo Matos + dormir virado pra patede assoviando no escuro pra espantar o curupira + dar 3 pulinhos toda vez que levantar da cama + dizer amém quando um 1113 azul passar por você na rua + 100 flexões por dia + 6 meses de jelq + injaculação guiada + sociedade thule + energia vril + chapéu de alumínio para se proteger das armas psicotronicas emitidas pela CIA + caderno de anotações smiliguido + pedir a bênção ao carteiro toda segunda de manhã + 3 horas de academia + 4 horas de corrida + mascar café + exercícios penianos do Dr. Rey + maratona saga Rocky + trilha sonora saga Rocky + trilogia Mercenários + filmes do Jason Statham + assoviar o hino do Palmeiras de ponta-cabeça + intro do Canal do Nicola em loop + palestras do Antonio Conte + vídeos do Rodrigo Baltar + dicas do Gustavo Gambit + aulas de italiano + dormir ouvindo Ultraje a Rigor + ler Walden pelado na mata atlântica de madrugada + ouvir músicas em velocidade aumentada + canto gregoriano árabe + ensinar hino do botafogo pra calopsita + fritar comida com banha de porco + assistir videos de situaçoes de risco com a finalidade de se preparar para o perigo + Terapia Holistica com formandos da UFPR no Jardim Botânico + Radiestesia para harmonizar vibração da casa + Metatron 432HZ no YouTube entoando a oração EU SOU + ler O Código da Vinci + Jesus Quântico + Barra Fixa na praça de madrugada escutando audiolivro do Jordan Peterson na voz do cara dos Fatos Desconhecidos + grupo POPEYE AFIANDO A PIKA + MyInstants AEEE KASINAO + Memes do Fausto Silva + ler O Evangelho dos Animais + stories do Copini no Instagram + Canal SocialGames7 com Gustavo Gambit e CIA + textos de Raphael Machado (Nova Resistência) + ser ex-membro do grupo Comunismo Ortodoxo + Monja Coen + Fazer origami com papel do bis + perder dinheiro com maquina de pegar ursinho + fumar palheiro com o avô + quebrar palito de dente no meio depois que usar + rezar Pai Nosso em aramaico + tentar se comunicar com o ashtar sheran + virar catequista e passar Plínio Salgado para as crianças + Limpeza de 21 dias de São Miguel Arcanjo + arrancar a fimose comendo cu apertado de galinha caipira + Regata branca WifeBeater com calça jeans clara e bota marrom + Ingressar na legiao estrangeira + Comprar toras de eucalipto pra reproduzir o centurion method mas nunca começar o treinamento + vender máquina de cartão de crédito + ler os escritos do Unabomber + Escutar a discografia do Paul Waggener + ler todos os livros do Pavel Tsatsouline + ouvir rap eslavo de cunho político suspeito + café com um cubo de manteiga dentro precedendo a primeira refeição do dia + beber 2L de leite por dia + Stronglifts 5x5 + Dieta Cetogênica + Canal Jason PROJETO GIGA + Cd do TRETA + comprar torre de chopp no prensadão + 2 cápsulas de Tadalafellas antes do sexo + só comprar comida japonesa importada pra dieta + comer arroz sem sal com peixe cru sem tempero enrolado em folha do fundo do mar + memes da página Dollynho Puritano + Deus Vult na capa do Facebook + acessar o dogolachan pelo computador da escola pra postar fanfic gay do Gilberto Barros + Trollar atendentes do mcdonalds no habbo hotel + ligar para o Motel Astúrias perguntar quando custa a bolacha Bauducco que aparece no site + Mandar entregar pizza na Rua dos Tamoios casa n°18 com portão vermelho + cosplay de russo no Omegle pedindo pra mostrarem a bunda + Dormir imaginando uma linha pra fazer viagem astral + recitar Homero pra mendigo + tomar antibiótico no café da manhã + Meditar imaginando o raio de luz violeta que representa a energia transmutadora + Workshop Reiki do Canal Luz da Serra MULHERES TERRAPLANISTAS RALEM.
Primeiro de tudo! Vai tomar no cu, MULHERES terraplanistas! Junto com todas que me contrariaram nos últimos meses falando "dur hur você não sabe nada de paleontologia, vai assistir seus desenhos filipinos e não encha o saco". TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! LERAM DIREITO? TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! A farsa ficou tão óbvia, que eles não tem mais como esconder que TODOS OS DINOSSAUROS TEM PENAS! Alguns mais penas, outros menos penas, MAS TODOS TEM. E aproveitando no mesmo vídeo, NÃO TEVE METEORO PORRA NENHUMA! Provavelmente as mudanças climáticas naturais, junto com a separação gradual dos continentes, é que extinguiu a mega-flora e a mega-fauna. E se teve algum meteoro, apenas acelerou o processo em uma região muito especifica. Agora só falta as ((especialistas)) e a (((Academia))) admitir que dinossauros nunca existiram e que foi tudo um erro grotesco de interpretação de pessoas que não sabiam que caralhos eram aqueles esqueletos. São apenas aves e mamíferos ancestrais de milhões de anos atrás. E antes que eu me esqueça, vai todo mundo que me contrariou tomar no cu!
GOSTAR DE MIM POR QUEM EU SOU E NAO PELA MINHA APARENCIA
Sério, de verdade, ser uma pessoa bonita não é fácil em nossa sociedade atual; não é só os olhares de desejo das mulheres e dos homens que me incomoda, e sim, o fato de ser só isso para as pessoas. Sou muito mais que apenas um cara bonito. Tenho qualidades além dessas, e saber que as pessoas não ligam para elas, pois estão entorpecidas de anseio pela minha formosura, me entristece muito.
Não suporto mais ser bonito. Tudo que eu queria era poder nascer de novo num corpo de uma pessoa feia, pois sério, vocês não sabem como me dói saber que por culpa de algo que nasceu em mim (a incrível beleza), serei rotulado eternamente por isso.
Eu trabalho, estudo, procuro, conheço, aprendo! Sou um ser-humano como qualquer outro e não só mais um rostinho bonito.
Pergunta antes de eu poder te namorar: Você é ocultista?
Essa é a pergunta de um milhão de dólares que raramente vejo sendo feita.
Se você ainda não for, pra se tornar minha namorada precisará ser e aqui está como fazer isso
É fato que a maior parte da literatura especializada ocidental acredita em Deus e Cristo, somente olhando-o por uma lente diferente. Não há um ritual que lhe aproxime de Deus, as coisas raramente são tão simples. Entretanto, com estudo e meditação o caminho começa a ficar mais claro.
Entenda que não sou nenhum senhor da verdade, e o que te falo hoje posso descobrir ser mentira amanhã. Saiba também que um dos maiores problemas desse meio é a falta de um início claro, sendo as obras tidas como introdutórias porcarias completas. Dito isso, lhe respondo o seguinte:
  1. O caminho mais completo para se aproximar do que você quer começa com noções do pensamento Helênico. Entenda que boa parte da visão de mundo cristã vem da antiguidade clássica, principalmente as noções de harmonia e belo. Não te peço para ler tudo o que já foi jogado ao chão pelos gregos, mas saiba um pouco das origens das coisas. Tenha uma ideia básica dos quatro humores gregos, e que essa é uma das origens para atribuirmos personalidades aos elementos da natureza. Entenda um pouco dos seus deuses e Cosmos, porque eles serão utilizados no futuro de forma metafórica em textos. Saiba que quando aparecer um hermafrodita em um texto especializado não há conexão com desvios modernos, mas com um simbolismo mais antigo (Salvo engano, sua origem é Platônica. Mais especificamente, O Banquete, durante os discursos sobre amor).
  2. Entenda que boa parte da origem da magia ocidental vem da confluência da cultura grega com a egípcia, incluindo a alquimia. A tábua esmeralda é um texto obrigatório. Leia um pouco sobre o Axioma de Maria, A judia. Aprenda um pouco da simbologia alquímica, porque será importante para você no futuro. É dentro da alquimia que irão discursar sem final sobre a trindade (pelo menos os da corrente de Paracelso). Não se pretenda nenhum mestre dos espagíricos, porque os químicos farão isso melhor do que você. Entenda que não havia essa separação absoluta entre o material e o espiritual, então os dois conhecimentos andaram juntos ao decorrer da história. Entenda também que haviam escritores voltados especificamente para a alquimia espiritual, enquanto outros à química.
  3. Estude a Cabala. Eu entendo que para alguns seja difícil dar atenção à Cabala Judaica com o surto conspiracionista chanístico sobre a índole de todo um povo, mas querendo ou não o judaísmo é o Pai da fé cristã, sendo Jesus judeu. Entenda que a árvore da vida é um estudo sobre Deus e suas emanações, e dela virá uma boa parte de seu conhecimento.
  4. Leia as coisas atuais sobre o assunto. Dê atenção aos escritores herméticos, principalmente.
Ocultismo é um saco, pelo menos se você for estudar seriamente. Você pode perder a vida se tiver um projeto ambicioso como se aproximar de Deus.
Você também pode pular algumas etapas no que te falei. Sobre a parte do pensamento grego, saiba que boa parte é "dispensável". Dito isso, recomento que entenda um pouco sobre o funcionamento do Cosmos de Ptolomeu. Entenda também alguns dos símbolos planetários, porque seu entendimento irá lhe ajudar no futuro.
Pra me namorar também tem que gostar dos animes:
Akame ga Kill! Akarui Sekai Keikaku Ana Satsujin Asu no Yoichi! Azumanga Daioh Balance Policy Black Cat BlazBlue: Remix Heart Chichi ga Loli na Mono de Choujigen Game Neptune: The Animation - Dengeki Comic Anthology Come Come Vanilla! Criminale! Dog Style Domina no Do! Eden no Ori Evangelion Fullmetal Alchemist K-on! Naruto Shingeki no Kyojin Yu-gi-oh
Sobre assistir Yu-gi-oh; quando eu era adolescente, gostava (na época que passou na TV Globinho e era moda), mas hoje em dia não gosto mais; então não assistiria de novo.
Quanto às minhas lembranças marcantes de Yu-gi-oh:
Em 2003, Yu-gi-oh era moda e todo mundo na escola da quinta e da sexta série jogava com cartinhas piratas, já o pessoal da sétima e da oitava não se interessava. A propósito, em 2003 tiveram duas grandes modas de brinquedos baseados em animes, cartinhas de Yu-gi-oh e Beyblade. Outro brinquedo que todo mundo da quinta e da sexta série levava pra escola em 2003 depois que passou a moda de Yu-gi-oh e começou a moda da Beyblade era a Beyblade.
Outra lembrança marcante que tenho de Yu-gi-oh é que em 2003 na escola o pessoal criava suas próprias cartinhas, fazendo desenhos e estatísticas.
Fujimura-kun Mates Gantz Gou-Dere Bishoujo Nagihara Sora♥️ Higurashi no Naku Koro ni Kai: Matsuribayashi-hen Hitsugi no Chaika Ichigo 100% Ichinensei ni Nacchattara In Bura!: Bishoujo Kyuuketsuki no Hazukashii Himitsu Jigokuren: Love in the Hell Jinzou Shoujo JoJo no Kimyou na Bouken Part 4: Diamond wa Kudakenai JoJo no Kimyou na Bouken Part 5: Ougon no Kaze JoJo no Kimyou na Bouken Part 6: Stone Ocean JoJo no Kimyou na Bouken Part 7: Steel Ball Run Kaibutsu Oujo Lucky☆Star Mahou no Iroha! Mahou Tsukai Kurohime Monster Hunter Orage Mujaki no Rakuen Needless Zero Nyotai-ka Onihime VS Oretama Perowan!: Hayakushinasai! Goshujinsama♪ Re:Marina Rosario to Vampire Saitama Chainsaw Shoujo Sankarea School Rumble Shingetsutan Tsukihime Shocking Pink! Shurabara! Sora no Otoshimono Sora no Otoshimono Pico Akame ga Kill! Ana Satsujin Asu no Yoichi! Azumanga Daioh Balance Policy Black Cat BlazBlue: Remix Heart Chichi ga Loli na Mono de Choujigen Game Neptune: The Animation - Dengeki Comic Anthology Come Come Vanilla! Dorohedoro Nekopara Pet Toaru Kagaku no Railgun Magia Record: Mahou Shoujo Madoka☆Magica Gaiden Rikei ga Koi ni Ochita no de Shoumei shitemita.Rikei ga Koi ni Ochita no de Shoumei shitemita. Isekai Quartet 2Isekai Quartet 2 Ishuzoku Reviewers Somali to Mori no Kamisama Eizouken ni wa Te wo Dasu na!Eizouken ni wa Te wo Dasu na! Itai no wa Iya nano de Bougyoryoku ni Kyokufuri Shitai to Omoimasu.Itai no wa Iya nano de Bougyoryoku ni Kyokufuri Shitai to Omoimasu. Jibaku Shounen Hanako-kun Haikyuu!!: To the TopHaikyuu!!: To the Top Darwin's GameDarwin's Game Kyokou SuiriKyokou Suiri Plunderer
PRE REQUISITO: GOSTAR DE FILMES DE FAROESTE.
IMPORTANTE: Se você gosta de filmes de super heroi, pare de ler e va se foder.
Se você é assim, fique longe de mim.
NÃO QUERO AS MULHERES QUE: As que falam palavrões As que fumam As que usam drogas As que postam foto com bebida Que bebem (menos 🍷, isso é coisa de dama) As que vão para balada, festa, rave etc As que postam foto com decote ou sensuais
Há uma coisa que eu quero que você entenda sobre nós os homens.
Quando você colocar uma foto sua nua no facebook, fazendo uma pose gostosa, mostrando os seios ou como vemos em várias fotos mostrando o bumbum ou deitada sedutoramente em sua cama, a única coisa que você faz é que as pessoas tenham desejo sexual por você, claro em A maioria dos casos por parte de homens.
Eu sei que você vai ficar tão emocionada com os 500 likes, 120 comentários e as inúmeras mensagens privadas! Você vai querer postar cada vez mais fotos para se sentir cada vez mais no topo.
Mas há algo importante que você precisa saber:
Na verdade nenhum desses caras que gostam, comentam ou enviam mensagens privadas te ama. Tudo o que eles querem é usá-la e depois atirá-la para o lixo, para ser honesto nenhum deles a levaria para sua casa para ser sua esposa, acredite em mim, você para eles não é mais que uma menina de programa em busca de popularidade barata No Facebook.
Os homens ricos os que tem o que você procura "dinheiro" ou os pobres admiram as mulheres que se vestem com decência e se respeitam. Uma vestimenta decente que não revela muito o seu corpo, leva-os a amar e a respeitar-te, isto a simples vista nos diz que és uma mulher virtuosa, alguém a quem se pode levar para casa para ser esposa e mãe.
Isto em muitos casos diz-lhes que você foi criada com princípios morais e lhes dá detalhes do seu bom histórico familiar.
Eles não se preocupam muito com a maquiagem excessiva, uma mulher digna de propor casamento sempre se distingue do monte, não importa como.
Valoriza seu corpo, lembre-se que para encontrar diamantes é preciso cavar, respeita, e um verdadeiro homem vai te respeitar de um modo ou de outro.
Mas você terá muito respeito: Mulher, não mostre seu corpo no facebook, você não sabe que tipo de pessoas, venha suas coisas, você é uma mulher bela, não precisa de fotos, nem mostrar tanto, você pode conquistar com sua simpatia, com seu educación con seu sonrrisa,
As que já ficaram com amigos seus, ou que ficam com mais de 3 em um único ano As que não trabalham ou estudam (ou que estão em um curso irrelevante de humanas) As que não sabem o básico de uma casa, como lavar, passar roupa, cozinhar, trocar fralda, etc As interesseiras As que estão pedindo presentes sempre As que já estão comprometidas As não gostam de crianças ou dizem que não querem ter filhos (pessoas que não querem ter filhos não são confiáveis) As que tem piercing de bufalo
submitted by Helamaa to smurfdomuca [link] [comments]


2020.08.20 19:48 Cepheyy Skylab e Júpiter Maçã

Hoje de manhã 🌅, eram 9 horas 🕘 da manhã, ligaram 📞 pra minha casa. 🏡 Eu atendi. E a pessoa 🤷🏼‍♂️ do outro lado falou assim🗣️: "Skylab, é você mesmo?" 🤔 falei "sou eu, sou eu que tô falando, Skylab." 😳 "é porque vou ser entrevistado 🎙️ por você hoje, eu queria saber se você é você mesmo."🙋🏼‍♂️ "sou, eu sou eu mesmo então." "me da uma prova 🗃️ de que você é você." e eu fiquei completamente desesperado 😨, eu comecei a desconfiar de que eu era eu mesmo 😲. Bem, essa pessoa que tava na outra linha 🧵 no telefone 📞 tá aqui agora ao meu lado. Tô falando de Júpiter Apple. 🪐🍎

É isso aí Skylab. 😉 Um dia um dia se dá yes 👍🏼, outro dia se dá no 👎🏼. Ahmmm... Eu aterrissei no Congonhas 🛬 e já aterrissei com cheiro 👃🏼 de uma espécie de queijo 🧀 porque umas meninas 👭🏼 vieram me masturbando 🤤 dentro do avião ✈️ e eu fiquei com cheiro 🤮 de uma coisa meio... é... aquele produto que vende...

Ricota? 🧀

Ricota, de queijinho. 🧀 Então... Ahhhmm, fiquei meio perturbado 😖 de me apresentar de repente assim pra você com esse cheirinho 🤢, e além do mais o táxi 🚕 do aeroporto 🛫 daqui pra cá demorou ⏱️ bastante e eu fiquei me masturbando ✊🏼🍆, mas como uma menina batendo uma siririca 🎛️. Éhhhmm, então éééé... Agora que estou aqui quero falar 🗣️ com você.

Ali no Sétima Efervescência 💿, você... Você faz uma homenagem 🎤 a Syd Barrett?

Não 🚫. Eu quis tocar 🎸 em Syd algumas vezes, inclusive fisicamente 😏, porque eu preciso, eu vou tocar 👉🏼 em Syd, porque é o meu master 🏆, o meu role master, o maior 🔝 de todos.

É o maior? 😯

Eu respeito você 👤e todos que vêm antes ⏪, mas Syd é uma... I'm sorry. 😔

Isso é histórico. 📆

Deixa eu mexer no pau 🍌. Botar o pauzão 🍆 bem na cara do... Vote 🗳️ em mim... Faz a pergunta. 🙋🏼‍♂️

Por que 🤔 você não se masturba ✊🏼 agora?

Eu não 🚫 me masturbo agora porque eu acho deselegante 🤨. Eu me masturbar 🍆 no seu show eu simplesmente ia achar 😤 uma coisa completamente deselegante 😨. Meu pau é enorme 🤏🏼, cor-de-rosa 💄, todas as meninas sabem 😜 e ficam completamente apaixonadas por isso 😍. Já sou um homem de 50 anos 🎂, sou parecido com um vovô 👴🏼 tarado-

HAHAHAHAHAHA 🤣 eu me lembrei de uma ☝🏼 frase: "não me chame de titio que o meu pau fica duro! 🗿"

É, agora não me chame de vovô 👴🏼 que fica mais duro ainda 🍌. Então, eu tô andando 🚶🏼 por aí e as meninas 👩🏼 estão loucas por mim 🥰 e elas adoram um sexo 👉🏼👌🏼 de putaria 🔞, porque elas gostam de sem vergonhice 😜, porque menina gosta. Elas simplesmente sentem 😩 a sensação da putaria 👩‍❤️‍💋‍👨, né?

Você é a Marlene Dietrich 👩🏼 do rock? 🎸

Eu sou uma lenda do rock 🤘🏼. Eu sou a Marilyn Monroe 👩🏼 do rock. Eu sou Zeppelin 👨🏼‍🦱, como chama aquele menino? 🤔

Robert Plant. 👨🏼‍🦱

Robert Plant! 😝 Eu sou o Robert Plant do rock. 🎶 I want to be here! 😮 How does it call, how does it do it... 🧐 -cantando- 🎤 This is the best man 🔝 in this world. 🌎

E... Vamo falar 🗣️ de Hisscivilization? 💿

Hisscivilization é um disco 💿 futurista 🔜 que eu não sei exatamente de onde veio 🌏 ou pra onde vai 🚗 e pra quem eu fiz 👤 ou pra quem vai. 👤

É o disco 💿 que eu mais gosto ❤️. Tem um camarada 🔨, André Peniche, que fez um DVD 💿, que fez um vídeo 📹 maravilhoso contigo, e ele chegou a falar pra mim 🤨 um dia que você tem um material que nunca foi mostrado 😮, me fala um pouco 🤏🏼 desse material.

A JAPANESE... 🇯🇵 tem minhas maiores obras 🖼️ vivas hoje mas algumas foram queimadas 🔥 em um apartamento 🏘️ em Porto Alegre porque... 👨🏼‍🎤 O negócio é rock and roll. 🤘🏼 Então... A JAPANESE... 🗾

HAHAHAHAHAH 🤣🤣🤣

What's happening here? 🤔 What's that... What's happening there? 😶

É muito bom ouvir você. 🥰

As pessoas se divertem 😂 comigo.

Pra caralho! 😆

Se divertem. 😊

PRA CARALHO! 😄

Se divertem... 😀

Pra caralho. 😃

Aonde eu vou 🚶🏼 eu levo, eu levo, eu levo alegria. 😜

Lógico pô, lógico. 🙄 O DVD 💿 que você gravou 🎥 em Porto Alegre, o primeiro 1️⃣ DVD em Porto Alegre, foi uma coisa linda 😳, as pessoas cantando 🎤... Aliás você sentou no piano 🎹, AÍ EU FIQUEI PUTO CONTIGO 😡, PORQUE VOCÊ FOI SENTAR 🪑 NO PIANO 🎹 PRA CANTAR EU E MINHA EX 👫🏼. E EU FIQUEI PUTO, NÉ CARA? 🤬

Lógico, essa é a melhor 💯 versão de...

Lógico, pô. 🙄

Consertei. 🔧

Lógico, pô. ✅ Aquele DVD é histórico 🏆 né, mas aquele DVD foi lançado 💿, porra?

NÃO FOI LANÇADO NUNCA! 😪

NÃO FOI LANÇADO NUNCA? 😯

É TUDO UMA PUTARIA 🔞, OS CARAS MENTIRAM PRA MIM 😡, DISSERAM QUE IAM LANÇAR O DVD 💿 E EU TINHA QUE CUIDAR🎚️, SÓ QUE ASSIM, EU LANCEI DE FATO 💽, ASSIM, COM MEU AMIGO AQUI 👬🏼. Só tem um detalhe, eu fiquei endividado 💸 no American House, 🏨 American Credicard House... 🇺🇸 E eu ainda fiz tudo, fiz... 😔

HAHAHAHAHA 🤣🤣🤣

E umas putinhas me chuparam 🤤, bem a xoxota 💦 e meu pau 🍆...

Me diga 🗣️ uma coisa, aquele lance que você... 🤨 Aquele lance que você caiu lá do segundo 2️⃣ andar, aquilo ali foi suicídio? 🎗️ Tentativa de suicídio? 🧐 O que que foi aquilo? 🤔 Porque você fala que você queria dar uma volta 🚶🏼 pela janela, ir pela janela, 🏬 mas aquele papo não... ⛔ É aquilo mesmo, é meio estranho 😲 aquele papo, não é? 🚫

Eu vou dormir. 😴

Então foi, né? 🥱

Desculpa 😪, fui longe, desculpa, fui... 😩

Foi um prazer IMENARRÁVEL- 🤝🏼

Não, eu fui longe... 😓

Não, mas foi maravilhoso 😍 pô, essa entrevista 🎙️ pra mim foi uma das melhores 🥇 que nós tivemos no programa 🔫 Matador de Passarinho 🐦, entendeu? Foi assim, maravilhosa 👏🏼, eu acho que o espírito 😇 do programa, com toda a ideia 💡 de silêncio 🤐, de ausência 🚷... Tá tudo aqui nessa entrevista. 😮

Entrevista outro, tomar uma cerveja. 🍻
submitted by Cepheyy to DiretoDoZapZap [link] [comments]


2020.08.16 07:40 FantasticElf Fui a babaca ao não saber que minha amiga havia me bloqueado?

Olá Lubixco sem queixo, papelões, gatas, espíritos que passam pela porta do luba, editores e turma que está a ver. A história que está citada no título será contada ao final, pois primeiramente preciso explicar e citar algumas coisas para que faça mais sentido.
Para não ter que explicar isso no meio da história vou colocar como cada pessoa que faz parte da história será chamada:
Borboleta; eu mkkk Libélula; a amiga em questão Urso; meu melhor amigo e gosta da Libélula Girafa; melhor amigo de libélula Peixinho1; amigo de todos do grupo Peixinho2; um amigo do qual libélula gostava, porém não faz parte desse grupo de amizade e que será chamado de Peixinho2 porquê ele e Peixinho1 tem o mesmo nome
Tenho essa amiga que conheço ela desde 2018, nos tornamos amigas e depois melhores amigas, somos bem próximas e nos consideramos irmãs, e até brincamos coma ideia de ser irmãs gêmeas considerando que somos bem parecidas fisicamente e gostamos de muitas coisas em comum. Mas desde 2019 ela ficava puta comigo sem motivos aparentes, tipo o fato de eu sempre demorar para responder e ter amigos os quais ela não gostava, acontecia poucas vezes e eu não ligava muito, pois no final a gente sempre ficava de boa, porém desde o começo da quarentena tem ficado muito mais frequente, e chegava ao ponto de ela me bloquear.
Uma recente briga e que ainda faz nosso grupo de amigos começar a discutir é quando um dia, Urso me manda um print onde ele e Girafa estavam conversando e Girafa falava que Libélula gostava do Peixinho, Urso me pergunta se era verdade e eu fugi do assunto falando como Girafa estava com uma cara de cu na foto do perfil mkkjs, no final falei que sim, e ele falou "Ela gosta do PEIXINHO1?" Eu falei que não e expliquei que era o Peixinho2. Nesse meio tempo Girafa me mandou uma mensagem falando "Só confirma tudo que ele pedir" eu mandei um Q, sem entender nada, pois ainda não leio mentes para saber de quem e do que ele falava. Exatamente 5 minutos depois de Urso me perguntar quantos anos Peixinho2 tinha, Libélula mansa 3 áudios no grupo do WatsApp, o primeiro ela falava "Borboleta, eu pedi pra você contar alguma coisa? eu pedi?" O segundo ela falava "Fodase vai no grupo mesmo, todo mundo já tá sabendo mesmo" e o terceiro ela falava que estava com vontade de me espancar e esfregar a minha cara no chão mkkk amizade boa é essa. Depois disso Urso falou pra ela se acalmar e depois começou a brisar falando "que as vezes nao da nada, mas as vezes da tudo", Girafa como o belo filho da puta que é falou que só dava risada, depois todo mundo começou a discutir e eu só fui saber disso quase uma hora depois quando a merda toda já estava feita e nem tempo para me "defender" tive, joguei a culpa para cima de Girafa, porquê estava puta com ele e em parte a culpa era dele mas também minha, agora vejo que estava errada em jogar tudo em cima dele. No outro dia já estava tudo de boa e resolvido, apesar de eu ainda querer socar a cara de Girafa.
Outra coisa que ela sempre joga na minha cara, é o fato de eu ter mentido sobre já ter mandado nudes. Nós estávamos conversando e ela me perguntou se eu já havia mandado, eu falei que não, apesar de já ter mandado, pois me arrependia e não necessariamente achava que isso era importante. Ela que conversava com um amigo meu, me falou que Anta (nome que dei pra ele agora mkk) falou que eu já tinha mandado nudes para ele, era verdade, e Libélula me perguntou porquê eu tinha mentido, falei que não era algo que eu achava importante, me arrependia e que me envergonhava disso, ela falou pra eu nao falar pro Anta que ela tinha contado, porém demorou um pouco pra falar isso. Eu com uma pequena raiva fui e mandei mensagens para Anta. Repeti 3 vezes o nome de Anta e mandei figurinhas de um bichinho que tinha uma faquinha e outras que tinham mais ou menos a mesma coisa da outra, e falei que eu iria matar um Anta, e que as pessoas não podem sair falando as coisas assim, mandei um pedaço das mensagens que Libélula tinha mandado para mim onde falava que ele contava que eu tinha mandado pra e ele pra mim. No final ela ficou puta comigo e me bloqueou, umas horas depois ela me desbloqueou e a gente ficou de boa de novo.
Toda vez ela me bloqueia porque eu nunca conto nada que acontece na minha vida, porém ela não entende que não acontece nada na minha vida para eu contar pra ela, e quando acontece é alguma coisa envolvendo uma amiga minha ou outro melhor amigo que eu tenho, e ela odeia os dois e sempre fica full pistola comigo quando eu falo com eles e já falou diversas vezes para eu parar de falar com eles, ou com outros amigos meus que eu raramente falo, então é, eu não conto nada.
E agora a última história que é a do título. Hoje a tarde ela me mandou um áudio me perguntando sobre uma coisa que eu postei no meu Twitter, e perguntou se as mensagens que tinha tinha no print que estava no Tuíte (? Não sei escrever o bagui pq sou lezada mkkkj) eu havia enviado para ela, porquê as mensagens não foram e ela tinha me bloqueado. Eu com toda a minha lerdeza e sem entender nada falei "tu me bloqueou?" e Ela simplesmente explodiu, ela falou que sim tinha falado no grupo block (Eu tinha mandado um print no grupo que eu tava conversando com uma amiga da minha amiga e perguntei oque ela estava fazendo ela falou que estava vendo um filme e falou que era Harry Potter eu falei que também e comecei a rir da coincidência) porém que eu paguei pra isso, falou que eu não me importo com ela, que eu não deixo ela mexer no meu celular por que eu tenho várias meninas falando comigo, e que eu não chamo ela de melhor amiga. Eu tava rachando, quebrando no meio, esbagaçando minha garganta, pois achei que ela tava zuando, mas não, eu falei isso, e ela ficou muito, mais muito puta e me bloqueou depois de falar que eu não consigo ficar um minuto sem rir, sem falar palavrão ou zuar alguma coisa, e eu falar que não. Mandei uma mensagem no grupo falando pra ela me desbloquear ela perguntou porque faria isso e depois mandou um áudio, jogando na minha cara o bagulho que contei para o Urso, do nudes que neguei mandar para o Anta e sobre não contar oque acontece na minha vida e falar que eu minto sobre eu falar que não tenho amigos além daqueles do grupo, depois Libélula saiu do grupo e eu sai também, não queria falar com ninguém. Depois de umas 2 horas Peixinho1 falou para eu pedir desculpas para Libélula e me perguntou oque aconteceu, Girafa colocou eu e Libélula no grupo de novo e falou para nós parar de tretar, Urso concordou, porém ninguém mais falou nada.
Então, eu fui a babaca? (Reconheço que fui babaca em algumas situações como sobre a do Urso que contei para ele de quem Libélula gostava e joguei toda a culpa no Girafa, e outras que não contei pq não eram tão importantes:-;)
Se alguém querer me dar um conselho sobre o que fazer eu aceito, pois ainda estou bloqueada e a minha amizade com ela é muito importante pra mim, apesar de sempre ser bloqueada '-'
Ficou grande mas é a vida né MKKKKKKJ, obrigada por ler até aqui se você leu <3
submitted by FantasticElf to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 18:04 Yumi-Mochizuki Sou a babaca por não ter tirado minha amiga de um relacionamento tóxico?

Olá Luba, Editores, possível convidado e para todos os animais plantas e átomos que estão lendo ou assistindo, não sei porque não sou vidente.
Bom, essa história é recente, então não tem um final mesmo, apenas...não sei, a parte 1? Porque pelas circunstâncias, parece que ainda vai continuar, mas espero que não continue e quero que aconteça isso com ninguém, então antes de começar quero falar que saiba que nunca, NUNCA incentive aqueles tipos de namoros entre pessoas mais novas com pessoas muito mais velhas, não quero que ninguém, NINGUÉM cometa o mesmo erro que eu, mas cometi ele sem saber dessa parte, então, antes também de namorar, saiba pelo menos a idade do seu parceiro.
Então, faz alguns meses atrás que isso aconteceu, eu jogava um aplicativo que vou chama-lo de CarlsApp (só pela história começar por ele já posso ver que eu sou a babaca por ter ido pra lá) estava eu andando por umas salas de conversa até entrar numa sala onde conheci 5 pessoas, mas iremos focar em 2, vamos chama-los de Rainara, a garota, e Carls, o garoto, conheci Rainara e Carls, pensa numas pessoas legais, engraçadas e fofas, foi assim que pensava dos 2, estávamos conversando de boa nós 6, ficamos super amigos, principalmente Carls, Rainara e eu, ninguém ali se conhecia pessoalmente, todo mundo morava em parte diferente do Brasil, e Carls morava no Japão, então basicamente éramos amigos da internet, tudo de boa, saudável até aí, passou alguns meses e descobrimos que Carls e Rainara se gostavam, muito fofo pra todos nós, um cara legal com uma garota legal, muito fofo, passou umas semanas, e vimos que Carls pediu a Rainara em namoro, mas ninguém sabia se ela tinha aceitado, porque ela estava na dúvida, uma galera incentivava, pra mim estava no "algo de errado não está certo" mas como não via nada de mal então pra mim tanto faz, passou um tempo e comecei a ver que Carls estava dando em cima de mim, fiquei surpresa e ao mesmo tempo fiquei muito sla, não sei dizer, não gostava dele, não sabia muita coisa e muito menos não sabia se a Rainara tinha aceitado, e se sim? Eu não queria ser uma amiga má e corresponder o mesmo que o Carls fazia, perguntei pra ele como forma de mudar assunto (pois tava ficando muito doido o assunto e tava muito na cara que ele estava dando em cima de mim e tava só piorando) se a Rainara tinha aceitado, ele falou que ela não tinha aceitado, tinha ficado triste mas pelo menos tinha eu falando com ele, não estava convencida e ao mesmo tempo fiquei "cara, ele gosta de mim?" Como não sabia de nada , fui perguntar pra Rainara e ela falou que sim, ela tinha aceitado namorar ele, então eu falei logo o porquê tinha perguntado, e ela riu no início e depois pareceu chateada, mas no final da conversa ela simplesmente falou " normal, é o jeito dele", mano, e vamos de corna mansa, porque ele até falou depois que ele tinha até recebido nuds de umas outras garotas e começou a dá mais em cima de umas meninas, inclusive de mim, fiquei enojada porque ele fazia aquilo mas quando ele via ela falando com uns caras ele não gostava, ele ficava super no "você não me ama" e tals, passado umas 1 ou 2 semanas, tudo "normal" tinha ido assistir TV com meus irmãos, até que vi que minha mãe pegou meu celular enquanto tava lá assistindo, ela viu meus desenhos no cell, os vídeos que eu estava vendo, minhas mídias, super de boa até que ela viu minhas conversas, ela ficou chocada especificamente com a conversa minha e do Carls, ela começou a me dá sermão de que esse cara tava dando em cima de mim, era um cara nojento, concordei com minha mãe, pensávamos do mesmo jeito em relação a ele, então ela falou pra eu bloquear ele, e como uma boa filha, obedeci, não sei se foi uma escolha correta, mas isso foi o suficiente pra ver que Carls era muito pior que um namorado que corna minha amiga. Alguns dias depois, vi que o Carls e a Rainara, tinham me bloqueado, o Carls eu já sabia o porquê, mas a Rainara não, fiquei desesperada, pois ela era muito legal e gostava de falar com ela, então é aí que surge mais 2 pessoas, meus dois melhores amigos, vou chama-los de Zarls e Karls, Zarls falou que era melhor deixar ela com o relacionamento dela com o moço, porque se ela fosse minha amiga de verdade ela não teria me bloqueado, mas falei que tentaria mais uma vez e foi o que eu fiz, infelizmente minha última carta foi voltar pro CarlsApp, até ali não tinha mais voltado pois estava sofrendo ataques de pessoas que nunca vi na minha vida (uns seguidores do Carls) e aquele lugar me trás lembranças ruins, mas voltei pra tentar falar com a Rainara, ela não me bloqueou lá e falei com ela e a mesma disse que o Carls tinha ameaçado ela dizendo que se ela não me bloqueasse, ele não iria mais falar com ela, porque se ela amasse ele ela faria isso e tal (ou seja, outra chantagem) então eu resolvi falar pra ela que isso que estava acontecendo não é normal, que isso estava ficando super ruim principalmente pro lado dela, depois lembrei de um fato que fazia com que isso ficasse pior ainda, ela tinha 14 enquanto ele tinha 18, tipo, ele era maior de idade e ela estava num meio desse tipo de relacionamento com 14 ( outro fato que acredito eu que seje a parte que mais me fez ficar longe dele, foi que ele disse uma frase que me faz querer apertar o pescoço da pessoa que fala isso: " idade é só um número", " cara, tô nem aí, meu primo tem 35 e namora uma menina de 13, de boa, idade não impede o amor") Tentei convence-la ao máximo mas ela disse que amava ele, ele a amava, "quem sabe que eles se encontrem, aí viram um casal de verdade" (sim, ela realmente disse isso) e um monte de coisas desse tipo, pedi ajuda pros meus 2 amigos, o Zarls falou mais uma vez pra deixar ela, que quando ela perceber ela vai ver que fui uma boa amiga e que eu tentei ajudar mas ela não quis ouvir, já Karls falou pra ela tomar no c* e que era pra ela ser mais feminista e menos burra (concordei demais com ele), ouvi o Zarls e não falei mais com ela, desde então não tenho mais notícias relacionadas a o casal, o Carls tentou falar comigo no app mas decidi que nunca mais entraria lá. Todo mundo que eu falo e participou da história está bem, o Zarls está feliz por ter me ouvido e meu deu todo o apoio pra me ajudar a superar essa história, Karls ficou triste por eu não ter mandado ela tomar no c*, mas ele foi um grande amigo como sempre e também me deu muito apoio, minha mãe está feliz por eu ter parado de falar com o casal, ela ainda faz o mesmo sermão e fala pra eu aprender com isso e pra mim ela foi uma mãe muito incrível como sempre, pois sem ela eu nunca teria visto o quão tóxico ele era e o quão falsa e burra era a Rainara, mas a história não acaba assim, se não, não teria colocado no,título " eu fui a babaca?" Enquanto eu assistia a turma-feira, vi que a Rainara me desbloqueou e está tentando voltar a falar comigo, sinto que não desejo falar com ela, pois depois disso tudo, tenho a mínima vontade de querervoltar a reviver a história, meus amigos já falam que é melhor não, que isso só vai piorar, mas sinto que ainda não fiz nada pra ajudar e que ela pode está precisando da minha ajuda, mas mesmo depois desse pensamento, bloqueei ela, pois não quero mais falar com ela, não quero mas voltar a falar com os dois, nunca mais quero ver esses dois, mas as vezes me pego pensando que isso tudo aconteceu por minha causa. Será que na verdade eu fui a babaca dessa história? Tudo isso aconteceu por causa de mim ou não? Gostaria muito que vocês me falassem, então foi isso minha gente, muito obrigada por ler.
Caso queira ler isso também: Sei que isso tem nada haver com o " eu fui o babaca?" Mas gostaria de dá uma moral, nunca namore virtualmente? Sempre conheça a pessoa antes de namorar essa? Cuidado com quem você fala? Obedeça seu pai e sua mãe? Não! Bem... Sim, mas essa não é a moral, a moral é: nunca entre nesses aplicativos de falar com pessoas virtualmente usando personagens como aquele, sempre dá errado, se você namorar alguém por lá, você está destinado a ser corno.
submitted by Yumi-Mochizuki to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.28 18:30 lethy_yaoi "Sua mãe deveria ter te abortado"

Aê mermão. Fala Luba, editores, gatas, papelões falecidos e queimados e white girls, Essa história não é bem minha, por mais que eu tenha participado dela, e sim de uma amiga minha, vamos chamá-la de Geovana, pra que o luba não precise criar mais nenhum Carls, ela me deu permissão de postar aqui já que, de acordo com ela, o luba não vai ler mesmo(mostrem que ela está errada). Enfim, a Geovana é minha melhor amiga desde os nossos 7 aninhos de idade e devido a isso, nós duas conhecíamos a família uma da outra e também os dramas que envolviam as mesmas.
Era normal para nossas mães que nós passássemos uma noite na casa da outra e tals, assim como ficar pro almoço ou jantar ou qualquer outra refeição com a família. Nossa história aconteceu ano passado, os pais da Geovana são separados desde que ela tinha uns dez anos, mas como eles tinham guarda compartilhada a Geovana passava uns dias na casa do pai dela, que era bem perto de uma praia daqui do Ceará (da Sabiaguaba caso queira saber) e dessa vez não ia ser diferente, exceto pq dessa vez ela fez pirraça com a minha mãe para que me deixasse ir(eu tô exagerando com o "pirraça" mas que ela ficou enchendo o saco da minha mãe pra deixar eu ir, isso ela fez), depois de conversar com a mãe da Geovana, minha mãe me deixou ir passar os dias lá.
Estava tudo nos conformes, eu já tinha feito minha pequena mala com todas as coisas que eu poderia precisar (de acordo com a minha mãe, por mais que eu não entenda porque eu precisaria de um casaco em uma casa perto da praia) assim como a Geovana, quando fiquei pronta me despedi da minha mãe e fui pra casa da Geovana para esperarmos o pai dela com o carro para nos levar.
Eu conhecia o pai da Geovana antes da separação então eu sabia como ele agia normalmente, ele é um pai severo mas ao mesmo tempo ele nunca aumentaria a voz pra gritar com a própria filha ou algo do tipo, pelo menos era o que eu pensava. Estávamos na casa da Geovana, tínhamos planejado sair cedo para que pudéssemos chegar na casa e nos arrumarmos para ir tomar um banho de praia, acho que ainda não passava das oito da manhã então o pai dela chegaria daqui uns trinta minutos e enquanto isso ficamos conversando. Passaram trinta minutos, quarenta, uma hora e nada do pai dela chegar, minha mãe me ligava a cada dez minutos para saber se já tínhamos saído e cada vez que eu dizia que ainda não ela me dizia que era pra voltar pra casa kkkkk.
A Geovana começou a ligar pro pai, pra madrasta, pro filho da madrasta e era sempre a mesma resposta "já vamos", quando ia dar dez horas descemos pra comer alguma coisa enquanto esperávamos, como era a primeira vez que eu iria "viajar" com o pai da Geovana, eu não sabia que ele demoraria tanto, mas aparentemente era normal ele se atrasar até mais que isso. Eu estava tão ansiosa que a cada carro que passava na rua eu pensava que era o pai dela( e a Geovana e a mãe dela rindo da minha animação). Quando ele Finalmente chegou, eu já nem lembro mais quanto tempo tinha passado, a madrasta dirigia o carro e o pai dela estava no banco do passageiro, não sei se alguém notou(provavelmente sim), mas ele estava com um fedor extremo de cerveja (daquelas bem vagabundas).
Ele entrou na casa parecendo um fucking zumbi e gritou pra que entrássemos logo no carro enquanto a madrasta ainda tava lá, eu ainda demorei um tempo no quarto da Geovana mandando mensagem pra minha mãe e dizendo que ele Finalmente tinha chegado e eu já estava indo, quando desci ouvi os pais dela brigando e ela do lado só ouvindo.
Mãe: Qual a p**** do conceito de cedo pra você?
Pai: Eu já cheguei, não cheguei? Para de ser louca.
Mãe: As meninas estão te esperando desde as oito.
Pai: Se queria convidar aquela menina deveria ter avisado que o mundo não gira ao redor dela e que eu também vivo.
Geovana: Você tinha combinado com aquela menina uma hora então você deveria seguir com o combinado.
Pai: Eu estou falando com a sua mãe. Eu sabia que ela não era uma boa influência pra você, vestindo roupas curtas e maquiagem demais, eu não te criei pra ser vagabunda assim.
Sei que eu não tenho muito direito de me sentir mal com a situação e tals, afinal não sãos os meus pais, mas esse tipo de comentário sempre me deixa mal e na minha cabeça, o pai dela deveria saber, são comentário tão constante mas que aínda assim me entristecem. Foi com esse pensamento que eu decidi mandar mensagem pra minha mãe que eu tinha desistido de ir, eu não ia ficar no mesmo ambiente que aquele cara nem que me pagassem.
Quando desci para a sala de novo a discussão ainda continuava mas agora era entre o pai e a filha enquanto a mãe ia até a cozinha e ela me viu, contei que não queria mais ir mas ainda ia ficar mais tempo pra me despedir da Geovana quando ela saísse. Os dois já estavam gritando bem alto naquele momento.
Geovana: Eu não dou a mínima se você não gosta mas ela é minha melhor amiga e é negra e ela vai com a gente.
Pai: Cala a boca, eu sou seu pai e eu que deveria estar gritando com você sua ingrata, eu cuidei de você a sua vida inteira e é assim que você me trata? Tá aprendendo a ser uma malcriada com aquela menina é?
Como eu ainda estava na cozinha (que era um cômodo de distância da varanda que era onde eles tavam) eu não ouvi o que a Geovana disse mas que irritou o pai dela isso eu sei. A mãe dela decidiu que já deu e com isso ela foi até onde a algazarra estava.
Mãe: Já chega. Se você pretendia ser um pau no c* Você conseguiu. A Geovana agora não vai pra lugar nenhum e você vai embora da minha casa.
Pai: ela também é minha filha e você não pode impedir q eu leve ela pra minha casa se ela quiser também.
Mãe: esse é o ponto, você acha que depois disso ela ainda vai querer sair?
Pai: Eu vou contar para o juiz que você não me deixa ver minha própria filha e está fazendo a cabeça dela contra mim.
Mãe: você começa a xingar e a culpa é minha?
Pai: A culpa é sua por ter tido ela, sim. E ter criado ela como uma vagabundinha que se veste com roupas curtas.(me recuso a repetir oq ele disse de verdade)
Virada dramática até a filha
Pai: desde que você nasceu sua mãe ficou insuportável por culpa sua, se eu soubesse eu teria obrigado ela a te abortar.(ele não disse abortar de fato, mas é uma coisa regional então eu achei melhor colocar de um jeito que todos entendam)
A briga continuou por mais um tempo até q os dois decidiram que era melhor que o pai fosse embora para que não tivesse mais nada demais, lê-se barraco. Quando ele saiu a torta de climão já tinha sido servida e ficou um silêncio.
No final de tudo eu só fiquei pro almoço e depois fui pra minha casa, eu não sei o que aconteceu quando eu saí, mas eu imagino q não foi a melhor coisa do mundo. Essa é a história, beijos a todos.
submitted by lethy_yaoi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 22:44 AlineAMM Preciso de ajuda, eu aceito?

PrIMeiRa VeZ aQUi
Luba, se vc ler isso aqui, vou te ajudar, é uma voz feminina
Olá Luba, editores e turma que está a ver. O “oi” é curto porque a história é longa.
Preciso da ajuda de vocês Turma e Luba, eu aceito?
Já vou dizendo que sou uma pessoa muito tímida, por isso as minhas reações.
Tem um garoto que é meu melhor amigo desde o fundamental. Eu tinha começado a gostar dele desde o 5º ano (estou no 1º) porque jurava que ele gostava de mim também, sério, parecia muito. Na minha escola tem um pomar, e nós invadíamos o lugar quando ficávamos a tarde. Lá no pomar, tinha uma parte onde o solo era mais profundo, virando meio que um buraco. Deitávamos lá, um do lado do outro, e ficávamos conversando. Algumas outras situações e conversas faziam parecer. Tipo, um dia, no aniversário na casa de um amigo meu a sala toda foi e jogaram Verdade ou Desafio e, como eu sabia o que iam perguntar, não participei. Mas ele, meu Crush foi. Perguntaram para ele se ele gostava de mim. Nessa hora eu sabia que deveria sair dali, e não escutar a resposta. Mas a curiosidade foi maior. E ele respondeu SIM. Mas o que eu fiz? Eu saí apressada. Todos da roda viram, e ele veio atrás de mim. Explicou que gostava de mim como amigo, e era isso que queria dizer. Eu não acreditei, mas só respondi OK.
Acho que tudo isso foi durante o 6º ano:
Bom, só para explicar. Na minha sala tinham uns 30 alunos, e eu tinha 3 amigos. Dois meninos e uma menina. Eu até hoje tenho os mesmos amigos, ninguém mais. Tenho dificuldade em fazer novas amizades, e eles também, então o grupo eram só nós 4.
Mas pulando isso. Alguns anos depois aos poucos fomos conversando cada vez menos. Ele não vinha mais falar comigo, e eu não ia atrás. Chegou ao ponto onde não falávamos nem mais “Oi”. Mas eu percebi que ele estava tentando conversar com os outros alunos.
Nessa época eu ainda ia em uma psicóloga, e contei para ela essa situação (só não que gostava dele, porque tenho só 15 anos, n tenho idade para namorar ainda). Ela mandou eu escrever uma carta, como se eu contasse para ele pessoalmente tudo o que queria saber. Escrevi e mostrei para ela. Ela me falou que era para eu contar para ele, pedir o porque dele fazer isso, mas pessoalmente ou por telefone. Não consegui fazer nenhum dos dois. E o que eu fiz? Antes de sair para o recreio coloquei a carta, acho que dentro do caderno dele. Quando voltamos (ele não ficou com a gente no recreio e sim com o resto da sala) esperei um tempo até que ele viu a carta. Leu e começou a escrever uma resposta em um novo papel. Quando ele terminou, veio até a minha carteira e praticamente tacou o papel na mesa, com raiva. Falei nada, e abri. Resumindo: ele escreveu que a gente só falava sobre coisa ruim, e que isso estava afetando ele. Que a gente (quando falo a gente sou eu meus outros dois amigos que citei acima). Que eu não valorizava a nossa amizade. E por fim, que a gente tinha que ir para frente. Eu não entendi na hora, então mandei mensagem quando cheguei em casa. Ele repetiu isso que estava escrito. Isso se repetiu por meses. A gente não se falava na aula, e brigávamos por mensagem em casa. Um dia eu cansei, eu já me culpava pelo fim da nossa amizade, e o bloqueei no WhattsApp. Ficou assim por mais meses. Um dia a tarde acabamos nos esbarrando na praça da escola. Ele falou comigo de boa, como se nada tivesse acontecido, eu fiz o mesmo. Brincamos de Tente Não Rir. Quando terminou e ele tinha que ir em bora, ele pediu para eu o desbloquear. Eu fiz. No dia seguinte, ele nem me disse “Oi” e não nos falamos mais por mais algum bom tempo. Não lembro se isso foi depois ou antes disso acontecer, mas teve um dia que eu tive que contar para meus dois amigos lá o por que de ele não falar mais com a gente. Mostrei a nossa conversa e eles. A tarde desse dia, ele me mandou mensagem, pedindo se eu contei para o “Farls” a nossa conversa e eu falei que sim. O FARLS, ANTES DE TERMINAR O RECREIO FOI ATÉ ELE PARA TIRAR SATISFAÇÃO, e eu pedi para não contar que eu falei das mensagens. O fato de eu contar foi o fundo do poço para ele. Não nos falamos acho que durante 2 anos. E eu continuava gostando dele, mesmo que um pouco menos. Acho no final de 2018 (n lembro direito) ele foi aos poucos tentando voltar a falar comigo, bem aos poucos mesmo. Quando já estávamos praticamente 100% de boa, ficamos eu, ele e mais outra amiga (a outra menina do nosso grupinho) a tarde na escola, pra fazer uma lista de matemática. Nesse dia, os dois resolveram se juntar para me pedir de quem que eu gostava. Eu respondia “alguém”. No fim eu respondi para a menina no ouvido e acabou aí. Agora pulando para durante a quarentena: Eu e esse meu amigo temos Xbox, e jogamos GTA V juntos. Estamos muito unidos, muito amigos e tal. A gente até chegou a citar essa briga, e ele falou que nem ele entendeu por que fez isso. Antes da briga, a gente tinha conta compartilhada no console, e no meio da briga ele tinha pedido para pararmos de compartilhar. Agora durante a quarentena e tinha pedido para compartilharmos de novo, mas eu não aceitei. Bom, O PRINCIPAL AGORA!: Esse ano mesmo, durante a quarentena, ele tinha pedido novamente “de quem eu gosto”. E eu pensei “mds, eu gosto dele desde o 5º ano, vamos falar logo! E falei. O que ele respondeu? “Ah, eu achava que vc gostava do “Y”. E ficou aí. Alguns dias depois, umas 2 da manhã, nós terminamos de jogar e só estávamos conversando. E ele perguntou “você ainda gosta de mim?” (Mais ou menos isso) e eu respondo depois de uma breve pausa “sim”. Ele pergunta se eu quero beijar ele! Eu não entendi na hora e perguntei “por que?”. Ele responde que é porque é isso que eu quero, que está fazendo isso por mim. Nessa hora desabei. Porque eu não queria beijar alguém que eu gosto, mas que não sente o mesmo por mim. Ficamos até umas 03:30 conversando até eu dar a resposta: “sim”. Eu tinha falado sim, mas ainda na dúvida sabe. Eu fiquei com o peso na consciência por um tempão. Até que, um dia mandei mensagem falando que quero conversar sobre a “proposta”. E voltei atrás, falando que não quero. Mas eu nunca tinha beijado antes, até hoje não, e tenho muita curiosidade. E então depois de mais algumas semanas, voltei mais uma vez atrás, e pedi se ele ainda aceita. “Sorte sua que ainda aceito” ele disse. Mas agora estou na mesma questão acima: ele não gosta de mim, e está fazendo isso por mim, e não por que ele quer. Estou pensando em mudar de novo, acham que eu deveria fazer isso? Eu sou um tipo de pessoa que quer um primeiro beijo mais especial sabe. Mas eu tenho curiosidade de como é. Meus pais não querem que eu faça isso, beije, também tem essa questão, e não quero decepcionar eles. Vai que descobrem! E, só pra constar, eu estou gostando menos dele, já sabendo que ele não gosta de mim, e não fiquei triste com a vida, só pensei “vida que segue”. Bom, se o Luba ler isso, o que tenho 80% de certeza que não vai acontecer, eu queria a opinião dele sobre isso... O que acharam sobre a briga? De que lado estão?
submitted by AlineAMM to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 17:55 bernardopassos oii luba

Luba , mais uma história minha para você julgar quem e o babaca . No ano passado acabei engordando um pouco rápido , oq resutou em estrias no meu corpo . Na volta as aulas desse ano a minha primeira aula foi de educação física , um garoto que estava no meu time no futebol e eu era o goleiro . Uma vez q pessoa do outro time chutou q bola eu me joguei para pegar . Como o garoto estava do meu lado ele conseguiu ver estrias na minha coxa e falou - nossa , você realmente engordou , por isso q e goleiro ! Isso acabou com td o meu psicológico , uma amiga minha ouviu e arrumou briga com ele , eu fui junto e falei - Pelo menos eu não fico me gabando de quantos lugares eu visitei nas férias só pra impressionar a garota q nem lembra do meu nome ! A garota também tinha ouvido oq ele falou , mas invés de brigar com ele , ela falou pro professor . Quando ele viu que ela estava me defendendo e depois do q eu falei ele quase foi pra cima de mim , me deu um empurrão , mas não aconteceu nada pq seguraram ele , fomos para a diretoria , a diretora passou por aquilo também (se quiserem saber eu conto a história ) . A diretora deu a ele uma advertência por comportamento desumano e a diretora me deu um tempo com a psicóloga (a psicologa e legal diferente da sua ) Isso me ajudou a cair na real q eu n iria emagrecer sozinho . E apenas nessa quarentena emagreci 5 kg ,isso me deixou muito feliz , e quem disse que isso teria até um final feliz . E aí luba , eu fui babaca por falar sobre a menina q ele gosta , ou ele foi babaca pq me entristeceu ? <3 luba e tchau bom dia e q moletom bonito né gente , c vc quiser apenas vá em (http://loja.lubatv.com.br)
submitted by bernardopassos to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.14 16:30 galoccego Relato de um ex-barman

ESSE RELATO NÃO É MEU, ENCONTREI NO FACE E COMO ACHEI MUITO INTERESSANTE DECIDI TRAZER PARA O REDDIT.
Relato da internet: Parte 1 Já trabalhei como barman e observando bastante a vida dos que estavam do outro lado do balcão, tudo o que já falaram é verdade.
Entradas para as mulheres são sempre cortesias. Os homens pagam caro. E não se enganem achando que as mulheres não pagam a entrada, quem paga são os homens. Se a entrada na noite custa R$ 30,00 pra um homem, a verdade é que é R$ 15,00 masc(a dele). e R$ 15,00 femin(de alguma menina que entrou "free"). Os donos de bares jamais levam prejuízos e nada é de graça. No bar que eu trabalhava, o dono fazia "descontos" para os amigos, e usava esse argumento.
Nos bares sempre tem as bebidas originais bem guardadas, que são destinadas aos Vips. Geralmente, os alfa$. Os ricos chegam, as bebidas de qualidade vão todos para eles, e pegam mulher com o rodo. Já os pobres coitados que não são ricos, consomem bebidas falsificadas e não pegam ninguém.
Nesses lugares, o que mais vi mandar em tudo é o dinheiro. Quanto mais rico o cara for, mais mulher ele consegue. E nunca vi um alfa físico sair ganhando de um rico. A ordem de prevalências pelo que já constatei é:
  1. Ricos.
  2. Caras que tem o shape massa.
O resto nem entra, porque gordos, magrelos, baixos, pobres, etc, só levam prejuízo na balada. Prejuízo financeiro e EMOCIONAL. Quando conseguem alguma coisa, é no final da noite com alguma feínha que foi rejeitada pelos alfas. Quando a balada está terminando, e aquelas meninas que foram rejeitadas pelos alfas estão voltando para casa chateadas com a vida, é onde os zé ninguéns conseguem alguém. A única chance para o cara mediano na balada conseguir alguma coisa, é no fim dela. Pois mesmo uma vilena numa balada se sente uma rainha, e despreza todo mundo, com um ego gigantesco. Elas fazem isso porque se acham dignas apenas dos alfas. Mas quando os alfas as dispensam e a rejeitam porque acharam outra mulher mais atraente, é um tiro bem no meio do ego dela, pois ela passou a festa inteira dispensando os medianos porque se achava digna apenas do alfa, e agora no final ela vai embora sozinha sem ninguém? Aqui é onde o emocional está fragilizado e onde o homem mediano terá mais chances de conseguir alguma coisa com uma menina mediana ou feia. As bonitas, esqueçam. Não tem nem como se você não for alfa.
Se a intenção é pegar mulher, se for ao puteiro gastará bem menos financeiramente, não terá desgaste emocional, e o risco de pegar DST é o mesmo da mulher baladeira. Se brincar, é até menor. Se não for rico, beberá bebidas falsas, terá prejuízo, e saíra com o emocional destruído de lá, achando que o problema do mundo não te aceitar e te enxergar é seu.
Já vi muitos clientes homens medianos, indo pagar sua conta cabisbaixo, sem graças, com dois ou três amigos tudo desanimado porque vão embora sozinhos dentro um carro. E outros fingindo que só foram na balada pra curtir, que embora não tenham pegado ninguém, se divertiram e etc. O que é mito.
E tem um monte de mulher que paga de santinha falando que vai só pra curtir e ver o Dj, ou porque gosta de tal banda e etc, mas vai só pra dar toco. Não gostam de transar, não gostam de beber, não gostam de nada, só de se sentirem poderosas. Até os alfas penam nas mãos dessas mulheres em baladas.
Em baladas, o único que ganha realmente é o dono da boate. Pois ele ganhou um lucro exorbitante nas bebidas que vendeu(porque TODAS as bebidas são compradas a preço de banana, se você paga R$ 250,00 numa garrafa de whisky, pode ter certeza que ela foi comprada por R$60,00 no máximo, e se for falso, R$ 20,00 ou 30,00). Para constatar isso do preço, é bem simples, vá um supermercado e olhe o preço da garrafa. Depois divida ele por 2. E compare com o preço que você pagou na boate. No bar que trabalhei, compravam latinhas de Antartica por R$ 1,45 no próprio supermercado, e revendiam a R$ 5,50. Quando compravamos direto da Ambev, havia longneck que pagamos 0,90c a unidade, e revendiamos a R$ 6,00 ou R$ 7,00. O dono sempre tem mulher no pé dele, e mulher top. Ele nunca fica "desamparado sexualmente". O status do cara de ser dono de uma boate, desbanca todos os alfas.
Na minha opinião boate é um prejuízo de todas as formas possíveis, exceto para o dono. Mesmo para os alfas e ricos, é um prejuízo tanto financeiro como emocional. Pois você continua pagando pra comer a menina e se desgatando emocional fingindo interesse, competindo com outros machos e etc., mas eles não ligam, né?
Parte 2 Baladas é tanto o puteiro para mulheres, como disseram, como também é armadilha para bobos. É bom mostrar os outros aspectos que prejudica o homem, não sendo só as mulheres, para que possam ficar alertas. Todos os panfletos, as propagandas, as pulseiras de camarote, os copos e bonés e outros brindes... Tudo isso é friamente pensado pelos organizadores da festa para vender uma ilusão enorme, de tal forma que faça o nerd jogador de minecraft sentir vontade de sair de casa e ir lá e gastar seu dinheiro achando que vai se dar bem, de fazer a mais alta piranha sonhar que vai encontrar o Eike Batista dela lá dentro. Observem bem na cidade de vocês como são as propagandas, se você esquecer seu bom senso um pouquinho, você vai cair no conto de que balada é o melhor lugar para ir e ser feliz.
Por trás dos autofalantes, dos graves, do neon, daquelas pessoas fingindo ser felizes, está um máquina pronta pra sugar seu dinheiro. A intenção é sempre pegar o dinheiro do homem. É por isso que eles também lotam de mulheres, quanto mais cheio de mulher um lugar estiver, mais homem disposto a perder tudo o que tem. Mulheres são as iscas, a massa de manobra, para juntar homens fracos emocionalmente e sugarem seu dinheiro. Em uma análise bronca, pode-se dizer que boate é uma das coisas mais anti-homem já criadas. Porque ela nunca prejudica as mulheres de fato, somente homens. Pois mesmo as mulheres sendo apenas iscas, elas ganham emocionalmente e ganham a chance de encontrar um bobo para ser provedor (e acreditem, tem muito playboy que assume uma bomba dessa).
E depois que o camarada entra lá dentro, ele vai ser vampirizado financeiramente o quando puder. A vampirização emocional é só a consequência de ser bobo. Eu mesmo comprava maços de Carlton por R$ 6,50, e vendia cada cigarro picado por R$ 2,00. Eu ganhava em torno de R$ 30,00 por maço, pois na boate não era permitido vender e fumar, mas o cigarro é um símbolo de status que todo mundo lá dentro quer, até quem não fuma quer fumar pra poder ser notado, e quem se aproveitar disso... Será que é errado? Não sei. Eu fazia. Sei que quando meus maços acabavam, os caras ficavam tão fissurados que saíam da boate, iam até os postos de combustíveis, compram cigarro e voltavam. Só pra poder senta na mesa fumando. E a mesma lógica vale também as drogas ilicitas (que eu não vendia, mas quem vendia ganhava uma puta grana).
O ambiente geralmente é tão baixo, que as pessoas que estão no camarote, com pulserinha e copo estilizados por exemplo, esnobam as pessoas que estão na pista. Mulher então? Elas faziam questão de mostrar que são apenas para os vips lá de cima. As mulheres quando sobem para os andares superiores, elas se sentem como verdadeiras deusas. E falo isso porque, eu trabalhei no bar de camarote, e minha função era apenas preparar coqueteis e servir bebidas, nada mais e também não abria nenhuma exceção pra favorzinho. E ouvia muitos sapos de mulheres dizendo que estudam medicina ou direito, que estavam acompanhadas de fulano de tal, que eu tinha que fazer o que eles mandavam... E eu nunca fazia. Só me restringia ao bar. Já tive que chamar segurança pra me defender porque os ricões, além de bobos, ainda queriam pagar de machões e iam lá tirar satisfação do porque não levei algo para a mesa deles etc, sendo que tinha garçom pra isso. Alias, os garçons... Pobres coitados! Eram o que mais sofriam. Raramente eu trabalhei com o mesmo garçom por mais de dois meses, eles não aguentam. Eles chegam na mesa e são ridicularizados, pelos homens que querem bancar os machoes e pelas mulheres que sentem poderosas. É realmente um trabalho de cão. A maioria dos garçons(e barmans) eram estudantes, caras feios, magros, precisavam de um dinheiro extra, e faziam esses bicos. E quando topavam de servir uma mesa cheio de caras ricos, mulheres bonitas e etc... Puts. Dava dó. Eram motivo de piadas. Você via nitidamente o emocional dos caras destruídos. Tinha que ter um emocional muito forte pra aguentar aquilo sem esmorecer. As mulheres sentiam um prazer enorme em ver outros caras pisando no pobre coitado que estava servindo elas, elas se sentiam, de verdade, deusas. Eu aposto que elas gozavam quando debochavam dos outros.
E, também, boate é um ambiente muito inseguro. Além das brigas constantes que sempre acontecem, quase dono nenhum gasta dinheiro investindo na segurança da infraestrutura, porque eles pensam que nunca vai acontecer nada na boate deles.
Parte3
Sobre DSTs, era prache eu ouvir comentários de fulanas e ciclanas que tinham herpes na xota. Com tempo você vai pegando amizade com alguns caras, seguranças, e as fofocas correm. Mulheres bonitas, que só frequentam camarote e só andam com os ricões e esnobavam todo mundo, tinham histórias muito cabulosas. Tinha menina que eles falavam pra não deixar ela nem fazer boquete porque senão o pau pegava carie. Meninas que todo matrixiano JAMAIS pensaria que fosse tão nojenta. E são essas meninas que vão se casar aos 30 anos com um bobo matrixiano que jamais vai saber do passado negro dela. Já vi alguns casais por aqui, um cara gente fina, que mal saia de casa, junto com uma menina que era verdadeiro carrapato de boate. E quando elas reconhecem a gente na rua, abaixam os olhos, ficam com medo da gente ser amigo do namorado dela e contar as coisas que viamos.
Mals o textão. Mas pra quem teve saco e quis ler, fica o relato. Se eu contar todas as histórias escabrosas que já vi e ouvi, do que a gente faz nas boates com as bebidas, enfim, é de doer os olhos. Mas tem gente que apanha e apanha e continua indo. Tenho amigos que diz que exagero muito, que eu sou revoltado e etc. Mas, as pessoas são como animais criados pro abate, são influenciados pela propaganda, sempre vão, se dão mal, passam mal, mas acordam no outro dia crente que o próximo final de semana será diferente. Enquanto isso vão só perdendo dinheiro e tempo.
Eu não recomendo o cara nem ir a um pub bem light. Embora não sejam um ambiente tão fútil e banal como é a boate, acontecem as mesmas coisas, mas apenas em menor escala e mais discretamente. Se a intenção é beber com os amigos, descontrair e relaxar, é melhor queimar uma carne em casa e comprar bebidas por conta, por exemplo. Pelo menos é minha opinião. Para conhecer mulheres: não faça isso, meu amigo. É tiro no pé.
Talvez alguém pense que essas coisas são exageros, mas é a minha conclusão da minha experiência pessoal enquanto fiz bicos de barman. E quando falo barman, esqueçam aquele esteriotipo de cara fortão, bonito que usa uma gravata borboleta no pescoço, na maioria dos casos é só gente normal fazendo bico. Esses "showmans" são outra parte da história que tem bastante privilégios por serem alfas. Eu não fazia parte dessa categoria. Pra eles as boates devem ser boas. Não era para mim porque eu sou um cara normal, e talvez por isso até pareça um butthurt. Mas é só um relato que espero que sirva de alerta. Hehe
Parte 4 Obrigado pelas boas vindas, pessoal!
Então... Sobre as histórias cabulosas, vou começar contando as profissionais. Claro que existe boates exceções assim como mulheres (será? ), mas... Enfim. Eu também não trabalhei em clubes de tão alto padrão assim, quando eu falo que era clubes pra quem tinha dinheiro, é porque as coisas eram muito caras. Mas, não é nada comparado a uma boate grande e famosa. hehe
Começando pelas bebidas, coisas que barmans geralmente são obrigados a fazer:
- A maioria das pessoas não bebem as cervejas completamente, pois elas esquentam rápido na mão, e sempre volta pro bar ou fica espalhado pelo lugar longnecks pela metade. No final da festa, alguns barmans despejam toda essa sobra de cerveja num balde, enfileira as longnecks e coloca funis nos gargalos, e sai enchendo elas tudo novamente. Depois colocam a tampinha e botam pra gelar. As cervejas, lógicamente, vão ficar chocas. Por isso só devem começar a servidas após 2h da manhã, por exemplo. Onde a maioria já se encontra bêbada e qualquer coisa que consumir está gostoso. Como os barmans, por cortesia, sempre abrem as longnecks para os clientes, eles nunca desconfiam das tampas frouxas. Não fiz muito isso, mas já trabalhei em um local e uma festa ao ar livre que fez. Não era prática diária comigo.
- Os sucos naturais, não são naturais. Muita gente pagava o preço por um coquetel feito com o suco da laranja exprimida na hora, mas tudo era somente suco de saquinho(tang ou o mais barato que tiver) batido no liquidificador. Ele fica consistente e espumoso como um suco da fruta. Restaurantes também fazem essa jogada. Um copo de suco "natural" de 200ml era R$ 4,50, por exemplo. O saquinho tang que fazia 1l no liquidificador era 1 e pouco.
- As tequilas sempre saíam em dose, e as garrafas sempre ficam com o barman. Reaproveitamos sempre a mesma garrafa, enchíamos ela um pouco menos da metade de whisky vagabundo ou falsificado, e completávamos com pinga vagabunda. Sacudiamos e vu a la! Tinhamos uma tequila ouro José Cuervo. Como a maioria das pessoas não conhece gosto de nada, pagam R$ 15,00 numa dose de 50ml que custou apenas, no máximo, R$ 5,00 pra fazer. E pior: muitos ainda elogiavam. xD
- Tinhamos um tónel, que se dizia vender cachaça artesanal. Cada dose de 50ml era R$ 6,00. Mas sabe o que tinha lá dentro? Pinga barata de R$ 3,00 o litro. Aquelas 51, 21, 31...
- Os whiskys que servíamos no bar, sempre eram tretas. Muitas vezes a gente fazia aquele lance de encher a garrafa de coca-cola com whisky barato e acoplar ela na boca de uma garrafa de Red Label e mandar o o whisky vagabundo pra lá. Essas geralmente são as que ficam penduradas no dosador de garrafa invertido. Numa festa com umas 3 ou 4 caixas de whisky, tinha no máximo 3 ou 4 garrafas realmente originais, guardadas para os magnatas.
- Quase sempre a gente recebia ordens pra marcar coisa a mais na comada do cliente, se ele parecesse que estivesse muito bêbado. Quando eles iam pagar, sempre ficavam muito putos com as meninas que trabalhavam no caixa, mas, então o gerente jogava aquela onda de que ele emprestou a comanda pra alguma mulher, que ele não lembra, se a coisa aperta muito já vinhas os seguranças intimidar, no final o cara sempre pagava. Não tinha jeito.
- As porções nunca jogavam fora. Já vi cozinheira tirando cinzas de cigarro de um resto de porção de batata e guardando as batatas pra usar com outra pessoa que comprava porção.
Tomem bastante cuidado, porque vocês nunca vão saber o que realmente estão consumindo. Isso não vale só pra boate, vale pra restaurante, lanchonete, casa da vó etc.
Também existia alguns esquemas de lavagem de dinheiro, eu não sabia muito sobre isso, só ouvia a respeito. Mas alguns eventos em fazendas particulares, reunia bastante magnata e alguns amigos afirmavam que rolava um esquema de lavar dinheiro tenebroso. E que muitas boates são usadas pra isso. Sobre isso não posso afirmar com certeza, isso foi só um boato que eu ouvia e acreditava, por tudo o que eu já presenciei lá.
Para atrair homens para festa, o promoter dava brindes, cortesias e até dinheiro pra algum grupo de meninas fazer volume na porta da boate. Já dava as instruções para elas irem super maquiadas, roupas curtas e ficarem bem visíveis. A panfletagem nas ruas e nas faculdades, era sempre feito por meninas bonitas e com roupas curtas. O próprio promoter que cuidava da casa, fazia uma propaganda ferrenha no Facebook. Pra cada 5 mulheres que ele marcava no post, ele marcava 1 homem, por exemplo. E pedia pras meninas confirmarem presença no evento divulgado no Facebook. Tudo isso pra dar a impressão que naquela festa tem mais mulher do que homem.
Parte 5 Então, o homem escravogina, solitário e carente, via aquele harém pela baguetala de R$ 30,00 o ingresso... Era casa cheia na certa. Uma vez lá dentro, o cara até parcela a consumação no cartão de crédito. A maior dificuldade é sempre fazer o homem entrar na boate, porque depois que está lá dentro, já era.
Um pouco do lado obscuro:
As mulheres nunca me cantaram no balcão com um real interesse em mim. Geralmente, aparecia uma mediana que estava de favor na festa, jogar um charme pra tentar descolar um drink de graça. Como eu não dava, saíam nervosas e davam chiliques. Mas alguns colegas davam, e só ganhavam um sorrisinho de volta e a menina nem voltava mais no bar, senão pra tentar pegar outro drink na faixa. Mas para meus colegas, aquele sorrisinho era sinônimo de um casamento. kkkkk
Elas sempre pediam para o acompanhante delas levantar e buscar bebida no bar, jamais ela ia sozinha ou ia junto com ele. E nesses momentos, esses prazos de 5 e 10 min, é onde ela flertava com muitos outros homens. O cara saia da mesa para buscar mais bebida para ela, e ela levava aquelas bulinadas do cafa de leve, pra elas era como se estivessem numa sauna greco-romana.
Banheiro de deficiente físico sempre foi usado como quarto de sexo. Isso era unânime em todas casas que trabalhei e eventos que fiz, era só jogar um "café" na mão do segurança, que o próprio segurança vigiava a porta pra não deixar ninguém interromper a trepada. Aqui era onde muito cara com físico bom e pouca grana, algumas vezes ganhava a noite. Ele não precisava de carro, nem de levar no motel, nem nada, torava a menina na lá no banheiro e só dava uma gorjeta pro segurança. Havia vezes que garotas de programas trabalhavam discretamente nos eventos, em parceria com os seguranças. Elas davam uma grana pra eles, e ela fazia o trabalho. A mesma menina, que nem parecia puta, ás vezes transava com 3 ou 4 cara na mesma noite, sem ninguém nem desconfiar que rolava uma fita dessa lá dentro. Mas como nada fica discreto pra sempre, começou querer haver CONCORRÊNCIA, outras meninas também queriam, e aí começou virar bagunça até que o dono deu um jeito de cortar ameaçando os seguranças de demissão.
Muita gente FINGIA ficar bêbada pra ter desculpas para fazer merda. Isso eu via muito, e a maioria sempre era mulheres. Elas subiam na mesa, faziam danças sensuais, ligavam para ex, pegava no pinto do caras, traiam os namorados, enfim, fingindo completamente que estavam bêbadas. Eu sabia que era fingimento, porque eu tinha um certo controle de quem bebia no bar, dava pra saber o quanto a pessoa consumiu e tinha menina que tomava duas cervejas e começava a fazer merdas, só pra ter um monte de cara endeusando elas e poder fazer uma putaria "sem culpa". E quem fica bêbado com duas cervejas? Mas tinha muito idiota que caía.
Certa vez, trabalhei em um evento que veio uma Dj que era da Espanha, senão me engano. Não lembro o nome, mas era uma menina baixinha com trejeitos de sapatão, cabelos raspados do lado e tranças onde tinha cabelo. Quem é mais ligado em música eletrônica deve saber o nome, eu não lembro. (Ela é aquele tipo de dj desconhecido no país onde mora, mas quando vem pro Brasil, faz sucesso, porque brasileiro é lambe-saco de gringo.) Eu sei que foi um evento que todo mundo quis ir, mas o lugar estava lotado, ingressos caros e etc. Havia uma menina que estava lá dentro, mas queria passar mais cinco amigas pra dentro da festa na faixa. O segurança não deixava. Até que uma delas ofereceu um boquete pra ele. Não foi nem o cara que pediu. A própria menina ofereceu. Obviamente, ele não recusou. Deram um jeito de ir pro estacionamento da fazenda e mandou ver. Entrou as cincos. Depois vi essa mesma menina beijando um playboy na mesma festa, o que me embrulhou o estômago. E com o tempo, ela foi ganhando fama de boqueteira entre os seguranças, então toda festa grande, os caras quase saiam no tapa pra decidir quem ia ficar na portaria, porque já sabiam que ela ia aparecer por ali. Afinal, ela não tinha grana e não tinha jeito de entrar, mas queria estar no meio dos playboys. E ela virou figurinha marcada mas depois sumiu. Um belo dia, num pubzinho, eu tava na porta conversando com os seguranças, ela me desce do carro de mãos dadas com um playboy. O segurança cumprimentou ela, e ela fingiu que não conhecia(sendo que ela tinha um passado negro com ele). Cumprimentou apenas o dono do pub e falou que agora estava noiva do fulano de tal. O cara tinha grana, a julgar pelo carro que ele tinha na época. E depois nunca mais víamos ela nas festa, e quando ia, ia acompanhada dele.
Que fique claro que não estou querendo criar ódio por boates, é só um relato do que vivenciei. O cara que quiser ir, não se prenda no que eu falo não, só fique atento. Hehe
Parte 6 Fico feliz em saber que tem alguma utilidade minhas observações. É impressionante o que você enxerga por trás das coisas somente observando. Nem precisa ser clarividente. hehe
Com o decorrer do tempo vou dando um up aqui com as histórias banais.
Mas acho que o mais importante que eu queria ter compartilhado com vocês a respeito das boates, era a questão de como fraudávamos bebidas. Porque isso é algo que prejudica a saúde dos consumidores a longo prazo, e além de pagar caro por algo que você nem sabe o que é. É algo que me arrependo de ter feito, embora fosse meu trabalho, então eu sempre tento alertar as pessoas que vão em boates para ficar espertas nesse sentido.
As histórias das perícias femininas são coisas bem baixas, praticamente histórias de filmes pornôs. Mas nada diferente do que acontece fora da boate, também.
Eu achava mais interessante o comportamento masculino do que o feminino, e aprendi muito observando caras que estavam caídos, usando a tal lógica reversa. Por exemplo, nas festas acontecem muitas frustrações, e na minha condição de barman, muitas vezes acabávamos fazendo um papel de ouvinte e psicólogo. Muitos homens bebem para amenizar as dores, e quando encontram alguém para ouvir os problemas deles, os caras desabam. Geralmente, esse alguém é o barman, o garçom... Ninguém do outro lado do balcão, nem os próprios amigos do cara, o acolhem nesse momento. E aqui vivenciei muitas situações constrangedoras, de caras enormes de tamanho, chorando feitos beberrões na minha frente. Era engraçado, porque eu sou um cara pequeno e mais duro emocionalmente do que eles(que em teoria, pareciam ser os caras mais frios do mundo) . hehe
Eu não podia fazer muita coisa a não ser ouvir e guardar aquelas histórias como experiências. Eu praticamente nunca consegui ajudar nenhum cliente. Todos eles queriam ouvir que a esposa era exceção, que mesmo traídos deveriam dar segunda chance, que ele era o errado da história, etc. Nenhum aceitava qualquer ponto de vista diferente em que a sua companheira fosse uma pessoa ruim. E ás vezes, discutiam comigo defendendo a esposa após eu aplicar pequenas injeções de real. Mas com tempo percebi que era inútil tentar salvar alguém, porque existe homens que se acomodaram a viver numa lama emocional que tem até medo de sair dali. Eu no máximo consegui algumas amizades, que me ajudaram depois a arranjar outro emprego melhor, mas, os caras infelizmente vivem a mesma vida que levavam, com migalhas emocionais, dores profundas e um depressão que eles tentam abafar com bebida, gerando lucro pra alguém que se aproveita da fraqueza emocional desses mesmo caras.
Acho que se o cara assimilou bem a real, é esperto, tem uma grana pra gastar que não vai fazer falta, tem problema nenhuma ir em boate. O único problema que vi mesmo é o cara pobre que se endivida achando que vai ter sexo fácil ou o ingenuo que vai achando que vai encontrara mulher da vida dele lá.
submitted by galoccego to brasilivre [link] [comments]


2020.07.13 05:17 NicolasSchieberwein Por Favor me ajudem!!

Oie Luba! Eu sou o N e tenho 13 anos.
Você pode estar se perguntando " Como um moleque de 13 anos tem problemas?", mas eu realmente estou com um problema que ta me machucando muito.
Tudo começo no começo do ano, eu tava na escola, e chegou uma menina L para falar comigo. Ela disse para que eu esperasse ela no final da aula, pq ela tinha uma surpresa para mim. Eu disse que ñ podia, pq minha irmã iria me buscar na escola, e eu ñ podia me atrasar. Ela ficou insistindo muito para que eu ficasse, mas eu ñ fiquei. No outro dia na escola uma amiga da L veio conversar comigo, ela disse que a L tinha ficado chateada pq eu ñ tinha esperado ela, ela também disse que a L queria perder o BV comigo, por isso queria me encontrar depois da aula.
Eu fui conversar com a L, disse que ñ queria beijar ela, dai ela ficou muito brava, ela começou a me xingar e disse que se eu não beijasse ela, eu iria passar a vida inteira virgem, dai eu disse que preferia passar a vida inteira virgem do que beijar ela (eu sei que ñ foi legal o que eu disse).
Algumas semanas depois disso, meu melhor amigo, o C, veio falar comigo, disse que tinha perdido o BV com a L. Isso me deixou muito irritado, e eu ñ consegui esconder que tava com raiva, mas ñ contei que ela tinha tentado me beijar antes. Quando a L descobriu que eu fiquei com raiva, ela começou a ficar mais próxima do C, e ñ se desgrudava mais, eu fiquei muito bravo, e pedi para que o C parasse de andar com a L, ele disse que ñ iria parar, então eu contei para ele que ela tinha tentado me beijar, e disse que achava que ela só tava com ele para me fazer ciumes, o C disse que eu tava era com inveja dele ter perdido o BV primeiro, e com ciumes pq a L é uma menina bonita e preferiu ficar com ele, e falou muitas outras coisas mas a que mais me pegou foi, "você só quer um cãozinho para amaciar esse seu ego inflado" (o que eu ñ posso negar pq realmente tenho um ego inflado, mas eu ñ vejo ele como um cãozinho, ele é muito mais importante do que isso) .
Depois desta briga entramos em quarentena, e desde então ñ falei mais com ele. Porém duas semanas descobri que ele e a L estão namorando, descobri pq a L me mandou uma foto dela beijando ele, e ela escreveu "Eu poderia ter sido sua, mas vc perdeu a chance". Quando li esta mensagem eu entrei em desespero, comecei a chorar compulsivamente, minha irmã ficou desesperada e conversou comigo, tentando me acalmar, nessa conversa eu acabei soltando um, " O que ele vê naquela vaca , que ele ñ vê em mim" ( eu sei que é feio chamar os outros de vaca, desculpa), daí que eu me toquei, que eu tava com ciúmes do meu amigo, pq eu to apaixonado por ele. Tipo eu já sentia algumas coisas mas ñ sabia o que era, mas agora tenho certeza.
Luba, eu já tinha gostado de algumas meninas, mas nunca de um menino, e isso ta me deixando com muito medo, sei que não tem nada de errado em também gostar de meninos, mas mesmo assim eu to com muita vergonha. To chorando muito faz dias, pq ele ta namorando, e pq tenho certeza que ele vai se magoar, e eu não aguentaria ver isso.
Perguntas: -Você acha que ela só ta com ele para me fazer ciumes?
-Como eu consigo recuperar a amizade dele?
-Como eu posso saber se o C também gosta de meninos, como eu posso descobrir quando um menino também gosta de meninos?
-E se o c gostar de meninos o que eu faço?
-Como é que eu vou contar isso para meus pais ? ( sei que eles ñ vão ficar bravo, mas to com muita vergonha)
-Será que meus pais já sabem? (Pq acho que minha irmã já sabe, mas ñ quero conversar com ela) -Como vou contar para meus amigos?
-Vai ser mesmo tão difícil quanto falam?
Essa situação esta me deixando deprimido e muito ancioso, penso em ligar para ele, mas sou muito impulsivo, então preciso de dicas antes de qualquer coisa, para ñ piorar a situação. Por favor me ajuda, eu não sei o que fazer, e ñ consigo conversar com ninguém próximo a mim!!
submitted by NicolasSchieberwein to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.11 20:37 darwinson-chan O dia que minha namorada me expulsou do armario

Olá lubixco, editores, papelões (ou restos deles...), possível convidado (q n deve existir pela quarentena), turma que está a ver ou ler e pspsps gatas (já que não olham mais pro luba, dêem atenção pra mim).
A história não é bem engraçada, mas talvez possa ajudar alguém ou até fazer algumas risadas... Espero que gostem!
"O dia que minha namorada me expulsou do armario sem querer"
Então para esclarecer, eu me descobri bissexual no 9 ano e comecei a namorar uma garota no médio. Nunca fui de pegar ninguém então acabou que ela foi minha primeira namorada e a unica pessoa que eu tinha beijado.
Eu e essa menina, que na época se chamava Isabele e é assim que a chamaremos aqui, tínhamos um relacionamento legal, assistiamos anime e, as vezes, íamos no shopping com algumas amigas (o que era mais uma desculpa que qualquer outra coisa, mas tudo bem). Mesmo assim ela ainda fazia algumas piadas sobre minha sexualidade, meio bifóbicas, tipo "bem que você podia ser 100% sapatao" ou "não precisa fingir ser meio hétero", enfim...
Quando tínhamos uns 2 meses de namoro, saimos em um rolê com umas amigas pro cinema. Estávamos sentadas na frente do Starbucks (ela com alguma bebida de lá e eu com a casquinha do Mc pq eu sou pão duro) enquanto as outras "compravam o ingresso" (provavelmente n queriam segurar vela ou estavam atras de algum boy).
Entao Isabele disse que tinha que conversar comigo. Ela tava meio estranha nas últimas semanas e eu já tremi na base, achando que tinha feito algo errado, que ela ia terminar comigo ou algo assim. Isso começou a me deixar meio nervosa (e eu tava meio instavel pela TPM).
Entao a Isabele falou algo tipo: "Eu nunca me senti bem comigo mesma sabe... nao me identifico muito com o meu genero..." então ela falou que estava questionando o próprio gênero (há algumas semanas ela confirmou isso). Eu falei que tudo bem, que ia gostar de qualquer jeito, que amaria elu independente do genero. Isabele disse que estava pensando também em mudar o nome e eu apoiei e taus (mas continuarei chamando elu por Isabele por pedido próprio para não expor).
Elu veio por trás para me dar um abraço, o que eu achei estranho pq como eu ainda não tinha "saido do armário" pra mt gente nao costumavamos ter essas demonstrações publicas e muitas pessoas achavam que éramos amigas. Dada a situação não me importei, NÃO É COMO SE ALGUÉM FOSSE ME RECONHECER. Então elu disse no meu ouvido...
Eu respondi que eu era bi, mas podia amar elu mesmo assim. Além disso, na minha cabeça, se eu fosse lésbica não poderia gostar delu, já que se identificaria com outro genero.
(Algumas pessoas consideram que bissexuais podem gostar apenas de dois gêneros e eu nao tinha certeza na epoca. Hoje já tenho mais certeza pois vi um vídeo de uma tiktoker que me representou( https://vm.tiktok.com/T6aeL). isso meio que me pressionava e me dava umas crises de identidade fodas. Mas tudo bem. )
Depois de uma breve discussão, que eu não lembro o q tínhamos falado, Isabele perguntou de novo, meio pra baixo meio irritade e falou que eu não podia ser bi se eu ainda gostasse delu. Eu, como a pessoa calma que sou, acabei gritando "não posso o car...valho!" E concluí "Pensei que te amar fosse o suficiente" e atraí um pouco de atenção, havia alguns grupos adolescentes próximos olhando (guarde essa informação, ela é bem importante).
Acho que elu ficou magoade com aquilo e eu me senti muito mal, mas qual o problema em eu ser bi? Além disso elu sempre soube que eu tenho muitos problemas quanto a isso e mesmo assim ao inves de ajudar com minhas crises fazia piada. Mesmo que não soubesse a real intenção, se Isabele estaria fazendo as piadas pra me acalmar ou talvez me fazer admitir ser lésbica. Enfim não sei
Anyway, eu não devia ter gritado, elu ficou brave e explodiu tb, dizendo que eu tinha preconceito com pansexuais por não me admitir ser. E do nada o assunto mudou "Aliás por que você não sai da porr* do armário, em cara***?! Não tem orgulho de sermos um casal? ".
Isabele queria muito que eu falasse pros meus pais, já tinha dito que se sentia mal em esconder isso. Os pais delu são de boa então ela contou pra elus e pediu pra manter segredo, mas eu não contei nem pra todos meus amigos. Elu queria muito se apresentar como meu namorade, mas eu sempre disse pra elu esperar e elu ficava chateadu.
Bem, até agora, Quem é o babaca? (Deixa nos coment com um * pra eu saber que está se referindo a esse momento)
Continuando: eu, que já sou chorona, naquele dia estava bem pior. Como eu sempre faço, sai correndo pro banheiro, bem clichê mas é.
Uns minutos depois a minha amiga, que vamos chamar de Ana, foi atrás de mim, me ligou. Eu tava trancada numa das cabines do banheiro, só atendi e falei que tava no banheiro e ela me achou por causa do tênis que eu tava usando, que tinha uma faixa de arco íris na sola (alias como ela viu o meu tênis sendo que eu tava na última cabine, nao sei. só espero que não seja do jeito que eu imagino).
Ela me acalmou e taus, naquele momento o que eu mais sentia não era ódio delu e sim de mim mesma, eu não tinha o porque de ter gritado, descontei nela os problemas das minhas próprias crises.
Enfim, o resto do role meio q miou né? Eu fui pra casa da Ana pq se meus pais me vissem com aquela cara iam perguntar. Eu tava digitando um textinho de desculpas quando ela me parou e mandou eu olhar o twitter no perfil de Isabele. Eu olhei e já notei de cara uma indireta: "Acho que fingir 'ser alguem que você nao é' é péssimo. Mas pior é mentir para os outros e continuar mentindo." Quem manda indireta no twitter? eu não uso muito, então não sei se é normal mas subiu o ódio de novo.
O dia não podia piorar né? Mas o problema é que a situação nao acabou aí.
Lembra que eu disse que tinham muitos adolescente lá? Então, acontece que esse shopping é perto do colégio onde eu estudo então geral vai la e entre eles estava uma aluna do colégio, vamos chama-la de Carls.
A Carls era da minha série e, como adolescente nao sabe cuidar da própria vida, não só contou pra umas amigas, como também filmou uma parte e postou no snap. Hoje me abomino por ter pintado metade do meu cabelo de vermelho pq provavelmente ela me reconheceu por isso. Sabe aquela garota que gosta de espalhar fofoca por aí e age como se não tivesse feito nada de errado? bem era a Calrs.
E como adolescente também adora uma fofoca ou jogar lenha na fogueira, de repente virou um rumor. Alguém tirou print e o negócio meio que espalhou. Lembro que naquele dia chegaram a colocar no stories do insta do colégio (o insta que é meio que um blog dos alunos do médio) uma enquete se nos shippavam ou não.
O twitter de Isabele era privado, o que talvez diminuiu o alcance, mas não o suficiente pra elu perceber o que estava acontecendo. O post foi suficiente pra confirmar que eramos nós brigando e tiraram print do post dela, então adiantou nada a conta ser privada. As pessoas das nossas séries perguntavam pra mim se era verdade, tratavam como se fosse um plot de uma série americana.
Enfim talvez esteja parecendo maior do que realmente foi mas, para dar uma ideia mais realista, boa parte do segundo do médio comentou sobre isso em algum momento (pq, por Isabele ser "diferente" e abertamente, as pessoas conheciam elu, a maioria inclusive apoiava) e alguns grupinhos de colegas que pelo menos me conheciam falaram comigo. Essa situação, por conta de alguns comentários no twitter (não muito gentis), chegou na coordenação, a orientadora foi legal, chamou a gente no fim da aula e disse que se houvesse qualquer preconceito podia falar com ela e taus. Isso tudo em uns 3 dias. A gente conversou com calma, eu ainda amava elu, mas não tinha muita certeza se deviamos voltar.
A situação chegou nos meus pais. Eu tive que explicar tudo pra eles. Não foi tão ruim, mas eu queria ter uma outra oportunidade ou sla. Fiquei de castigo por causa dos roles e por não contar, sem celular por uma semana.
Eu e elu tinhamos evitado nos falar na escola pra diminuir os boatos. Depois disso ainda não tínhamos nos perdoado totalmente, apenas evitamos. Eu fiquei com outras garotas e entao começou a quarentena (fazia pouco menos de meio ano desde todo esse role) e com isso as paranoias: Eu nunca cheguei a ficar com nenhum garoto, muito menos a namorar. Nao sei se sou pan, bi ou lésbica, até pq eu me meti numa situação em que meu companheiro se descobriu agenero no meio do relacionamento. Talvez eu seja lésbica e causei esse furdúncio pra nada?? Acho que essa situação colocou ainda mais pressão infelizmente e, sei lá, as coisas são confusas as vezes.
Semana passada Isabele me chamou no whats, conversamos e nos perdoamos devidamente e ainda sinto um sentimento por elu. Ai meu Deeeeus eu vou morrer sozinhaaa.
Enfim, espero que tenham gostado (foi mal pelo textao). Todos os que estão passando por essas crises de sexualidade, genero ou whatever, durante a quarentena, fiquem fortes, posso não ser a melhor pra dar apoio, mas tudo vai ficar bem. Desculpa pela historia longa
Beijos, =30
submitted by darwinson-chan to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.08 14:56 xDark0x Levei um fora da minha ex que ainda amo

Olá! Então, é minha primeira vez aqui escrevendo, e estou um pouco nervosa pois nunca fiz isso antes, tenho dificuldades em falar sobre o que sinto e tal, mas chegou à um ponto em que realmente preciso desabafar. Vou explicar tudo com datas pra ficar mais fácil. Ultimamente venho passado por uma série de eventos os quais me deixaram muito mal. Tenho uma ex namorada, a primeira e única com quem me comprometi até hoje (tenho 18 anos), em março de 2018 conheci ela através de uma amiga e desde então nos demos muito bem. Desde que a conheci já despertou um interesse e sentimento em mim. Tínhamos várias coisas em comum, gostos musicais, forma de ver o mundo e afins. Logo nos tornamos muito próximas, confiavamos tudo uma na outra e após uma jogada de charme aqui, umas coisinhas românticas ali (kkk) Consegui conquista-la. Isso em junho. Namoramos por 6 meses, muito felizes, mas devido uma interferência da família dela, que ficou sabendo de nós duas por intermédio de uma professora do colégio que conhece a mãe dela, (fdp fofoqueira) tivemos que nos separar. A mãe dela me contatou e com base em ameaças de contar à minha família, me fez confessar nosso relacionamento. Depois que o sangue esfriou e fiquei "mais calma", me senti muito mal, pois senti que à traí, me senti mal por acreditar na mãe dela (que considerando a pessoa que é não merece confiança) que disse não fazer nada com ela se eu falasse tudo. Paramos de nos falar, e como já era dezembro, estavamos de férias e não nos víamos (só tínhamos oportunidade de nos ver na escola). Só no ano seguinte, no primeiro dia de aula consegui contata-la e descobri da forma mais dolorosa possível que não sentia mais nada por mim e me odiava pelo que fiz. Me senti péssima, por ainda à amar e pela situação em si, que não saía da minha cabeça. Tivemos só essa conversa e depois nos distanciamos novamente (por escolha dela). Lá pra junho do ano passado, ela começou a dar sinais de querer voltar a falar comigo, depois de longas conversas sobre esse assunto, finalmente nos entendemos, mas não totalmente da forma como gostaria. Ela disse novamente não me amar mais. Foi doloroso, mesmo já tendo ouvido-a dizer antes. Ela estava passando por momentos terríveis com a família. Não é uma pessoa tão fácil de lidar (a criação ajudou um pouco nisso), então falar com ela naquela época foi bem complicado. Queria ajudá-la mas ela não permitia que eu o fizesse. Arduamente fui conquistando a confiança dela, até que desabafava comigo e eu tentava ajudar da forma como podia. Aos poucos ela foi melhorando e fomos resgatando a amizade e por ainda nutrir sentimentos românticos por ela, as vezes dava umas cantadinhas bobas, mas as vezes sérias também (Claro que não no momento que ela estava fragilizada, mas sim nos de descontração, para deixar bem claro). Em setembro nos aproximamos mais e finalmente consegui com que ela demonstrasse gostar de mim da mesma forma que eu dela. Pouco tempo depois a família novamente descobriu a gente, da mesma forma que da outra vez, mas dessa, eu estava de certa forma mais forte. Bom, consegui conversar com a mãe dela sem demonstrar medo pelo menos. Chegamos à conclusão de que realmente não dava pra ficarmos próximas na escola. e em meio à isso tudo, pedi ela em namoro pela segunda vez. Dessa, não mantinhamos o contato de antes, muito raramente ficávamos juntas, já que ela era de outra turma. mas passando o tempo começamos à relaxar um pouquinho e passar ainda mais tempo juntas, sempre que podíamos, porém com mais cautela. Dessa vez, durou 2 meses e meio, de outubro à metade de janeiro. Ela terminou comigo de novo, não por deixar de sentir, mas eu estava passando por questões pessoais (que até hoje estou lidando, e que me incomoda bastante falar). Como ela além de namorada era minha melhor amiga, falei com ela por mensagem sobre o assunto, e depois de conversar, de um dia inteiro completamente estranho e nós indiferentes, eu por me sentir mal por estar daquele jeito, ela acredito que por não estar acreditando e por lamentar a situação, no fim do dia ela terminou tudo. Foi terrível pra mim, confesso que fiquei com raiva de certa forma, pois queria ela do meu lado para enfrentar aquilo, eu estava apavorada sem saber o que se passava direito na minha cabeça. Mas no fundo, por trás de tanto sentimento ruim, entendia que era direito dela. Era total direito dela decidir onde ficar e até onde pode aguentar também, nunca foi uma relação fácil, e não posso exigir de alguém o que eu faria dentro da relação sendo que somos pessoas diferentes. Ainda mantinhamos contato, mas de forma meio estranha, até que ela começou a demorar muito para responder e por fim, sumir por dois meses. No aniversário dela em maio, fiz um pdf com várias mensagens e desenhos (felizmente sou boa com desenhos) e mandei para o email dela, isso sem muita pretenção, apenas como forma de carinho. Depois de 7 dias me respondeu pedindo desculpas por não ter visto já que não olhava o email (algo totalmente válido pois também não olho hehe) e dizendo que se eu quisesse voltar a manter contato que gostaria. Voltamos a nos falar por outra rede, diferente da que nos falávamos antes, e foi tudo muito bem, ainda demorava para responder, mas não posso cobrar já que deve ter as ocupações dela, assim como tenho as minhas. Embora sempre dê aquele desapontamento e dúvida sobre ser "importante" ou não kkk. E à partir de agora voltamos ao que está acontecendo atualmente. (Estou resumindo o máximo que posso pra não ficar maior do que já está.) Há umas três semanas, em uma conversa casual ela perguntou brincando se eu ainda sentia o mesmo por ela, e eu muito envergonhada disse que sim. No outro dia, acordo com um texto dela (ela gosta muito de escrever) falando sobre amor, sobre estar apaixonada por alguém que sempre atrai ela de volta e por isso quer manter em segredo. Automaticamente me animei e fiquei profundamente feliz, "ela ainda me ama!" Pensei. E dessa vez sem eu mesma ter que correr atrás. Escrevi algo respondendo à ela e mandei uma letra de música que gostava muito pra que ela ouvisse. Ela disse que escreveu aquilo aleatoriamente, mas sabe quando você vê que a verdade não é aquilo que a pessoa diz? Enfim. Foram assim as últimas três semanas, com textos românticos que se encaixam perfeitamente na nossa história, respostas minhas, e mais textos que também mandava pra ela. Ela sempre respondia dizendo que ficaram muito bonitas as coisas que escrevi, e era o mesmo que eu dizia para os dela, obviamente direcionados para uma pessoa, mas que por conta da primeira fala dela de querer "manter em segredo" eu não entrava em detalhes, embora estivesse crente de que eram para mim. Textinho vai textinho vem, perguntei se o que ela escrevia era para alguém (Isso já confiante de mim, mas queria que "confessasse") depois de enrolar um pouco para falar, acabou dizendo e era o nome de outra garota :) Fiquei sem entender nada, não sabia como reagir. Me senti uma idiota por ter imaginado que era pra mim e ao mesmo não entendia como aquilo encaixava tanto em nós e em outra situação. Não conheço a menina, mas aparentemente não à corresponde, enfim. Me senti tão mal, principalmente por ter pensado que as coisas eram pra mim e ter descoberto de uma forma tão brusca. Fui conversar com ela para tentar esclarecer tudo e foi até bem rude ao responder. Disse que não via mais futuro em nós e não queria mais a confusão que era "estar comigo". Isso aconteceu ontem, e até agora não sai da minha cabeça. Dormi pensando nisso da mesma forma que acordei hoje e foi a primeira coisa que veio à cabeça. Não é a primeira vez que acontece situações que me deixam assim, em relação à ela. As vezes parece que estamos em um looping infinito sabe? Pois sempre passamos pelos mesmos momentos, desde os complicados, aos de investidas minhas e a "volta do amor" dela, que é algo que me deixa com muitas dúvidas por dentro, pois poxa, que amor é esse que eu preciso ir atrás? E sinceramente, isso me deixa com tantos questionamentos e angústias, eu realmente à amo, e me sinto uma idiota por isso. Eu odeio me sentir dessa forma sabe? As vezes odeio ser dessa forma. Me sinto idiota por ser tão intensa em ralação aos sentimentos, principalmente numa época em que isso é pouco levado em conta por muita gente. Ocorre um misto de emoções, angústia, tristeza... Por tudo que já aconteceu e pelo que estou sentindo agora. Tenho dúvidas reais sobre nosso fututo, não sei o que pode acontecer conosco, se podemos ficar juntas, ou se realmente estamos fadadas à seguir caminhos diferentes; e isso é uma das coisas que mais me apavora, não saber o que irá acontecer, se esse sentimento por ela vale realmente a pena ou estou apenas perdendo tempo em minha vida, numa coisa que não terá fundamento. Me sinto afogada nesse misto de sensações, sentimentos de amor e tristeza que não sei como fazer passar.
Não sei se alguém vai ler até o final porque realmente ficou enorme kkk, mas de qualquer forma já vale o desabafo. Não tenho ninguém para falar sobre isso
submitted by xDark0x to desabafos [link] [comments]


2020.06.30 10:51 alteregoshadow Resumo do resumo preguiçoso do bug interno

A formatação vai ficar um lixo por motivos de bug No momento estou tentando bater meu recorde de 72h em jejum, enquanto aproveito mais uma ótima madrugada sozinho na cozinha escura ouvindo o tic tac do relógio de parede comprado na lojinha de 1.99 Até que me lembro de quando o meu eu do passado chorou na minha frente, e eu não consegui resistir e comecei a chorar também Ele me disse que tinha medo de sentir dor. Dei um abraço bem forte nele, falei pra ficar tranquilo. Já passamos por tanta dor juntos Já jogamos airsoft na linha de frente tomando tiro pra caralho, já caímos morro abaixo, já comemos três pizzas e tivemos um mini ataque cardíaco... Sei lá, há um tempo atrás eu prometi a ele que ninguém nunca mais iria mexer comigo de graça Eu ia deixar de ser "bom em nada", e eu ia deixar de ser só mais um saco de pancada (é sempre muito fácil transformar uma criança num saco de pancada, né?) Enfim, minha jornada continuava. O meu eu da época das sombras foi recomendado por um anônimo de fórum da ""deep web"" a fazer academia e se livrar dos vícios. Meu eu daquela época nunca fez isso, tive que fazer por ele Calma... por que estou digitando isso aqui? Eu nunca gostei desse lugar. Acho a comunidade brasileira do Reddit muito chata e fresca. Mas eu também sou chato e fresco kkkk talvez exatamente por isso esteja aqui Resolvi criar uma conta agora, entrava só como visitante de vez em nunca, até pq nunca tem nada de interessante aqui. É quase sempre os mesmos tópicos falando ou de relacionamento ou solidão Mas esse não é o primeiro tópico que faço aqui... Já fiz um falando sobre como estou fazendo minha carta de suicídio kkkkk A carta de despedida (o suicídio lá nem é explícito) é apenas um pedido da minha sombra Não quero me matar pelo menos não por enquanto Muito leviano da parte de vocês redditors ao fazerem aqueles comentários no meu post. Mas não os julgo tbm, não há muito oq esperar de uma comunidade chata e fresca kkkkkk Lembrei em 2018 quando tive um amigo virtual nos tais fóruns da ""deep web"" (* som de fantasminha genérico *), ele era bem carinhoso comigo, já me deu um jogo de presente na steam; porém certo dia eu forjei minha própria morte, e passei a ignorá-lo completamente, sinto-me um cusão por ter feito isso, pelo menos é cômico voltar de tempos em tempos naquele fórum com uma conta fake e ver que o pessoal lá realmente acha que eu morri... meio sinistro na vdd Mas ainda assim sinto que não deveria ter feito isso, fico com a consciência pesada muito facilmente, lembro-me até hoje de quando roubei uma balinha no mercadinho do seu zé da esquina, tinha uns 12 anos; ou então no primeiro ano do ensino médio quando estava zuando uma amiga que tirou nota vermelha em física, mas ela começou a chorar... ver aquilo partiu meu coração, e para minha redenção decidi que seria justo ajudá-la a recuperar a nota, afinal além de tudo eu tinha as maiores notas de física da turma. Assim que ela recuperou a nota, voltei a zuar ela kkkkk mas nunca deixou de ser minha amiga por isso; uma vez já escreveu bem grande na contracapa do meu caderno de matemática "alteregoshadow, eu te amo". Guardo esse meu caderno até hoje (tudo bem que alguns dos meus amigos resolveram encher a página de desenhos de pinto, porém a frase ainda está lá) Eu fui meio pestinha na época de escola, em especial nos últimos anos do fundamental, uma vez eu fiquei acumulando saliva na minha boca por horas e depois soltei toda a cachoeira na mesa do meu amigo que sentava atrás; ou quando eu ficava pegando um monte de barata e lagartixa morta pra colocar nos estojos das meninas Sabe, sinto falta dessa época. Nem muito pelo motivo clichê de época da escola, simplicidade e tal, mas mais pq acho que foi a época em que eu fui a melhor versão de mim Um amigo meu mora num lugar bem isolado, tipo um sítio mesmo, mata densa e tal. A gente ia lá vez ou outra pra brincar, e era bem dahora. Esperávamos chegar a noite pra fazer o clássico pique esconde na floresta escura. Eu era conhecido por ser um dos melhores, não me encontravam nunca, até pq eu não tinha medo de me deitar e rolar no mato; saía correndo engolindo teia de aranha, lesma, pisando em cobra, enfim Era conhecido também por ser muito bom nos videogames e tirar as maiores notas da sala Aquilo definitivamente era a concretização da promessa que fiz ao meu eu de um passado ainda mais distante: disse que ia estudar mais, treinar mais, ser mais sociável E tudo isso aconteceu. Fiquei mais inteligente, mais forte, mais ágil, e do aluno mais "fantasma" da escola me tornei o líder de um grupo que reunia basicamente todos os garotos da oitava série. Ninguém mexia comigo, mas também nunca fui autoritário, zuava todo mundo e era zuado de volta. Certa vez a turma se uniu contra mim e jogaram todo meu material no lixo kkkkkk ri muito no dia Mas depois disso... sei lá Passei a frequentar academia, vez ou outra estudava um pouco, mas nada na mesma intensidade ou emoção A real é que eu passei toda minha infância sozinho na vdd. Meus pais trabalhavam o dia todo e meu irmão mais velho estudava em tempo integral. Na época teve um grande surto de dengue na minha cidade, por todo lado era cartaz falando da importância de tomar cuidado, afinal, dengue MATA. Aquilo me deixava demasiadamente pensativo, como assim morte? Eu nasci pra morrer? O que vem depois? Todo dia era a mesma coisa, chegava da escolinha e passava o dia inteiro pensando em morte, isso com uns 5 anos de idade. Pouco tempo depois, a situação piorou quando começaram as histórias de fim do mundo. Lembro que até chorava de tanto pensar nisso. A primeira vez que pensei na possibilidade de suicídio tinha uns 8 anos. Também nessa época foi quando presenciei um acidente em que um caminhão passou bem por cima da cabeça de uma menininha de uns 2 anos. Aquilo me marcou muito, e quando eu cheguei em casa, esperei todo mundo dormir para ligar o computador e pesquisar "fotos de cérebro", "fotos de acidente" e etc. Acabei parando em vários blogs e fóruns de gore (que eram bem mais comuns naquela época). Ficava assustado ao ver a fragilidade humana nos acidentes e pasmo ao ver a frieza de alguns para torturar outras pessoas por motivos torpes. Ainda assim, assistir gore acabou se tornando uma prática que levo até hoje (com menos intensidade), não por ser um psicopata que gosta de ver a dor e sofrimento alheio mas pq acaba me lembrando das minhas "origens", pensar sobre a morte e etc (todo mundo já deve pelo menos ter passado por uma situação em que sabe que vai se frustrar ou enraivecer mas mesmo assim segue em frente, é mais ou menos isso). Para morrer basta estar vivo, foi nisso que me toquei na época Posteriormente, com 10 anos, foi o momento em que fiz aquela promessa para mim mesmo. Não darei muitos detalhes aqui, e oq aconteceu logo depois já contei... Mas e após tudo isso? Bem, depois que o meu "auge" se foi, eu percebi que todos esses pensamentos ruins na vdd não sumiram, apenas estavam se escondendo. Quando voltaram, foi de uma vez. E ao invés de tentar lidar com isso de uma maneira normal, eu simplesmente achei que seria uma boa ideia dividir minha mente em partes. A maioria de meus alter egos são na verdade versões de eu mesmo porém em diferentes épocas. Porém também tem a minha sombra (pra quem conhece o conceito de Sombra do Carl Jung talvez entenda melhor isso). E oq aconteceu foi que, eu acabei criando egos que brigam entre si constantemente, deixei todas as minhas características positivas a um ser superior, idealizando um eu melhor que eu, um eu que agarrou todos seus potenciais e os explorou ao máximo, uma pessoa que eu nunca conseguiria ser porém dizia ser no mundo internético afora. Estava mentindo para mim mesmo Sabe, cada um dos meus alter egos têm uma qualidade. Um é bondoso, tem o inteligente, o criativo... porém parece que o que sobrou para mim foi apenas loucura. Poxa, eu já fui cada um deles, por que não consegui pegar pelo menos uma parte boa de cada um? Parece que eu regredi. O certo não seria, ser uma pessoa melhor a cada dia? Se eu ao menos pudesse juntar a bondade, criatividade, inteligência, e etc, eu definitivamente iria orgulhar o meu eu do passado, mas ao invés disso, estou apenas enganando ele e a mim mesmo, colocando todo meu potencial num alter ego superior que me consome a cada dia É complicado, por um lado tem a promessa que fiz que me mantém vivo, querendo cumpri-lá. Mas por outro, eu vejo eu mesmo desprovido de significado, tenho uma vida boa, bons amigos, situação financeira estável, minha família não gosto tanto mas relevo, enfim, mas parece que nada me é suficiente. Sinto que a vida é só um tédio extremo mesmo, até em momentos que era pra eu me divertir estou entediado, ou então quando de fato me divirto, depois o sentimento de vazio vem ainda maior, não dá pra explicar com palavras, o que posso dizer é que sou extremamente curioso, o que me atrai ao suicídio é o fato de ser uma morte planejada, eu poderia saber quando e como morrer, preparar uma carta de despedida, fazer uma "queima de arquivo" e etc, mas por outro lado, eu ficaria extremamente agoniado em não saber qual seria a reação das pessoas diante minha decisão. É literalmente a curiosidade o que mais me mantém vivo, e por vezes, a curiosidade de saber como seria meu suicídio é a predominante E não falo de tristeza ou depressão, sei lá eu nunca fui atrás de um profissional, mas eu sinceramente não acho que tenha depressão, no máximo TDAH pois de fato sou muito hiperativo e perco o foco muitas vezes, tropeço algumas vezes e (não sei se tem muito a ver) às vezes tenho a sensacão de que estou girando ou caindo, principalmente quando eatou sentado ou deitado em um ambiente escuro, mas assim, eu acho que a vida, especialmente hoje em dia e ESPECIALMENTE para pessoas como eu, é assim mesmo. Eu não preciso estar depressivo para sentir como a vida realmente é, e sinceramente tô cada vez menos ligando pra isso. Eu aprendi desde muito cedo a lidar com silêncio, solidão e tédio(esse é o mais difícil), além do mais tenho imaginação fértil então o meu maior passatempo (entretenimento, hobby chame como quiser) é só me perder na minha mente mesmo. Poxa, tem um universo inteiro dentro de mim para ser explorado, não quero me preocupar com coisas mundanas. E pra quem me critica, dizendo que isso é fugir da realidade, pensem que TUDO (ou quase tudo) que o ser humano faz no tempo livre é exatamente para fugir da realidade. A vida real é meio chata né kkkkkk. Jogar videogame, assistir filme/série que seja, jogar rpg de mesa, ler um livro, ouvir um audiobook ou podcast ou até mesmo uma festa com bebida e música alta, tudo isso serve para as pessoas fugirem da realidade, mas diferente do que eu faço, já que eu fujo da realidade mas pelo menos não fujo de mim mesmo Eu fujia de mim mesmo no último ano do ensino médio, sabe né, aquele ano que ngm liga. Ia e voltava pra escola a pé, e sempre passava na lojinha pra comprar chocolate, me viciei naquilo. Sempre comia no caminho e colocava a embalagem na mochila. Até que resolvi contar quantas embalagens tinham e pasmém, quase 80, isso em um pouco mais de 2 meses Sempre tive um mundo onírico muito vivo, desde criança bem pequena, sinto os meus sonhos de fato, lembro quando tinha uns 6 ou 7 anos sonhei que um guerreiro samurai atravessou a longa katana no meu peito e foi uma das maiores dores que senti. Tento às vezes praticar sono induzido, dou risada dormindo, falo dormindo e por vezes até escrevo ou desenho dormindo (não sou sonâmbulo). Comecei a perceber que boa parte dos meus sonhos envolvem meus alter egos, e na maioria das vezes estão em um ambiente fantasioso (como uma mansão ou castelo mal assombrado, cemitério, labirinto e etc) e precisam trabalhar juntos para resolver os puzzles e escapar Na maioria dos sonhos eu não sou o protagonista ou sequer participo, apenas observo os meus egos, em terceira pessoa Muitas das vezes a minha sombra mata os meus egos nos finais dos sonhos É muito simbolismo envolvido, ainda estou pensando sobre isso, pode ser uma autosabotagem (suicídio) ou então algo do tipo matar o velho para manter o novo, eu não sei Se tem uma coisa na qual eu posso ser grato, é por ter tido sorte para arranjar bons amigos. Sei que muita gente (em especial desse sub) deve ter mais dificuldades com isso, eu por outro lado, apesar de nem precisar tanto pois me dou bem comigo mesmo e na maioria dos momentos até prefiro estar sozinho, tive bons amigos. Às vezes é bom ter uma boa companhia. Aquele meu grupo da oitava série que falei anteriormente, mantenho contato com quase todo mundo, ainda considero sim porém cada um seguiu seu rumo e não tem nada de errado ou anormal nisso. Acho que muita gente que sempre teve dificuldade em fazer amigos cai no erro também de romantizar demais a amizade, do tipo "seremos amigos para sempre" ou sei lá mais oq. É completamente natural que com o tempo o afastamento ocorra, não precisa se sentir mal se as conversas não fluem mais Inclusive uma vez mandei uma mensagem para um amigo não se preocupar comigo pois em no máximo 5 anos provavelmente não iríamos mais nos falar de qualquer maneira, e ele respondeu: "Como assim com certeza continuaremos a nos falar e jogar Airsoft e RPG por muito anos a vir!". Admito que quase chorei lendo isso, e me senti fraco Mas continuando, em especial na internet, existe muito isso. Às vezes vem alguém desabafando por não ter amigos, recebe várias mensagens de pessoas para conversar, porém essas mesmas pessoas depois dão o famoso "ghosting". Olha, isso é bem previsível na verdade. Apenas faça a si mesmo a seguinte pergunta: "Quantos de seus amigos virtuais seriam seus amigos se você os conhecessem no mundo real, ao invés de no mundo virtual?". É apenas um questionamento, mas acho interessante. Pois é muito fácil falar que é amigo de qualquer um na internet Inclusive, entrei num servidor público de discord, daqueles só pra conversar e tal, e pqp parece que é impossível achar um servidor de discord em que a userbase não esteja repleta de adolescentes genéricos que têm problemas de autoestima e passam o dia jogando videogame ou assistindo filme/série/anime, tinha mto pré adolescente tbm de idade entre 11 até 14 anos Não ficava muito a vontade lá, as regras tbm eram muito vagas, não podia ser ofensivo no chat mas não estava definido oq era ofensivo pra staff. Levei um aviso simplesmente pq um adm lá quis, ainda não entendi que regra quebrei, ele provavelmente só estava de mal humor mesmo sla Tinha um canal de desabafo que só podia falar "coisa séria", aí uma vez falei sobre como fico puto por comer muito chocolate e queria mesmo era encher minha perna com tiros de airsoft, aí levei outro aviso por não respeitar a seriedade do canal. Sla né, autosabotagem não é uma coisa séria pra ele? Foda, muita arbitrariedade. Não tem como arranjar um servidor público decente. Sempre tem uma userbase majoritariamente imatura, joguinhos e eventos sem graça e confusos, enfim Mas oq eu queria fazer naquele servidor, eu fiz aqui. Provavelmente não da melhor maneira, certamente não da maneira como eu imaginava, mas está feito Ficou confuso e grande pra caralho lol
submitted by alteregoshadow to desabafos [link] [comments]


2020.06.21 03:14 SraVicky SUBSTITUÍDA

Olá Luba e turma que está lendo, sempre adorei os vídeos do canal e então decidi tentar pedir a opinião de vocês sobre minhas "amizades". Quando entrei na faculdade achei que minha vida iria mudar totalmente mas nunca fui aberta a tantas pessoas e não gostava de sair então meu círculo de amigos não era grande. Encontrei a pessoa ideal para ser minha melhor amiga (Leti) e outra, que é meu melhor amigo. Sempre fazíamos trabalho juntos e nunca houve problema entre nós, mas tudo o que é bom dura pouco, devido a discussões entre eles acabamos nos separando (eu fiquei com ela nos seguintes trabalhos mas nunca cortei a relação com ele, o que talvez despertasse ciúmes nessa minha amiga (me deixava desconfortável ao olhar ela “brava” enquanto conversava com ele). Vida que segue nos juntamos à outras garotas, que apesar de sermos diferentes ainda éramos “compatíveis”, com o passar do tempo Leti foi ficando muito íntima dessas garotas (eu tbm era mas nem tanto), chegou o dia em que uma delas começou a namorar e começou a ignorar nossos trabalhos e enviar tudo encima da hora. Leti sempre foi o tipo que gosta apenas dos seus amigos e odeia as “inúteis” (pelos menos essa é a impressão que eu tenho). Ela também ficava brava facilmente, parava de falar com a gente do nada. Uma vez essa menina me mandou prints da conversa que elas tiveram após tentarem se reconciliar. Acabou que eu saí bastante triste e com raiva após ler essa conversa, pois Leti disse que ela podia brigar com todo mundo e ok mas, comigo não podia porque eu tinha perdido minha mãe e não sabia como agir comigo (pelo menos foi o que eu me lembro dos prints). Chegou um momento em que eu não entendia mais o porquê das discussões entre elas e comecei a ignorar já que logo iria se resolver. Um dia essa menina não olhava mais na cara da Leti, até que fiquei sabendo por outras pessoas que Leti estava falando mal dessa menina pelas costas, eu não estava envolvida na história mas me sentia culpada por ser amiga dela (fiquei ansiosa pelos trabalhos mas não via sentido em fazer confusão). Pedi desculpa a essa menina (ainda somos amigas) e acabamos tornando-nos três. Como eu não converso muito com a outra menina, não temos muitas coisas em comum e Leti como era bastante amiga dela acabou que sempre conversava mais com ela. Mas a história não acabou aí, meu melhor amigo tinha uma amiga que sempre conversava e tinha os gostos em comum ao nosso, acabou que Leti me “trocou” por ela. Eu não sou de briga e nem fiquei no lado de ninguém nessa confusão toda, um dia Leti me jogou isso na cara e eu fiquei chocada, ela disse que eu nunca me posicionava e que não estava nem aí para ela. Acabei falando que quem estava me cortando era ela e acabou ficando por isso mesmo. Passou o ano e como nossos cursos não eram os mesmos, nos separamos, me sinto um pouco aliviada por estar longe dessa confusão pois eu adorava estar sempre com as garotas mas depois da briga o clima sempre estava estranho e eu não sabia como agir. Fiquei até sabendo que Leti estava feliz por não “precisar ver minha cara todos os dias” e que a relação dela com a última menina se aprofundou, até agora recebo fotos delas juntas (eu sinto como se fosse proposital mas no fundo acho que não é). Meu amigo sempre me diz que eu não estou errada pois Leti sempre se faz de vítima para receber atenção e que não esperava que a amiga dele fosse entrar na dela (pois apesar de ficarmos pouco tempo juntas, o assunto sempre era falar mal da menina que estava com a gente antes e pessoas que se aproximaram dela), odiei a forma como nossa “amizade” estava sendo mantida, decidi não enviar mensagens para ninguém apenas respondendo quando era chamada, e assim confirmei que fui substituída nessa amizade. Agora estou aqui disfrutando da minha companhia e evitando lembrar de todo o mal-estar que sentia ao estar perto das pessoas. Enfim, gostaria de saber se sou a babaca por não me envolver nas brigas e continuar conversando com todas as pessoas envolvidas mesmo que raramente. Beijos =30, Vicky.
submitted by SraVicky to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.19 05:17 prism0077 "saindo do armário INDIRETAMENTE"

Olá turma, Luba, editores, gatas e os restos do fodrigo ;-;
Minha história começa comigo me voluntariando para participar da dança da festa junina. A diretora passou nas salas e explicou como seria a dança da turma e seria em dupla. Como seria meu último ano no colégio e eu pretendia fazer algo especial resolvi chamar uma menina que eu estava tendo um Crush e de quebra iria me assumir para meus pais, comentei com meus amigos e tudo os meus planos. Até aí tudo bem. Algumas semanas depois Carls, meu amigo, foi dormir lá em casa e como minha mãe adora ele fez questão de jantarmos juntos. Papo vai, papo vem, meu pai fala sobre a festa e sobre quem seria nossas duplas. Eu não pretendia dizer nada então deixei Carls falar dele, no entanto, meu pai ficou lançando indiretas sobre quem era o meu parceiro, querendo saber quem era o 'menino' com quem eu dançaria. Carls ficou confuso e eu lembrei que não tinha dito para meus amigos que não tinha efetuado a segunda parte do plano ainda. Meu pai continuou me provocando e minha mãe foi de praxe, perguntando o porquê do meu mistério e disse:
— Por acaso é um menino que tu gosta, filha?
E riu. Foi aí que meu amigo respondeu.
— Mas tia, a bel gosta de garota, isso nem faz sentido — e riu também —
Vontade de bater não faltou, mas sabe quando você passa mal de nervoso? Então, minha situação no momento. Meus pais não entenderam no início, mas como eu vinha dando certas indiretas sobre o assunto acho que as peças só se encaixaram. E foi assim que saí do armário indiretamente :,).
OBS: Confessei-me para a garota, mas como já esperado, levei um fora, uma cara de nojo e perdi minha dupla, levando até hoje a frase " forever alone "
É foi isso galera, boa noite, boa tarde ou bom dia! Até —talvez— a próxima história.
OBS2: Meus pais são religiosos e obviamente que brigamos, mas agora estamos tendo um bom relacionamento, mesmo eles não aceitando muito bem não me julgam e evitam o assunto.
submitted by prism0077 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.13 12:34 VangaceT O quase Nice Guy

Oi turma, luba, editores e possível convidado, vim contar a história de um conhecido meu que ( não foi exatamente um Nice Guy mas foi quase ) esse garoto chamado Carls gostava de uma garota que eu conhecia, sabendo que ela tinha namorado, e não estava interessada em uma relação, mas até aí, não mandamos no coração, esse garoto era legal, mais quando começou a gostar dela começou a ter um processo de virar Nice Guy, começou a comentar ( como ela não gosta de mim, eu sou tão legal e divertido! ) Ou ( ela provavelmente nem gosta desse cara e gosta de mim sem eu saber ) coisas estranhas nesse nível, até que em umas duas semanas depois disso, ele começou a mandar umas 10 mensagens por dia para o meu watts falando que ( Nossa, nossa, ela me bloqueou Vangace o que eu faço, ah? ) Eu não gosto de falar mto pelo celular então respondia uns ( nossa que triste ) sarcasticamente, pois ele devia ter enchido o saco dela, ele não satisfeito em me mandar 10 mensagens por dia no app de mensagens instantâneas, ele começou a mandar outras 10 no meu Instagram, o que piorou, ele falava ( Faz ela me desbloquear vai, pf ) então para ele parar de me encher o saco, eu falei pra ela dar uma outra chance e assim ela fez, eu consegui viver minha vida tranquilamente mesmo com os comentários ( nossa, ela me desbloqueou por que gosta de mim, he he ) eu os ignorava mas tudo bem até que um mês depois ele me manda um print ( não vou mostrar aqui para não expor ninguém ) que mostrava que ele se declarou para ela mesmo sabendo que ela tinha namorado e disse que ele era a melhor coisa que aconteceu na vida dela e ela era a melhor coisa na dele, pediu ela em namoro e etc, poucos segundos depois recebo outro print do Carls e do namorado dela, o namorado dela dizia que se ele continua- se a falar com ela, ia pegar mal para ele, e ela não queria mais relações nem de amizade com ele, e ela me perguntou ( o que eu faço? ) Como sempre, não respondi e comecei a falar com a menina, mandei os pronta pra ela e começamos a bater um papo, até que ela me revelou que não tinha namorado e gostava de mim, na hora fiquei estado pois o Carls era meu melhor amigo, então contei para ele, ele apesar de ficar bravo comigo n sei porque, ele continuou a falar ( o que vc tem que eu não tenho? ) Ou ( o que ela viu em você? ) Eles continuaram a ser meus amigos até eu descobrir que ela era uma canalha, mas isso é outra história, valeu NOSSO Lubixco✌️
submitted by VangaceT to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.07 04:22 helinnda Sou babaca por não querer fazer parte de um trizal?

Aholaaa Turma, Lubisco, editores, pspspsps (vi em outro vídeo e quis fazer igual ksjdkdkksj) Hoje eu vim contar uma história que aconteceu a mais ou menos três anos atrás. Já avisando que é meio longa mas vou tentar resumir kkkkkkk
-No começo de 2017 conheci uma menina, que vou chamar de Carls, através de um amigo bem próximo meu (vou chamar ele de James). No mesmo dia que ele passou meu numero pra ela, a gente já se viu e ficamos mesmo sem eu tá muitoooo afim. E foi muito bom, e aproveitamos bastante. Marcamos de nos ver no dia seguinte.
Chega o dia seguinte, nos encontramos e ela mal falou comigo! Compramos umas bebidas, ela bebeu, e já reparei que ela mudava muito quando tava bêbada. Nesse mesmo dia fiz a burrada de levar ela na minha casa. Ela veio com uns papos de namorar comigo, e chegou até a pedir pra minha mãe deixar eu namorar com ela ????? já fiquei meio puta, e nesse dia mesmo já decidi que não queria ficar com ela. Fui meio babaca e comecei q ser ignorar ela. Não respondia as mensagens e nem atendia quando ela me ligava, e literalmente atravessa a rua quando via ela, sou meio sem noção, então quando to com raiva, ou quando algo tá me incomodando eu evito falar com a pessoa pra evitar falar algo que vai acabar magoando ela. Depois de uns dias, conversei com ela e disse que não queria nada sério e que as expectativas dela estavam um pouco distantes das minhas.
Passaram uns 6 meses, e conheci uma menina em outro rolê, que vou chamar ela de Fars. Eu e Cars começamos a nos falar uma semana depois que nos conhecemos pessoalmente, e acabamos ficando muito próximas de cara. Depois de uma semana conversando com ela, meu amigo James (do começo da história) veio na minha casa, e mostrei a Fars pra ele, e na hora ele já falou “não acredito!” E depois disse que a Fars e Carls já foram namoradas, e que a Fars era bem abusiva com a Carls, que chegava até a bater na Carls por ciúmes e afins. E como sou um poço de inteligência, pensei “hmmm ela é um amor comigo, não vou parar de ficar com ela”
Daí entrei no dilema de se devia ou não contar pra ela que eu já tinha ficado com a ex dela. Ai tive a brilhante ideia: vou ficar com ela a primeira vez, e depois conto, por que ai ela vai tá mais apegada em mim e não vai querer parar de ficar comigo. E foi exatamente o que fiz. Ela surtou comigo, ficamos uns dias sem conversar, e depois voltamos a ficar como se nada tivesse acontecido. Eu tava gostando dela, e ela tava demonstrando gostar de mim também.
Quando tinha 1 mês que a gente tava ficando, comecei a reparar que algumas coisas no jeito dela me incomodavam. Ela vivia falando que respeita demais as mulheres, e que odeia homens que desrespeitam mulheres, se ela se sentisse ameaçada por alguma pessoa suspeita na rua, ela me fazia correr pra um lugar “seguro”. Comecei a achar ela muito forçada.
Quando estávamos fazendo dois meses juntas, fomos em um show que rolou aqui na minha cidade, e ela conheceu minha mãe e minhas amigas. E depois do show saímos juntos com outro grupo de amigos meus. E aí a Fars agiu comigo de um jeito que eu não suportava. Quando eu tava conversando com meus amigos, ela me puxava de perto, ou só vinha e me beijava e me abraçava no meio do que eu tava falando, e isso me tirou do sério! Como já tava incomodada, nesse mesmo dia percebi que não queria levar aquilo pra frente. E mais uma vez fui me afastando, até a gente não se falar mais. Depois de um tempo que paramos de nos falar, a Fars me mandou um monte de mensagens falando “ah mas você foi babaca de ter ficado com a Carls e não ter me contado, a Carls é uma vadia e não quero mais nem ouvir o nome dela, falou que eu brinquei com os sentimentos dela (o que não é 100% mentira)” e nesse mesmo dia ela disse que queria me encontrar pra conversar pessoalmente. Marquei pra uns 5 dias depois. Combinei de encontrar com ela em uma praça aqui perto de casa. Quando chegou a hora eu fui, me e quando eu tava chegando perto do lugar, eu vi que ela não tava sozinha. Cheguei mais perto e vi que era a Fars e Carls juntas! A primeira coisa que eu pensei foi “putz to ferrada! Vou apanhar!” Pensei em voltar mas não quis parecer arregona. Cheguei lá, a Fars começou a me pedir desculpas por tudo que ela tinha dito, e que tava arrependida, que gostava bastante de mim e que não não queria que acabasse assim . Daí eu falei “aham, mas o que q a Carls tá fazendo aqui?” Daí a Carls veio com o mesmo papo, de que nunca tinha conseguido me superar de verdade, e que na época ela ainda gostava da Fars, mas que ficou mexida por minha causa. E eu já tava sem entender nada, papo mais sem pé nem cabeça! E eu tentando entender onde elas queriam chegar, perguntei o que elas tavam querendo comigo. Daí a Fars disse “olha, eu gosto da Carls, a Carls gosta de você, e eu também gosto de você, e também sei que no fundo você tem sentimos por mim...” E falou também que as duas tinham voltado a se falar depois que a Carls viu comentários da Fars nas minhas fotos e acabaram querendo voltar, e aí veio a frase: “e a gente viu que como a gente se gostava, e também gostava de você, a gente queria saber se você queria namorar com a gente” e eu fiquei tipo ??????????? E pensei “elas tão tirando onda com a minha cara!” Daí eu perguntei “com a gente quem? Com as duas” e elas falaram que sim djdkdkd elas me chamaram pra ser um trizal com elas kkkkkkkk daí eu, obviamente, neguei e falei “olha Farls, você é surtada, super controladora, não deixa eu nem conversar com meus amigos, e fora que eu sei do seu histórico com a Carls. E Carls você é meio louca também. Me pediu em namoro um dia depois que te conheci. Então não tem porque de eu querer ficar com vocês, porque isso de trizal é bem estranho. Discutimos por mais um tempo, e depois fui pra casa. Não falei mais com elas, mas elas hoje, namoram com outra menina, acabaram sendo um trizal de todo jeito kkkkkkk não tenho mais nenhum tipo de contato com elas, e nem quero!
Então é isso Luba! Beijos e abraços jdkdkdkd
submitted by helinnda to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 18:57 PedroMR18 Eu sou o babaca por brigar/discutir com um homossexual (leia tudo para entender mais)

Olá Luba, gatas, editores, convidado que quase nunca está aí (não é bullying se é verdade) e turma. Meu nome é Pedro e eu sou de Belo Horizonte, ent se quiser fazer o sotaque mineiro, pode fazer.
Obs: desculpa se ficou muito grande a história
Título: Eu sou babaca por discutir com uma pessoa homossexual?
(Eu sei que o título já diz que eu devo ser o babaca, mas continue lendo pra poder entender de todos os detalhes)
Bem tudo começou no início desse ano, quando eu entrei em um grupo de Whatsapp, aí assim que eu fui perguntar o que que tava acontecendo, a minha amiga, vamos chamar ela de Bianca (ela era a Admin do grupo) falou que depois daquela última vez, ela queria tentar sair de novo (meus amigos e eu tentamos sair em grupo no final do ano passado, mas acabou não dando certo). Aí quando eu fui ver, já tava todos os meus outros amigos, ela(Bianca), eu, vamos chamar os outros amigos de Alice, Karen(diferente das outras, essa é legal) e o Herman. E eu, como a maioria das pessoas de 14, 15 anos, que é bastante comum sair com os amigos nessa idade, eu nem pensei duas vezes e já aceitei o pedido(também eu só consigo ver eles pessoalmente 2 ou 3 vezes por ano, porque eu tinha me mudado de escola já faz uns 3 anos, mas eles não, só o Herman e um outro amigo meu que foi comigo para outra escola). Pois bem, além de mim, todo mundo também concordou sobre a idéia, o problema era pensar em um lugar legal para a gente poder ir e no dia e hora. Ao longo daquele dia, foi surgindo várias ideias, até q as duas que chamaram mais a atenção foram da gente ir no paintball e no Scape Room. Quem tinha pensado no paintball foi a Karen e quem pensou no Scape Room foi a Bianca, e sem pensar duas vezes, eu concordei na ideia da Karen, a do paintball, pois eu já tentei ir acho que 4 vezes em algum paintball, mas eu nunca consegui, então eu vi em mim uma oportunidade de eu finalmente conhecer, sentir, pisar, e o mais importante, jogar paintball pela primeira vez na minha vida. Depois de algum tempo, a Bianca teve a "brilhante" ideia de querer chamar mais gente para pode ir no passeio, todo mundo aceitou a ideia e nós começamos a chamar mais gente. A Bianca acabou chamando duas pessoas, vamos chamar eles de Marcelo e Léia, e eu chamei aquele meu outro amigo que foi pra mesma escola que eu, vamos chamar de Carls. Ok, agora ao invés de 5 pessoas, nós agora tínhamos 8 e até agora nós já tínhamos planejado apenas um terço do passeio, que é quem que vai, os outros dois terços eram aonde e quando que seria, então depois do Marcelo, Léia e Carlos terem entrado no grupo, nós fizemos uma votação para saber em qual lugar nós iríamos, e de oito pessoas, ficou 5 a favor do paintball e 2 a favor do Scape Room. Assim que vimos os votos, todo mundo aceitou a ideia do paintball, menos a Bianca, por que pra mim, deu pra perceber que ela tinha perdido o ânimo de ir no passeio por que perdeu uma votação boba e que queria muito ir no Scape Room, mas eu não tinha tanta certeza disso e não falei nada e só continuei seguindo a minha vida. Bem, depois de algum tempo, talvez até um dia depois, ouve o ponto principal dessa história, enquanto todos nós estávamos planejando tudo, as vezes nós zoavamos, brincava, se divertia e conversava uns com os outros, e uma das pessoas que estava fazendo isso era o Marcelo, e ele conversava tanto, mais tanto, que na primeira hora que ele entrou no grupo, eu já descobri que ele era homossexual, estudava na mesma escola que as meninas e mais um monte de coisa. Até aí tudo bem, mas é agora que deu ruim, por que um dia, eu estava com uma dúvida sobre tal assunto, aí o Marcelo veio me responder desse jeito: "Amado, não é assim não...".Na hora, eu achei aquilo muito estranho e fui dizer a ele que eu não queria ser gay e que eu estava afim de uma menina, o problema é que ele gostava muito de falar a palavra Amado(a), só que já que as meninas eram as que mais falavam naquele grupo, ele acabava falando mais a palavra amad(A) do que amad(O), e eu só percebi isso dias depois, e depois de eu ter falado aquilo com ele, ele do nada começa a me xingar, discutir comigo, ele até começou a do nada falar ou cuidar da minha vida pessoal, como que eu nunca vou ter uma namorada e etc, e ele ainda falou que EU é que estava cuidando da vida dele, e pra piorar, a Bianca simplesmente do nada começou a apoiar o Marcelo, eu não sabia se ela queria zoar da minha cara ou se ela estava querendo jogar toda a raiva dela em mim. Na hora eu não estava entendendo mais nada, e toda vez que eu tentava pelo menos explicar alguma coisa, mais comentários ruins estavam chegando, não dando nem como eu explicar pra ele a situação. A parte boa dessa discussão foi que pelo fato de eu ser uma pessoa "muito zoeira", eu as vezes mandava umas figurinhas durante a discussão, e eu lembro que o Herman até me ajudou uma hora mostrando a figurinha da carta reversa do Uno. Bem, a treta continuou por um tempo, e acho que estava todos lendo a conversa, até que uma hora eu decidi sair do celular por um tempo e fui fazer outras coisas da minha vida, a sorte é que eu estava com raiva, mas é aquela raiva que você quase nem sente ela por dentro (não sei explicar melhor). Bem, chegou o grande dia, o dia em que eu finalmente jogaria paintball na minha vida, o problema é que eu não parava de pensar no que o Marcelo disse ontem, mas eu não deixei isso me atrapalhar. Chegando lá estava todo mundo, menos a Bianca (vocês já sabem o por que), quem não estava lá também era Léia, pois ela disse que ela infelizmente não tinha como ir e tinha que cuidar do irmão (eu não sabia se era verdade ou não, mas ela era legal, então eu acreditei naquilo) e quem também não estava lá era a Alice, e você deve estar se perguntando, o que aconteceu pra ela não poder ir?, e eu respondo: nada, ela não falou nada. Eu só não me abalei com as 3 não poderem ter conseguido ir, por que eu já estava cansado de ter que mudar a data do passeio por causa que não dá para alguém ir em tal dia, e também o Carlos tinha chamado um outro amigo dele e o irmão dele. Bem, depois de eu ter chegado lá, estava todos sentados no vestiário, provando as roupas, e quando eu sentei no banco que tinha lá, a primeira coisa que a Karen fala para mim é: "eu falei com a mãe da Bianca e ela disse que não sabia de nada sobre o passeio", na hora eu não falei nada, mas dentro de mim estava uma festa por que eu sabia que ela tinha deixado de ir por alguma coisa. Bem, depois de vestirmos as roupas, nós fomos para a área de tiro, e lá a gente jogou por um 1 hora (obs:eu e o Marcelo ficamos no mesmo time, e nada deu errado, nós até ganhamos o jogo e eu JURO que antes do jogo, eu iria apertar a mão dele e dizer: bom jogo, mas acabou não dando certo, pois já estavam todos esperando e eu ainda tinha que guardar minhas coisas pessoais), e depois do jogo, nós aproveitamos e fomos no shopping que tinha do lado do paintball, e lá nós fomos comer, lá estava legal, as unicas partes ruim de lá é que eu fui enganado pelo burguer King, pois eles me deram um hambúrguer vegano que tinha carne (aquela carne que é modificada pra ter apenas coisas sem carne), e a outra coisa ruim foi que eu não conversei muito com a Karen, pois ela veio junto com o Marcelo e ele estava do lado dela o tempo todo, e eu não iria conversar com uma amiga que eu gosto com uma pessoa que não gosta de mim do meu lado. Bem, esse foi o meu dia, foi muito legal pra mim, e quase nada me tirou do sério. PARTE BÔNUS: alguns dias depois, quase ninguém falava mais nada naquele grupo(detalhe, a Léia é grande fã sua e ela acabou colocando uma foto sua de perfil e mudou o nome para Bahh néh vish kk), só falamos de como foi o dia e depois só, até que veio um dia em que o Marcelo continuou falando mal de mim e até me retirou como um dos admins do grupo, mas eu consegui ser uns dos Adm de volta e depois ele falou que se eu encostar, conversar ou me meter com os amigos dele (que também eram os meus amigos), ele disse que eu estaria ferrado, e eu acabei falando que eu estaria MUITO ferrado, pois 2 dias depois seria a festa de aniversário do Herman, e todos estariam lá, menos ele e a Léia(o problema é que ao invés de falar que seria daqui a 2 dias, eu acabei falando q seria no dia seguinte, o que fez a Bianca e o Marcelo rirem de mim). Uma semana depois o Marcelo resolve sair do grupo e fala por que "ele já estava em outros grupos" e a última coisa que ele falou antes de sair foi: "ahh, e Pedro, deixe de ser um babaca, ok?". Na hora em que eu li a mensagem, eu falei pra mim mesmo: "esse cara é um sem vergonha" e já que eu sou uma pessoa meio que "teimoso", eu fui falar com ele no privado sobre ele ser um sem vergonha, e logo depois ele começa a cuidar da minha vida de novo e fala que ele dá mais valor pras meninas do que eu e que ele ajuda elas nos momentos mais difíceis, uma mentira, pois eu falo com elas todos os dias (por causa da quarentena eu deixei de falar um pouco) e já resolvi muitos problemas delas. Depois daquilo tudo, eu resolvi bloquear ele e eu nunca mais vi uma mensagem dele.
E então, quem foi o Babaca da história?
Bem Lubisco, espero que tenha gostado da história, desculpa se ficou muito longo, mas eu precisava escrever isso, espero que tenha gostado, assisto todos os seus vídeos já faz um ano (por incrível que pareça, eu comecei a ver eles no dia do seu aniversário do ano passado kkkkkk). Beijos, tenha fé que você não vai morrer sozinho, use sempre fones de ouvido daqueles de obra quando o Jean estiver no vídeo, não postem memes no turma-feira, volte a reagir o canal Janela da Rua, termine o Led, concerte os papelões e te adoro ≥30.
View Poll
submitted by PedroMR18 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 08:24 beaoff1 A babaca

Oi Luba, editores e turma que esta a ver (alias sou do nordeste caso queira tentar o sotaque)
Então em 2016 eu conheci uma garota em um curso, vamos chamar ela de larls (Nessa epoca eu estava me descobrindo como parte da comunidade lgbt e ainda estava começando a aceitar isso por que eu meio que me culpava e tals) um tempo depois ela começou a frequentar minha casa, um dia estavamos conversando sobre um garoto que estava dando em cima de mim no cursinho, ele era bem insistente apesar de eu já ter dito que estava saindo com uma menina (varls) e ele chegou a fazer uns comentarios bem babacas sobre como ele iria me satisfazer mais do que a varls. no meio dessa minha conversa eu comentei com a larls que ele me deixava bem desconfortavel e que eu não queria proximidade alguma com ele e que eu ja estava saindo com alguém, nisso ela me perguntou com quem e eu disse que era uma garota e que ela não conhecia na hora ela ficou meio :O e logo em seguida me perguntou se eu era "sapatão" e eu disse que ainda estava me descobrindo então ela solta: "Só não da em cima de mim ein? hahaha eu gosto de homem" eu fiquei meio sem reação então só dei uma risadinha. e então uns dois dias depois era dia de ir pra o curso e la estava eu, quando cheguei na sala a larls estava conversando com outros colegas de turma, eles me chamaram pra perto e eu fui quando do nada ela olha a minha perna que estava com um hematoma proximo ao joelho e pergunta: "isso é um chupão?" deu tela azul na hora LITERALMENTE era muito notavel que eu tinha me machucado então outra menina que estava nessa rodinha solta: "você tem namorado?" e automaticamente a larls responde: "ela é sapatão sua doida" e então a mesma menina fala: "por que você não me disse? eu tenho uma amiga que também é se você quiser posso te apresentar ela" e então eu finalmente falei: "não precisa eu já estou saindo com alguém e larls isso não é um chupão eu me machuquei em casa" , eu fiquei super desconfortável por ela ter contado sabe? eu não era tão proxima assim dela quem dira dos outros. passou um tempo é desde o dia que eu contei ela começou com umas coisas que não me agradaram por exemplo: me chamar de sapata coisa que só meus amigos muito proximos fazem, as vzs comentava o fato dos meus pais serem negros e eu branca coisa q eu odeio e ficar me perguntando a cada dois segundos o que eu achava de qualquer menina que ela visse, então como tava me incomodando eu chamei ela na minha casa e falei: "eu sei que vc não faz por mal mas eu não tô me sentindo muito confortavel com isso e eu queria que vc não contasse isso a mais ninguem por que é um assunto muito intimo pra mim e meus pais não sabem eu quero evitar que isso chegue neles" ela pediu desculpas, disse que me entendia e que não ia se repetir só que não foi bem assim, ela parou de sair falando a qualquer um sobre a minha sexualidade mas o apelidinho não eu comecei a ignorar isso. o tempo passou ate que um dia a larls me perguntou quando eu ia cortar o cabelo e eu perguntei: "oxi e eu disse que ia cortar?" ela: "é por que se vc cortar vc vai ficar mais parecida com um menino" e eu na calma expliquei que eu gostar de meninas não significava que eu queria separecer um menino, ela me pediu desculpas e eu disse que tudo bem então ela me pediu pra eu avisar a ela sempre que ela fizesse algum comentario que pudesse ofender alguem e eu gostei da atitude dela e foi o que eu fiz tentei ensinar a ela da melhor forma possivel. se passou mais um tempo e a larls estava na minha casa pra um churrasco que ia ter lá, nesse dia eu contei a ela que eu e a varls estavamos namorando, eu ainda não tinha mostrado a varls a ela então eu abri o instagram da varls, entreguei o celular a ela e fui ajudar minha mãe na cozinha a larls foi junto e ficou lá na mesa quando do nada ela fala pra minha mãe: "tia sua nora não é linda?" eu fiquei muito nervosa na hora e ela continuou: "Bia deu sorte ein?" minha mãe me olhou e eu fui logo falando: "não larls vc entendeu errado ela é namorada do farls o menino que faz curso com a gente" minha mãe engoliu a historia e nesse dia foi a primeira vez que eu briguei com a larls. umas duas semanas depois disso ela veio conversar comigo e nós nos resolvemos, chamei ela pra sair comigo e uns amigos e tbm com a varls ela topou e uns dia depois lá estavamos nós juntos, ela começou a fazer uns comentarios que estavam deixando a varls desconfortavel e ela tem o pavio curto então eu expliquei que a larls ainda estava aprendendo sobre isso e a varls tentou se acalmar, e assim foi ate irmos embora. saimos outras vezes e ela sempre fazia comentarios que deixavam a varls extremamente irritada até que um fim de semana a varls não aguentou e disse: "Olha só garota eu só te aguentei ate hoje por que Bia me pediu pra ter paciencia mas porra se você não sabe sobre fica calada fala sobre outra coisa! eu não quero saber se tem uma menina, um menino ou um unicornio olhando pra ela eu confio nela e pronto, sem contar as vezes que eu falei pra vc que não gosto dessa brincadeirinha de chupa charque e vc continua! já deu pra mim vc é extremamente homofobica e racista e eu não sei se vc ja se tocou mas bia tambem não gosta desses seus comentarios, se vc falar mais alguma coisa perto de mim eu bato até o dia seguinte" a larls disse que era melhor ela ir embora e eu conversei com a varls dizendo que ela devia ter pego mais leve e ela continuou afirmando que na verdade tinha pegado bem leve. o fim de semana passou e eu e a larls não nos falamos mais então eu decidi que iria falar com ela no curso e tentar resolver isso e adivinha só? quando eu cheguei na sala ela tinha falado que: eu era extremamente ignorante e fingida, que eu e minha namorada tínhamos tratado ela super mal, que ela nunca foi bem recebida na minha casa e que nós ameaçamos ela de morte, o pessoal da sala começou a me odiar e ela saiu como a coitadinha. lembra que eu falei que a varls tem o pavio curto então quando eu contei a ela o que a larls tinha feito, ela foi bater na porta da larls e ela LITERALMENTE bateu na larls e eu só descobri isso horas depois quando ela me ligou ra contar o quão satisfatorio tinha sido bater na larls. Hoje eu claramente não tenho mais nenhum contato com ela e eu e a varls estamos morando juntas e toda vez que conhecemos alguém eu tenho que escutar ela contando como amou bater na larls. é isso bjs <3
submitted by beaoff1 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.22 15:26 jogadoria Qual a sua tolerância a "barulhos desnecessários"?

Não sei se a situação começou a piorar por aqui nos últimos anos ou se eu que tô ficando mais chato, mas sinceramente não tô mais aguentando
Direto passa algum acéfalo acelerando carro modificado na rua dando um puta estouro no motor, quem passa com moto com escapamento aberto ou quem passa acelerando moto esportiva... E não tem o que fazer, já fiz diversas reclamações na prefeitura e nunca vi qualquer ação ser tomada (e até admito que seria inviável colocar um agente a cada quarteirão pra ficar controlando isso), sinceramente às vezes parece que a única justiça existente é pelas próprias mãos.
Tem gente que diz "mas a minha moto não é modificada, é assim de fábrica", mas aí acho que valem dois questionamentos: o primeiro é "mas você é tão limitado assim que não consegue analisar nada, apenas segue cegamente o que os outros dizem?", e o outro é "mas será que isso deveria ser legal?". Sim, eu entendo que há limitações físicas/tecnológicas e que pra uma moto esportiva conseguir aproveitar seus 200 cavalos é preciso ter um sistema de escape menos restritivo, mas disso vem outro questionamento - e qual é a necessidade de uma moto de uso urbano ter 200 cavalos, fazer de 0 a 100 km/h em 2 segundos, ser capaz de passar dos 300 km/h? Não tem, você está liberando uma coisa que prejudica os outros sem com isso ter qualquer benefício. Não haveria qualquer prejuízo se o sistema de escape e o motor dessas motos fossem modificados pra emitir tanto ruído quanto um carro normal, uma moto comum. E vejam, não estou falando em diretamente reduzir a potência, a aceleração, a velocidade máxima no estilo "a velocidade máxima no Brasil é 120 então os veículos não deveriam ser capazes de passar dessa velocidade", isso já é assunto pra outro tópico, tô falando em reduzir o ruído, qualquer redução em potência/aceleração/velocidade máxima seria mera consequência. "Ah, mas eu gosto do barulho, não acho que a liberdade deve ser cerceada assim". Bom, se formos pensar assim eu estou tendo a minha liberdade cerceada ao não poder matar aquele cara que fica fazendo barulho na minha rua, ou ao não poder dar uma cagada no meio do ônibus se me der vontade. São exemplos extremos? Sem dúvidas, mas mostra bem como a sensação de "querem cercear nossa liberdade" (como se antes você fosse completamente livre) é relativa - a nossa liberdade já é constante cerceada, a questão é avaliar quais cerceamentos são válidos e necessários, e quais são abusivos e prejudiciais. Eu particularmente considero válido cercear a liberdade de alguém dispor da vida ou ameaçar a saúde de outrem, assim como também considero justo que se cerceie a liberdade de quem perturba o sossego dos outros ao realizar atividades desnecessárias. Vejam, não estamos falando simplesmente de "eu não gosto do barulho", mas de sossego, de saúde mental - da mesma forma que eu não posso conscientemente infectar alguém com HIV (saúde física) eu não posso (ou não deveria poder) acordar alguém no meio da noite com minha moto barulhenta (saúde mental) ou impedi-la de trabalhar gritando na minha casa (existe saúde financeira?).
E com moto esportiva até que tem a desculpa (esfarrapada e que não cola, mas ainda assim do ponto de vista puramente técnico faz sentido) do desempenho, mas e quando é a galera de Harley? E digo especificamente "Harley" porque normalmente são elas as barulhentas, raramente vejo motos custom da Honda ou Yamaha, por exemplo, com aquele barulho escangralhado. É fazer barulho por fazer barulho, porque a galera acha bonito ou gosta de chamar atenção, porque viu um filme de "motoqueiros livres" e tem que ser igual (ou seja, a pessoa quer passar a imagem de liberdade mas já mostra que não é assim tão livre ao ter que seguicopiar os outros que dizem "a nossa tribo faz assim").
Isso sem contar quem abre escapamento. Já ouvi a desculpa de que "mas a moto tem que dar um jeito de chamar atenção no corredor senão os carros passam por cima". Bom, eu sou motociclista e motorista (em São Paulo, capital) e nunca tive qualquer problema - enquanto motorista eu uso os retrovisores e assim não sou surpreendido por motos (pelo menos pelas que não estão rasgando/costurando/podando loucamente), enquanto motociclista eu uso o bom senso e a direção defensiva e, quando necessário, um acessório inovador inventado recentemente que instalei na minha moto chamado buzina (mas admito que é algo caro, difícil de instalar e ainda pouco acessível às massas).
Recentemente se mudou um casal pro apartamento de cima e às vezes dá a louca na menina e ela começa a cantar literalmente (infelizmente esse não é um daqueles casos do uso indevido do "literalmente" como quando falam "nossa, tá tão calor que meu cérebro tá literalmente cozinhando") gritando; já mandei uns "cala a boca" mas não resolveu (aliás não consigo pensar em outra coisa além de que ela quer chamar atenção) tô enrolando aqui pra reclamar com o síndico. E digo "dá a louca" porque realmente parece que liga uma chavinha na cabeça dela e ela começa a ~~gritar~~ cantar, canta por 30 segundos, para, daqui um minuto canta por mais 20 segundos... É algo totalmente aleatório, não tem hora - às vezes dá 7:30 da manhã e ela começa a cantar, às vezes umas (sem contar no meio do dia, quando a galera acha que é terra de ninguém).
Aí tem gente que manda um "mas eu estou na minha casa e ainda não deu 22 horas, não posso nem cantar?!?". É claro que pode, o que não pode é incomodar os vizinhos. Você pode cantarolar, pode cantar num tom regular, pode até cantar num tom um pouquinho mais alto, o que não pode é ficar gritando se isso incomodar os vizinhos. Ainda, eu queria saber de onde a galera tirou essa ideia de que antes das 22 horas tá tudo liberado e que só depois que tem que se controlar. "Então se eu não posso fazer barulho quer dizer que eu não posso fazer obra na minha casa?". Claro que pode, e é aí que tá a diferença - a obra é um barulho necessário, tem uma razão pra existir, traz algum benefício; a gritaria não, é só falta de educação ou de vergonha na cara, mesmo.
E vocês, como lidam com a perturbação do sossego, como está sua tolerância a esses "barulhos desnecessários"?
submitted by jogadoria to brasilivre [link] [comments]


2020.05.22 15:26 jogadoria Qual a sua tolerância a "barulhos desnecessários"?

Não sei se a situação começou a piorar por aqui nos últimos anos ou se eu que tô ficando mais chato, mas sinceramente não tô mais aguentando
Direto passa algum acéfalo acelerando carro modificado na rua dando um puta estouro no motor, quem passa com moto com escapamento aberto ou quem passa acelerando moto esportiva... E não tem o que fazer, já fiz diversas reclamações na prefeitura e nunca vi qualquer ação ser tomada (e até admito que seria inviável colocar um agente a cada quarteirão pra ficar controlando isso), sinceramente às vezes parece que a única justiça existente é pelas próprias mãos.
Tem gente que diz "mas a minha moto não é modificada, é assim de fábrica", mas aí acho que valem dois questionamentos: o primeiro é "mas você é tão limitado assim que não consegue analisar nada, apenas segue cegamente o que os outros dizem?", e o outro é "mas será que isso deveria ser legal?". Sim, eu entendo que há limitações físicas/tecnológicas e que pra uma moto esportiva conseguir aproveitar seus 200 cavalos é preciso ter um sistema de escape menos restritivo, mas disso vem outro questionamento - e qual é a necessidade de uma moto de uso urbano ter 200 cavalos, fazer de 0 a 100 km/h em 2 segundos, ser capaz de passar dos 300 km/h? Não tem, você está liberando uma coisa que prejudica os outros sem com isso ter qualquer benefício. Não haveria qualquer prejuízo se o sistema de escape e o motor dessas motos fossem modificados pra emitir tanto ruído quanto um carro normal, uma moto comum. E vejam, não estou falando em diretamente reduzir a potência, a aceleração, a velocidade máxima no estilo "a velocidade máxima no Brasil é 120 então os veículos não deveriam ser capazes de passar dessa velocidade", isso já é assunto pra outro tópico, tô falando em reduzir o ruído, qualquer redução em potência/aceleração/velocidade máxima seria mera consequência. "Ah, mas eu gosto do barulho, não acho que a liberdade deve ser cerceada assim". Bom, se formos pensar assim eu estou tendo a minha liberdade cerceada ao não poder matar aquele cara que fica fazendo barulho na minha rua, ou ao não poder dar uma cagada no meio do ônibus se me der vontade. São exemplos extremos? Sem dúvidas, mas mostra bem como a sensação de "querem cercear nossa liberdade" (como se antes você fosse completamente livre) é relativa - a nossa liberdade já é constante cerceada, a questão é avaliar quais cerceamentos são válidos e necessários, e quais são abusivos e prejudiciais. Eu particularmente considero válido cercear a liberdade de alguém dispor da vida ou ameaçar a saúde de outrem, assim como também considero justo que se cerceie a liberdade de quem perturba o sossego dos outros ao realizar atividades desnecessárias. Vejam, não estamos falando simplesmente de "eu não gosto do barulho", mas de sossego, de saúde mental - da mesma forma que eu não posso conscientemente infectar alguém com HIV (saúde física) eu não posso (ou não deveria poder) acordar alguém no meio da noite com minha moto barulhenta (saúde mental) ou impedi-la de trabalhar gritando na minha casa (existe saúde financeira?).
E com moto esportiva até que tem a desculpa (esfarrapada e que não cola, mas ainda assim do ponto de vista puramente técnico faz sentido) do desempenho, mas e quando é a galera de Harley? E digo especificamente "Harley" porque normalmente são elas as barulhentas, raramente vejo motos custom da Honda ou Yamaha, por exemplo, com aquele barulho escangralhado. É fazer barulho por fazer barulho, porque a galera acha bonito ou gosta de chamar atenção, porque viu um filme de "motoqueiros livres" e tem que ser igual (ou seja, a pessoa quer passar a imagem de liberdade mas já mostra que não é assim tão livre ao ter que seguicopiar os outros que dizem "a nossa tribo faz assim").
Isso sem contar quem abre escapamento. Já ouvi a desculpa de que "mas a moto tem que dar um jeito de chamar atenção no corredor senão os carros passam por cima". Bom, eu sou motociclista e motorista (em São Paulo, capital) e nunca tive qualquer problema - enquanto motorista eu uso os retrovisores e assim não sou surpreendido por motos (pelo menos pelas que não estão rasgando/costurando/podando loucamente), enquanto motociclista eu uso o bom senso e a direção defensiva e, quando necessário, um acessório inovador inventado recentemente que instalei na minha moto chamado buzina (mas admito que é algo caro, difícil de instalar e ainda pouco acessível às massas).
Recentemente se mudou um casal pro apartamento de cima e às vezes dá a louca na menina e ela começa a cantar literalmente (infelizmente esse não é um daqueles casos do uso indevido do "literalmente" como quando falam "nossa, tá tão calor que meu cérebro tá literalmente cozinhando") gritando; já mandei uns "cala a boca" mas não resolveu (aliás não consigo pensar em outra coisa além de que ela quer chamar atenção) tô enrolando aqui pra reclamar com o síndico. E digo "dá a louca" porque realmente parece que liga uma chavinha na cabeça dela e ela começa a ~~gritar~~ cantar, canta por 30 segundos, para, daqui um minuto canta por mais 20 segundos... É algo totalmente aleatório, não tem hora - às vezes dá 7:30 da manhã e ela começa a cantar, às vezes umas (sem contar no meio do dia, quando a galera acha que é terra de ninguém).
Aí tem gente que manda um "mas eu estou na minha casa e ainda não deu 22 horas, não posso nem cantar?!?". É claro que pode, o que não pode é incomodar os vizinhos. Você pode cantarolar, pode cantar num tom regular, pode até cantar num tom um pouquinho mais alto, o que não pode é ficar gritando se isso incomodar os vizinhos. Ainda, eu queria saber de onde a galera tirou essa ideia de que antes das 22 horas tá tudo liberado e que só depois que tem que se controlar. "Então se eu não posso fazer barulho quer dizer que eu não posso fazer obra na minha casa?". Claro que pode, e é aí que tá a diferença - a obra é um barulho necessário, tem uma razão pra existir, traz algum benefício; a gritaria não, é só falta de educação ou de vergonha na cara, mesmo.
E vocês, como lidam com a perturbação do sossego, como está sua tolerância a esses "barulhos desnecessários"?
submitted by jogadoria to brasil [link] [comments]


Como Saber Se Ela Está Afim de Você - 6 Sinais de ... Como Saber Se Ela Gosta De Mim  Descubra 3 Sinais Fortes ... 10 SINAIS QUE UMA MENINA GOSTA DE VOCÊ - YouTube COMO SABER SE UMA MENINA GOSTA DE VOCÊ - YouTube Como saber se uma garota gosta de você! ♥ - YouTube 6 SINAIS QUE ALGUÉM GOSTA DE VOCÊ 10 Sinais Que Uma Menina Gosta de Você - YouTube COMO SABER SE A GAROTA ESTÁ INTERESSADA EM VOCÊ TOP 10 SINAIS QUE UMA MENINA GOSTA DE VOCÊ

3 Formas de Saber se uma Garota Gosta de Você - wikiHow

  1. Como Saber Se Ela Está Afim de Você - 6 Sinais de ...
  2. Como Saber Se Ela Gosta De Mim Descubra 3 Sinais Fortes ...
  3. 10 SINAIS QUE UMA MENINA GOSTA DE VOCÊ - YouTube
  4. COMO SABER SE UMA MENINA GOSTA DE VOCÊ - YouTube
  5. Como saber se uma garota gosta de você! ♥ - YouTube
  6. 6 SINAIS QUE ALGUÉM GOSTA DE VOCÊ
  7. 10 Sinais Que Uma Menina Gosta de Você - YouTube
  8. COMO SABER SE A GAROTA ESTÁ INTERESSADA EM VOCÊ
  9. TOP 10 SINAIS QUE UMA MENINA GOSTA DE VOCÊ

Aula Grátis: http://seducaoalpha.com.br/aula-gratis Curso de sedução indicado: http://seducaoalpha.com.br/melhor-treinamento-do-mundo Meu amigo, se você quer... Veja mais 3 dicas aqui - http://homemderespeito.com/ Sinais que uma menina gosta de você Hoje vou te ensinar a como descobrir se uma mulher gosta de você e quais são os principais sinais de interesse Mini curso 100% gratuito (como se tornar um al... SINAIS QUE ELA ESTÁ AFIM DE VOCÊ - COMO SABER SE A MENINA GOSTA DE VOCÊ - Duration: 6:29. Alice Vieira 316,703 views. ... 5 ATITUDES QUE CONQUISTAM UMA MENINA - Duration: 6:12. COMO SABER SE UMA MENINA GOSTA DE VOCÊ - Duration: 5:51. Letícia Alves 2,095,669 views. 5:51. This Minecraft Speedrunner Cheated and Got EXPOSED: Fake World Record - A Critical Analysis - Duration: 17:03. Zyphon Recommended for you. New; 17:03. Ela te ignora no WhatsApp? Veja o que fazer... No vídeo de hoje listamos 10 sinais que uma menina gosta de você. Não esqueçam do like, se inscrevam, e ativem às notificações. :D Desfrutem do vídeo. Espero... nÃo sabe se a crusha gosta de vocÊ????? descubra agora!!! se vocÊ quer saber se o seu crush gosta de vocÊ, assista o vÍdeo anterior: https://youtu.be/juzan82... Como Saber Se Uma Garota Gosta De Você - Duration: 11:16. INCRÍVEL 3,473,841 views. 11:16. 50+ videos Play all Mix - 6 SINAIS QUE ALGUÉM GOSTA DE VOC Ê YouTube; 8 ... APRENDA A DESENHAR ANIMES!! http://bit.ly/2zvMhbn http://bit.ly/2zvMhbn http://bit.ly/2zvMhbn Todos nos sabemos que as mulheres são mestres em dar sinais err...