Mulheres em namoro

Mulheres solteiras procuram namoro na Internet! É fácil de perceber que existe muita dificuldade em encontrar um namoro estável, principalmente porque o tempo é tão pouco para procurar, que são poucos aqueles que correspondem ao perfil ideal. Site e Aplicativo de relacionamento, sexo casual, namoro grátis e contatos de mulheres e homens em Jaguariúna, São Paulo Mulher entre 18 a 25 anos e mais...' Converse comigo e sabera', Mulher entre 18 a 25 anos Jaguariúna 13 pensamentos em “ Mulheres Solteiras procuram namoro sério na nossa comunidade ” Eliane diz: 23 Abril, 2014 às 22:45 Mulheres que curta mulheres. Responder. Dunstan Matuta diz: 7 Outubro, 2017 às 18:33 Preciso futura esposa. Responder. paulo diz: 30 Abril, 2015 às 15:40 Bate-papo aqui: Itapeva, Brasil. Mais de 488 milhões de pessoas estão aqui: Itapeva. Faça novos amigos aqui: Itapeva no Badoo hoje! Encontre mulheres viuvas em Estados Unidos da América Clube Amizade encontros, relacionamentos e amizades com membros de 199 países. Clube Amizade site de relacionamentos, namoro ou amizade site de encontros online para homens mulheres que procuram fazer amigos amigas e conhecer pessoas Mulher Namoro Portalegre, Portugal O Namoro em Portugal o seu site de namoro online para quem procura namoro em Portugal, Encontre agora o seu namorado ou namorada, comece agora um namoro virtual com milhares de homens e mulheres que procuram namoro junte-se a eles fale online no Namoro em Portugal, Site para quem procura namoro na internet. mDates é o Aplicativo de Namoro certo para você que está procurando mulheres de 35 anos ou mais. Aqui é onde você encontrará mulheres maduras. Nestes tempos modernos, mulheres maduras são autodeterminadas e estão em busca de exatamente elas querem como indivíduos. Não sabe onde encontrar mulheres para namoro? O fato é que há diversas mulheres solteiras em busca de seu grande amor. E também há aquelas que não estão buscando, mas que se apaixonarem-se, se envolverem de verdade com alguém, não pensariam duas vezes na hora de assumir um relacionamento sério. Relacionamento com Mulheres Casadas em Recife - Pernambuco, bate papo, namoro virtual ou real, encontre seu par perfeito em nosso site de relacionamento grátis para Recife.Fotos de mulheres casadas Recife, contato, whatsapp e números de mulheres casadas de Recife.. Escolha abaixo uma mulher casada em Recife, que mais te interessar: Encontre namoro em Moçambique. O cantinho onde você vai conhecer o amor da sua vida! conheça novas pessoas, partilhe momentos e diga adeus à solidão. Encontre moçambicanos residentes em Moçambique e outros espalhados em de todos os cantos do mundo, que procuram a felicidade ao seu lado! Registar Agora

Autosabotagem, pornografia e brochar.

2020.10.19 07:17 yooo66666 Autosabotagem, pornografia e brochar.

Nem sei por onde começar... primeiramente tenho 20 anos e é realmente um pouco constrangedor escrever isso mesmo sabendo que ninguém me conhece, mas ok bora lá. A mais ou menos 2 anos eu terminei o meu ultimo namoro e já naquela época eu consumia pornografia mas era beeem menos, tanto que ainda não atrapalhava nada em minhas relações sexuais, tudo sempre flui numa boa, nunca pensei que poderia ter problemas com isso. Daí, dps do termino comecei a consumir mais a pornografia mas ainda tava dboa, me sentia tranquilo em relação a isso, trocava ideia com varias mina me sentindo bem e despreocupado, só que aí pro final de 2018 eu fui encontrar uma amiga minha e rolou minha primeira brochada, fiquei porra, desesperado na hora, com vergonha e pá(era a primeira vez da mina) nussss fiquei bem abalado serião, falei com uns amigos meus e eles foram suave, nem tiraram sarro, disseram que era normal, mas aí que começou o problema(deveria ter levado numa boa né, todo "mundo" leva isso numa boa, pq eu n iria) enfim, a partir daí comecei minha graaande jornada de autosabotagem e porra velho, até hj n consegui superar isso (como cara???? kkkk taloko) eu realmente rio disso, pq parece ser piada as vezes, eu gosto de mulher, gosto demais cara, e desde de essa época eu comecei a questionar tudo, minha sexualidade, pô problemas mentais, uma avalanche de pensamentos mesmo. (Tá, são muitas coisas a se falar e ainda to com vergonha de escrever isso, mas vamo lá)
Inicio de 2019 e eu tranquilo até ainda, sem nenhuma confusão mental aparente e ainda trocando ideia dboa com umas mina, aí conheci uma menina e a gente foi se aproximando, se beijou e pá, começou a rolar um amorzinho mas a gente n tinha transado ainda e aí um dia ela me chamou pra eu ir na casa dela, era carnaval, fui né, bebemos umas, fumamos uns beck e ficamo daquele jeitão né, delícia, pegação que num parava mais e aí começamo a tirar a roupa, ela me chupou(suave até então, meu pau tava levantado kkkkk) e eu tava dboa tb, eu chupei ela dps e aí bateu aquela ansiedade trevooosa, pq né o proximo passo seria nois fuder e assim... aiai.. eu tinha camisinha lá(ps: no meu ultimo namoro agnt transava so´sem camisinha praticamente) e mano, tremi nas base, falei pra ela q tava sem camisinha e né, ela tb nem tava afim de ir sem, e continuei chupando ela numa boa, mas né, pensando daquele jeitão nas coisa, preocupadasssso, uma lokura gente, aí blz, dormi la e de manha ela veio me cobrar q eu podia ter ido na farmacia e só dei uma desculpa(rapaziada por incrivel que parece n sou gay e eu me questionei bastante sobre isso, pode acreditar). Depois disso começou o desastre, toda vez q pensava em sexo pensava em brochada, instantâneo tipo, aí assim, quero resumir um pouco ne, mas vou falar oq me der na telha aqui. Dps desse ocorrido n falei pra ngm, nem amigo, nem psicologo, nem nd, malucao o cara ne, fala nem pra psicologo aiai, tabom. Dps com essa mina, de précha, broxei mais uma vez só q ai dessa vez foi na hora da penetração mesmo, aquela meia bomba que todo mundo adora, lindeza que só( to falando desse jeito pq acho q assim vo sentir menos otário) aí acabei me afastando dela (vergonha absurda, eu sou uma piada msm), deixei claro pra ela q o problema era cmg, e que ela era né MARAVILHOSA (pq de fato era kkk) aí meus manos e manas, nesse momento eu ja tava 0 bem das ideia(ps: faz mais de 1 ano isso e to desabafando isso só agora pra alguém ok) , escondendo tudo de todo mundo, mas transparecendo que tava tuddo deboa ne, kkk aiai. Que eu me lembre dps dessa mina passou um bom tempo q eu nem tentei nada com ngm(no sentido de ir pra hora H) e tipo, eu continuei flertando, com altas mina e dando idéia mas só na raso (olha o medo que tava, medo de brochar, eu sla, nem imagino falar isso pro meu amigo mais proximo q eu morro de vergonha sla) continuei flertando e pá ne, considero estar em um ponto bem alto da minha kkkk beleza facial e de personalidade tb, ent acaba q altas guria se interessava, e eu bobo né, dava papo mesmo sabendo desse meu problema kk. Ok, final de 2019 chegou um dia lá que a mesma mina q eu tinha broxado lá na primeira vez, me chamou pra ir na casa dela (claramente pra gente fuder) e eu em duvida, falei q n podia, por causa desse medo mesmo e sla, acabei indo encontrar uma amiga minha e a gente beijou dps um tempassso q eu tava afim e assim, fez minha noite tlg, n transei, nem brochei kkkk foi ótimo. Ok, vou voltar aqui no assunto da pornografia e falar q, durante o ano inteiro de 2019 eu provavelmente me masturbei quase todos os dias, pra pornô msm (mas nessa época nem tava ligado em questão de estimulo visual ser tãaao importante pra uma possivel brochada) ok, n dava a minima pra quantidade de porno q eu consumia, só seguia a vida msm, achando que todo esse medo aí meu, era problema meu, sla algum problema mental q eu desenvolvi e q era isso, botei na minha cabeça q ia continuar a ver pornografia pq já q eu n ia transar, pelo ou menos o porno ia me satisfazer( QUE ERRO, REPITO QUE ERRO jovem eu de um ano atrás). Aí pra frente é confusão mental atrás de outra, ia pro psicologo nem sabia oq falar, ficava todo perdido, todo vez q eu podia pensar nisso eu pensava e ia fuuundo e paranoia e fantasia de coisa nem ia acontecer, mano, to querendo é chorar escrevendo isso, nunca tinha botado pra fora isso, enfim... final de 2019 li em algum lugar sobre um negocio q chama reboot, que até tem video no TEDx sobre isso e video do Terry Crews falando, que é basicamente vc ficar sem se masturbar por um tempo indeterminado, que aí uma hora tudo ia voltar ao normal, na hora q eu li eu falei "É ISSO, É ISSO, PRONTO VO RESOLVER MINHA VIDA AGR MESMO" mandei msg pro meu psicologo falando q nois tinha q conversar, tava todo animado, cheguei lá, falei pra ele tudo, tudo q tinha rolado, tava rolando e falei disso aí, mas ele n me recomendou eu fazer esse reboot, falou q a masturbaçao é algo importante pro individuo, e sla, me convenceu q era melhor eu só esquecer disso e levar a vida (hj eu lembro disso e assim, meio cuzao ele ne) na hora nem parei pra pensar no negocio, tava lokin das ideia já.
Vo tentar resumir agr, dps desse aí, continuei me masturbando pra porno ainda, as vezes eu tentava parar um tempo por causa de coisa de twitter e pá, mas acabava voltando uma semana dps. Nessa época eu comecei a criar um autoestima fodida em cima disso, foi surgindo assim tb, fui levando a vida como se tudo oq tivesse rolado tivesse sido só uma fase da minha vida e que tinha passado e que eu já tava deboassa em relação a questão de brochar, que na proxima vez q rolasse ia dar certo, tipo, tava bem deboa. Aí né tava confiante, e um belo dia chamei uma mina q tava cvs pra vir aqui em casa, agnt ja tinha ficado uma vez e tava né, com tesão afinzassso, começamo a tirar a roupa foi indo, chupei ela, suavao, aí ela foi me chupar e ele abaixou do nada, sim, no meio do boquete foi pra vala minha líbido, tentei ressuscitar mas n tava indo, bati uma ali mesmo e n foi, minha cabeça já tava a mil, ja´era ne kkk falei pra mim msm, dps agnt fumou um pra ficar dboa e cvs com ela e pá, ficamos suave. Teve mais uma situação com essa mina (acho q eu forço muito né, mas eu tava só querendo botar minha autoconfiança pra cima de certa forma) agnt saiu comeu um burg já naquele estado né, e dps fomos pra casa dela, casa n, escada do prédio e rolou ali msm, oral dos dois, n brochei durante foi suave, mas na hora de penetrar nela o menino abaixou, mas fiquei deboa, respirei e fui estimulando, uma hora deu certo, botei pra dentro e foi(meia bomba kkkkk), foi pouco tempo mas foi, aiai, que saudade dessa sensação meus amigos kkkk enfim, isso era inicio de 2020, daí começou a quarentena e desde entao eu nem saía de casa né, pra pegar alguém (pra nd msm), mas continuei flertando dms ne, cabo que, uma mina lá falou pra eu ir na casa dela pra né e ja botei na cabeça que n, que n ia rolar, que ia dar merda, já pensando na brochada (ô laia) e confundindo minha cabeça, falando q sexo casual é merda (nunca nem fiz sexo casual) só inventando mentira pra disfarçar esse problema meu, enfim, dei perdido na mina. Aí (ta acabando tá? se algm tiver lendo) anteontem uma mina veio aqui em casa, ja tinha combinado a uma semana atras, mas assim kkkkjjjj, imaginando q agnt nem ia transar nem nd, no maximo um boquete e tals, por isso nem fiquei preocupado com broxar e pá, só aquele calafrio basico de trocar ideia com uma mina q tu realmente acha daora, pela primeira vez, pessoalmente (coisa linda) me preparei total, comprei um corre pra gente pitar, comprei umas breja, umas comida, meditei um pouco pra ficar suave e foi né. Ela colou, agnt trocou altas ideia daora (sla eu tava um pouco de receio de ela achar eu meio maníaco de já querer transar direto assim) aí preparei o ambiente como eu disse, fui fazendo um clima rolar alí...rolou... pegação intensa, tava adorando, bão dms, aiai, que mulher minha gente, começou a passação de mão, eu meio passivo ainda, mas tava daora, aí ela tirou meu short e ja comecei a ficar em choke(pelo lado bom) nem tava pensando em nd, aí ela parou assim e perguntou se algm podia ver nois ali (agnt tava no terraço de casa) aí falei q n, mas q sepa era melhor nois ir pro sofa q aí ne, já ficava mais confortavel( eu sou mt burro) kkkkkkkkkkk ta, ai´fomos pra la, nisso eu ja tinha guardado o pau e tava mole já, e mano, voltamo a se pegar(po eu tava desaprendido 7meses em casa) pegação lá intensa, bão dms, ai´vacilei comecei a pensar na famosa broxada, passou um tempo ela tirou minha calça e começou o oral, e adivinha n fiquei duro, e eu acho ela gostosa, acho dms, n creio q esse seja o problema, n creio q o problema seja eu n ter atração por mulher, eu tenho sim, só acho q a pornografia me leva a ter uma rotina, um vício FUDIDO que faz eu me apagar a minha própria mão, a esse ambiente nojento da punheta e de tudo q ela envolve com a pornografia, mano, eu to muito puto comigo msm, pq JÁ SE PASSOU MAIS DE ANO Q TO NESSA MERDA DE SITUAÇÃO PODRE, MANO EU QUERO TER FILHOS UM DIA, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE TRANSAR, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE VIVER UMA VIDA TRANQUILA SEM TER Q ME PREOCUPAR COM PROBLEMAS DE BROXAR, EU SINTO UM DESCONFORTO TÃO GRANDE COM MEUS AMIGOS, QUE REALMENTE SÃO MEUS AMIGOS E DISCUTEM ABERTAMENTE SOBRE ISSO, MAS NGM NUNCA FALOU SOBRE BROXAR, ME SINTO UM INUTIL NESSE SENTIDO ESCREVENDO ESSE TEXTO. CARAS, EU N QUERO VIVER A VIDA TODA ASSIM KKK NEM FOODENDO, NEM FODENDO. Só quero resolver isso e parar de pensar tanto em coisa que é inútil, amanha ja devo cvs com meu psicologo a respeito pq n da mais, eu fico triste, sinto um vazio imenso em mim dps q isso acontece, se alguem leu até aqui, obrigado pelo o seu tempo, diga aí oq vc acha sobre, ou n tb, se que sabe, enfim, abraços e uma boa noite pra todos. :j
submitted by yooo66666 to desabafos [link] [comments]


2020.10.16 17:45 saske2k20 (realcionamentos)Esse negócio de ghosting é bem chato!

Daí você conhece alguém legal fica com ela por uns 4/6 meses, nada sério, já que devido os afazeres não dá ainda,mas claro se vê toda semana, sai junto, quase é namoro(ou as vezes até vira) e nem percebe...
Depois do nada a pessoa já não te responde mais, já não mostra tanto interesse em se ver de novo, começa a inventar desculpas, daí você pergunta se tá namorando ou gostando de alguém, ela diz que tá sem ninguém, que está sem tempo, pergunta se ela não ta a fim é só dizer, ela diz que quer tá sim, mas só age de forma oposta.
Daí você resolve parar de falar também e deixar para lá e bem passa dias,semanas,meses e aquele contato acaba nem fazendo mais parte dos seus contatos.
Isso acontece com homens e mulheres, todo tempo, esses dias aconteceu comigo e fiquei refletindo pq a maioria das pessoas agem assim. Isso é uma merda!
submitted by saske2k20 to desabafos [link] [comments]


2020.10.14 21:00 Ok_Revolution4297 Minha namorada tá comigo por interesse

Namoro a quase 3 anos, ela é dez anos mais nova que eu, e me pergunto se ela tá comigo por interesse ou não! Eu sei esse tempo todo e até hoje penso isso...Meu incômodo é eu que pago tudo quando saímos para os lugares, agora que ela se oferece pra pelo menos dividir a conta, já que estamos morando juntos desde o começo da pandemia. Eu entendo que ela ganha menos que eu e nunca cobrei nada porque não me faz falta pagar as coisas. Ela é de família mais humilde de periferia, tem despesas com as coisas dela. Eu pago só quando saímos nos finais de semana, bar, balada, motel e outros. Será que ela é interesseira e tá comigo só por comodismo? Por exemplo nessa quarentena ela está ficando na minha casa e até hoje não gasta quase nada, nem supermercado é raro ela ajudar, só nas tarefas diárias em outra coisas de casa, achei isso estranho! Já conversamos sobre isso, mas logo quando sai o salário dela ela ajuda um pouco mas logo ela fala o dinheiro dela acabou...enfim se eu tivesse sozinho iria gastar a mesma quantia! Mas também ela sempre me dá presentes em datas comemorativas como aniversário, dia dos namorados, natal, surpresas. Sempre carinhosa, parceira, companheira, me respeita, deixa eu mexer no celular dela, a gente até tem a digital cadastrada no celular um do outro, fala comigo o dia todo, sempre fala pra onde vai, trabalha e tem o dinheiro dela, esforçada faz faculdade, nosso sexo é bom nunca falta. Eu amo ela até penso em casar com ela mas sei lá, já fui casado uma vez com uma mulher interesseira e tenho trauma disso. Sinceramente não sei o que fazer.
submitted by Ok_Revolution4297 to desabafos [link] [comments]


2020.10.11 04:49 BUDABICHO Estou ficando obcecado pela solidão

Tenho 30 anos e há 4 anos estou sistematicamente cultivando uma vida mais solitária. Comecei me afastando dos meus amigos, depois troquei namoro por sexo casual e lentamente me afastei dos meus pais, irmãos e parentes. Me mudei para um bairro onde não conheço ninguém, e tudo isso me faz muito bem. Estou me preparando para me mudar para outro estado nos próximos meses (se o mundo não acabar) , e só pretendo levar grana, uma mochila e meu gato. Meu passado foi bem diferente, mas a essa altura da minha vida sinto uma necessidade constante de estar só, abandonado e longe de outras pessoas. Pretendo fazer terapia por mais 3 meses para me preparar para mudar de estado, e espero não acumular nada, não ter conforto, não ter uma linda casa, nem uma namorada, nem amigos. Vivo com esse pensamento "fique completamente sozinho" há 4 anos, mas a cada dia que passa me torno mais radical, nos últimos dias tive um rompimento com minha avó e minha mãe, e apesar de agora eu só ter 1 única pessoa que considero 'família', nunca me senti tão livre, e me sentir livre é melhor que me sentir amado.
Só tenho medo de ficar doido, pois sei que a falta de contato social cause sérios problemas na cabeça. Isolamento? Lockdown? Covid? Deus me perdoe, mas espero que durem pra sempre. Antes da pandemia eu estava perdido, desesperado e me sentindo um fracassado. Faz meses que estamos presos e fazia anos que não me sentia tão bem. Espero que em breve eu consiga ir para o meio do nada ficar sozinho, não quero nenhum ser humano em 50km de distância. Isso pode parecer absurdo, mas não consigo ver outro futuro para mim que não seja uma vida cada vez mais só. Às vezes eu acho que vou morrer, e alguns problemas muitos sérios seriam resolvidos se eu tivesse ao menos um conhecido por perto. Tenho problemas muito sérios na minha rotina que seriam resolvidos se eu tivesse ao menos um conhecido por perto. Meu gato já ficou com fome porque eu não tinha 3 reais para completar uma passagem para ir buscar um saco de ração, coisas como essa me deixam puto, mas o que a solidão me trás de positivo é incomparável. Sabe aquele sentimento de excitação que a gente tem quando está passeando sozinho por uma cidade desconhecida? Uma espécie de 'safadeza', de malandragem, um sentimento de 'agora eu posso ser a pessoa bacana que eu sempre quis ser"? Tenho esse sentimento todos os dias, e ele vem da total falta de expectativas sobre mim. Ninguém espera nada de mim e por isso não preciso repetir todos os dias a mesma postura. Esse sentimento de frescor dura 4 anos e espero que dure para sempre.
Espero que minha reclusão não me mate antes de arrumar uma namorada. Para matar a minha 'fome' geralmente recorro ao sexo casual(gay), homens gays são muito práticos. Mas tenho um desejo enorme de ter uma relação mais profunda com uma mulher, pois quando tive essa oportunidade eu joguei fora, e agora há pouca ou nenhuma possibilidade de me aproximar de uma mulher. Ainda não conheci esse sentimento gostoso de ter uma mulher do meu lado (homens já tive vários), e com 30 anos sou um homem inexperiente com mulheres. Já tive a chance de amar um homem, e sou grato por isso.
Sinto que em breve vou alcançar a paz que busco, ela parece estar bem ali, virando a esquina. Se algum dia você estiver de férias no meio do mato e aparecer um doidão faminto correndo pelado e falando sozinho, provavelmente serei eu. Sou bonzinho e não machuco ninguém, por favor me cumprimente. Não sofram por estarem sós, sofram por estarem rodeados de pessoas.
submitted by BUDABICHO to desabafos [link] [comments]


2020.10.10 10:04 biel2907 Muitos problemas mentais

Boa madrugada, ou nem tão boa assim... Pra você que vai ler o que vou dizer, entenda que sua mente tem que ser muito aberta, principalmente a perdão, e o que você vê como ser humano ou não...
Enfim, indo do passado ao presente, meus pais nunca tiveram um relacionamento muito bom, desde que eu me entendo por gente, e estou falando disso porque é o que eu penso que pode ter provocado algo em mim do que vai vir a seguir... desde que eu me entendo por gente eles sempre brigaram, meu pai é muito mulherengo e minha mãe era bem menos "fogosa" que ele, e o casamento não deu muito certo, nunca vi meu pai bater nela, mas a pior briga que eu já vi foi ele ameaçando bater nela, mas isso nunca aconteceu, e eu não queria que eles terminassem de jeito nenhum até os meus 14/15 anos mais ou menos, pra mim era como se fosse o fim do mundo, depois eu entrei em uma escola técnica/ensino médio e vivia lá porque era muito tempo estudando e em uma cidade vizinha, conheci uma garota 2 anos mais velha que eu, foi a primeira pessoa que fiquei e assim que ficamos a primeira vez ela me pediu em namoro eu aceitei, não sei bem porque, mas foi indo, meu pai foi pra são paulo trabalhar porque tinha mais oportunidade (sou do rio de janeiro com minha mãe) e vinha as vezes 1 ou 2x por mês só visitar a gente, então o casamento foi só piorando... mas meu pai já tinha traido minha mãe antes e ela "perdoou" uma vez. Agora entra outro problema, eu não sei o porque, mas eu comecei a exercer um relacionamento tóxico/abusivo com essa garota que eu namorava, ela fazia tudo por mim me amava de verdade, e eu não conseguia confiar de jeito nenhum! E eu fui doente demais, fiz ela passar por coisas horriveis, a mãe dela controlava ela também, e eu também, e acabei brigando com a mãe dela (só discussão), enfim, mas a minha namorada foi a que mais sofreu, sério, são coisas terriveis, durou 4 anos nosso namoro, mas eu só ia piorando nas humilhações a ela,principalmente quando terminei a escola e fui pra faculdade em outra cidade, já fiz ela passar papel higienico no rosto, etc, inclusive já cheguei a agredir ela fisicamente (especificamente dei um tapa no rosto, não foi forte pra deixar marca nem nada disso, mas mesmo assim é TOTALMENTE errado, e eu nunca mais quero repetir algo do tipo), durante esse tempo meu pai engravidou outra mulher em SP minha mãe descobriu e eles finalmente terminaram (e eu agradeci por isso, não aguentava mais o relacionamento deles), uns meses depois a minha ex namorada finalmente se ligou com a ajuda das amigas dela e etc, e eu acabei terminando com ela por uma besteira minha e ela não voltou mais, e cortamos o contato dali, a partir daquele momento eu fui instantaneamente pro psiquiatra/psicólogo e comecei a frequentar bastante, eu passava mal durante meu relacionamento também por ansiedade de vomitar, ter caimbra no corpo todo, entortar ir pro hospital etc, isso já aconteceu varias vezes, eu acordava assim, em viagem de onibus sozinho, e era duro pras pessoas perto de mim ver aquilo, mas meus pais não gostavam de médicos de saúde mental, e só depois de tudo isso que eles resolveram que eu "deixar" eu ir. Eu ia bem na faculdade, porém nunca tive um sonho do meu curso em especifico, mas meu sonho era ter uma familia e só, nunca fui muuuito social, mas tinha uns amigos, até hoje tenho, depois que terminamos, eu não via motivo pra continuar na faculdade que pra mim era só pra dar um futuro pra minha familia que eu construiria, uma vez que fiquei sozinho perdi totalmente a vontade, tranquei voltei pra casa pra ficar com minha mãe, e ela também trabalha em algo bem simples e nunca teve vontade de melhorar na vida em questão de estuadr etc, e acho que acabei pegando esse jeito dela, mas é mais problema meu, n posso culpr os outros, hoje com 21 anos em plena quarentena com muito tempo livre eu não tenho emprego, não consigo lidar com os estudos EAD da faculdade (que tentei voltar) não tenho vontade, mas também não tenho vontade de fazer nada, eu queria um sonho, um motivo, algo profissional pra eu tentar aprender e melhorar, mas eu não consigo ter vontade de nada disso, chorei uma ou 2x e liguei pra uns amigos pra desabafar, mas sinto que já não tenho mais amigos pra isso... e também não adianta muito, porque eu quero uma solução, e acho que só tem como vir de mim, eu dei uma parada nos médicos mas já marquei psiquiatra/psicólogo novamente, tenho uma relação horrivel com meu pai desde então também, ele ja ameaçou brigar comigo e eu ameacei matar ele (falei da boca pra fora, bem eu acho) e tenho sonhos em que ele volta de SP pro RJ e sou obrigado a conviver com ele e é pertub ador, porque ele sempre foi uma pessoa mt grossa, e eu não sei mas tenho uma raiva guardada dentro de mim dele e não consigo lidar com isso, eu só queria esquecer q ele existe, mas sei que ele vai voltar aqui uma vez ou outra pra querer me ver, ver minha mãe, os pais dele q são meus vizinhos, etc. Enfim, a ansiedade eu consegui melhorar bastante com os remédios, os problemas de ser abusivo e tóxico eu falei tudo isso em diversas terapias, e acho que lido bem melhor hoje (só pondo a prática, eu namorei uma menina depois dessa mas foi por menos de 1 mes, foi bom pra nós apesar de ser curto kkkkk porque eu passei um tempo em SP assim que eu terminei o primeiro namoro, mas só piorou as coisas com meu pai lá e eu voltei e acabei terminando com a menina, na verdade foi bem consensual, ela gostou de mim mas também nem tanto pra namorar kk n tinha a magia, mas de verdade fui uma pessoa bem boa pra ela no tempo curto que tivemos e foi legal pra mim tentar me provar que melhorei mesmo que um pouco. Enfim é isso, não sei se pode ser curiosidade de vocês, mas eu me desculpei com minha ex 1 mes depois q terminamos, e ela tava bem melhor, acredito que possa ter buscado ajuda profissional depois de ter passado tantos problemas comigo, mas a ultima vez que vi algo dela, inicio desse ano (terminamos ano retrasado), ela aparentava estar bem, não nos falamos, eu até hoje me sinto culpado pelas merdas, mas isso n apaga o passado... enfim, eu to tentando reconstruir tudo, inclusive quero tentar esquecer isso com meu pai, mas primeiro preciso achar um futuro pra mim profissionalmente, e isso tá foda, porque preciso não depender mas da minha mãe, mas ajudar ela em casa que não é nada fácil nos dias de hoje...
submitted by biel2907 to desabafos [link] [comments]


2020.10.08 00:58 AnUnusualGirl Desabafo

Não sei muito bem como começar escrever, não sei nem ao menos dizer muito bem o que estou sentindo. Se olharem meu perfil no reddit podem ver que é composto por periodos de ausência de meses, anos. Vou contar um pouco da minha historia e agradeço quem puder ler.
Tudo começou com 14 anos, na verdade antes, mas com 14 anos me assumi como trans para meus pais. Ao contrario do que esperava, minha vida se tornou um inferno, entre varios terapeutas, depressão e ansiedade eu levei assim até os 17 anos, onde eu finalmente consegui um encaminhanento para um endocrinologista depois de meses de terapia. Novamente ao contrario do que esperava, essa notícia apesar de feliz para mim foi horrivel para minha mãe e isso gerou uma briga tão ruim e triste que cheguei em casa com a certeza de cometer suicídio. Sabe-se lá porquê eu não cometi, decidi que viveria minha vida como um cara "normal".
Com 18 entrei em Medicina, em uma faculdade particular, ganhei um carro, teoricamente a vida perfeita, e eu sempre me falava isso, tenho a vida perfeita, vou aproveitar e viver como um cara "normal". E eu tentei, tento até hoje. Hoje estou com 20 anos, no terceiro ano de curso e saindo de um namoro com uma mulher, relacionamento que estou vendo que foi uma forma de tentar provar para mim que poderia ser um cara "normal".
Nós terminamos ontem, e eu não me senti muito mal, na verdade a unica coisa que veio a minha cabeça foi essa questão de gênero, como se eu estivesse chegando a um limite sei lá, como se por mais que eu tentasse fugir disso, eu não conseguisse.
Acho que bateu uma real de que preciso lutar por mim, buscar me entender e me aceitar. Mas não sei nem o que fazer. Ter me assumido para eles foi muito doloroso e difícil e eles não aceitaram nada, eles gastam uma fortuna comigo, eu me sinto muito mal de decepciona-los, tenho medo, muita insegurança.
Sei lá, o que estou sentindo nesse momento é só uma vontade de ser quem eu sou. Ser a Marina e não o Matheus. Só queria que fosse fácil como desejar e imaginar isso.
Enfim, desculpem pelo texto longo e provavelmente sem sentido, estou em semana de provas, e com a cabeça a mil pensando nessas questões de gênero. Agradeço muito a quem leu, só de escrever o que está padsando por minha cabeça me sinto um pouco melhor
submitted by AnUnusualGirl to transbr [link] [comments]


2020.10.07 15:29 Erevahn Como ajudar minha namorada a perder peso sem ser escroto?

Edit: gostaria de agradecer todos os comentários de apoio e com dicas, fiquei feliz pra caramba com a recepção do pessoal. Eu conversei com a minha namorada, sem tocar no assunto do peso dela, sobre comprarmos umas comidas mais saudáveis pra cozinhar, já que vamos no super hoje. Apesar de tentar usar todo o tato, ela se tocou (é por essas que eu amo ela) e eu comentei que não quero forçar nada, só quero dar suporte pra ela no que for possível. Pedi pra ela catar umas receitas saudáveis pra gente cozinhar e ela pegou várias, e combinamos umas caminhadas aos fins de semana. Agora é manter o foco!
respira... Vamos lá. Background primeiro. Sou um cara de 32 anos, minha namorada tem 26. Estamos juntos tem 10 meses, e esse foi o período mais maravilhoso da minha vida. Eu nunca tive um relacionamento tão longo, pelo simples motivo de que nunca gostei tanto assim de alguém. Nunca conheci alguém tão inteligente, engraçada, amorosa, linda, talentosa, enfim, eu amo demais essa mulher. Estamos morando juntos durante largos períodos esse ano, e só não estamos morando definitivamente juntos por que ainda não dá mesmo, se dependesse só da gente já estaríamos. Só não pedi a mão dela em casamento ainda por não ter grana suficiente pra fazer um pedido como eu quero e ela merece, e por não querer parecer afobado demais pra família dela.
Porque disse tudo isso? Pra deixar claro que ela é o amor da minha vida, e eu ficaria com ela do jeito que fosse.
Ela tem alguns problemas de relacionamento com o pai dela, uma pessoa até boa, porém extremamente volátil e grosso, e ela sendo delicada como é acaba sendo muito afetada pelos comentários dele, sempre sobre o peso dela. Ela sempre foi magra mas alguns estresses que passou, antes de nos conhecermos, a fez desenvolver uma certa compulsão alimentar, e ela ganhou peso. Acontece que essa vida de pandemia, somada a vida de casal, fez com que ela ganhasse ainda mais peso.
Eu não sei bem como lidar com o tópico, não quero falar nada que vá magoar ela, mas sei que isso a deixa incomodada, pq ela já deixou verbalmente claro isso (literalmente falando que estava incomodada com seu peso e queria emagrecer). Ela comprou um jump e tentou fazer um tempo, já tomou umas pílulas para emagrecer também (meio que escondida de mim, descobri por causa que ela perguntou pra um amigo meu sobre elas e ele me contou), isso foi no início do namoro.
A questão é que ela acabou desistindo rápido da perda de peso, e sinto ela sem motivação pra tentar. Já falei pra ela voltar pra terapia, pq acho que o problema é mais psicológico do que físico, mas ela está meio resistente a isso.
Só quero ajudar ela a se sentir melhor e não sei como. :(
Fiquei alguns dias resistindo a postar isso, pq sei o quão fácil é ler meu post como "namorado escroto e gordofobico quer ajuda pra envergonhar namorada até que ela perca peso", e não é nada disso. Eu amo ela independentemente de como ela for, só quero ajudar ela, de uma forma que seja firme o suficiente pra ela saber que realmente pode contar comigo nessa empreitada, mas leve o suficiente pra ela saber que não amo ela menos pelo peso dela. :
submitted by Erevahn to desabafos [link] [comments]


2020.10.06 20:36 BolinhaSemCristal Eu gostaria de saber como é namorar um homem...

Eu tenho 18 anos, sou Bi e já namorei garotas, mas nunca tive um namoro sério com um homem (pra falar a verdade uma vez "rolou" mas foi algo q ficou mais no virtual q no fisico mesmo).
Todos os homens que já fiquei só queriam sexo mesmo, não q eu ache isso ruim, mas a real é que eu tenho curiosidade em saber como seria um romance gay de verdade. Não consigo me iludir com ideias passadas por filmes ou livros do genero, são muito superficiais.
O meu ultimo namoro foi com uma mulher e foi intenso no sentido de nenhuma fantasia que ja li conseguir idealizar o que ocorreu, ai sinto essa curiosidade de como seria com pessoas do mesmo gênero. Mas o foda é que com a pandemia isso vai ficar só pro futuro mesmo, não tenho saco para APP's, é superficial pra caralho! Espero q esse virus suma logo
submitted by BolinhaSemCristal to desabafos [link] [comments]


2020.10.06 15:15 J0kerZzz Mulher que não gosta de penetração

Namoro faz um tempo, eu e minha mina nunca fizemos muita penetração, éramos virgens e nas primeiras vezes ela reclamava muito de dor. A maioria das nossas relações sempre foi masturbação ou oral até gozar. Ela particularmente prefere que eu estimule o clitóris dela enquanto chupo, mas sem dedo dentro nem nada, só no clitóris (ela goza muito assim), Isso me incomodava por que não parecia estar certo pra mim, preliminares são uma delícia mas eu não queria ficar só naquilo. De um ano pra cá toda vez que conseguimos ficar sozinhos ou ir em motel nós fazemos penetração e ela não reclama mais de dor, o problema é que ela diz que não sente nenhum pouco de prazer nisso, só quando eu estímulo o clitóris mesmo. Isso é bem chato pra mim por que é horrível a sensação de só eu estar curtindo o momento e ela não dar nem um sorriso, nem nada... Ela se envolve MUITO quando eu masturbo, chupo, brinco com os seios, mas é só começar a penetração que ela “morre”.
Tendo isso em mente, gostaria de perguntar especialmente pras mulheres se isso é normal e cada um tem seus gostos ou se isso tá errado e seria melhor procurar ajuda...
Aceito ajuda de homens que já passaram pelo mesmo, só não vem de “ain você não sabe comer direito” “ain você deve ter pau pequeno”, comentários desse tipo serão ignorados, guarda sua opinião pra você brother.
submitted by J0kerZzz to sexualidade [link] [comments]


2020.10.06 12:20 internalerrorfixed Me relataram ser vítima de um estupro e não sei o que fazer

Trabalho em uma farmaçia e parte do meu trabalho consiste em atender fornecedores pelo telefone. Há 27 dias eu atendi uma ligação, sempre bem educado, e a vendedora depois falar o "script" dela, perguntou minha data de nascimento e acabou pedindo meu contato pessoal. Resolvi passar porque não tinha motivos para não fazer. Talvez era alguém querendo algum tipo de ajuda, dúvida, e que ali na hora não queria perguntar ou estava com vergonha. Mas achei muito estranho perguntarem a data de nascimento, nenhum vendedor nunca fez isso.
Quando cheguei em casa lá estava um áudio com uma voz muito mais linda do que eu lembrava no telefone, comecei a conversar só pra saber o que a pessoa queria. Não tinha foto no perfil, sou feio e tenho vergonha de mim mesmo, mas ela queria saber como eu era. Sempre desconfiado, porque não me perguntava nada, não falava do trabalho, só parecia querer conversar mesmo. E eu conversava, escutava, enviei uma foto. Ela sempre mandava foto, vídeo indo caminhar, dirigindo, voltando da igreja, tudo numa boa. Uma pessoa linda, até demais, pra estar interessada em mim.
Continuo desconfiado, vou atrás de redes sociais, vejo que está participando até de concurso de beleza, crio expectativas mesmo sabendo que não tenho nada a oferecer. Lá vi que faltava poucos dias para o aniversário dela, no dia do aniversário dela espero dar meia noite, mando um vídeo todo envergonhado parabenizando ela, tenho problemas de autoestima então fica tudo bem cringe.
Ai ela começa dizer que queria me conhecer pessoalmente, me liga perguntando se pode vim na minha cidade (moramos há 160km de distância mais ou menos), mas estava tudo acontecendo muito rápido, peço pra ter calma, pra irmos nos conhecendo melhor, até porque até esse ponto as conversar eram bem casuais, eu pouco sabia sobre ela.
Ela saiu com a mãe dela pra comemorar, me manda foto e vídeo com a mãe dela, mas depois relata que achou que seriam só elas duas, mas que a mãe chegou com um rapaz e que ela não gostou dele, diz que "ele tá me testando", pergunto que tipo de teste e ela não responde.
Depois ela comenta que estava muito triste e só queria que eu estivesse lá pra poder dar um abraço nela no dia do aniversário, que tinha sido horrível sair com a mãe, que segurou choro a noite toda, que ela só queria me conhecer no dia do aniversário dela mas que parecia que eu não tinha gostado da ideia. Ai eu abaixo a guarda e crio expectativas, passo a conversar de uma forma mais carinhosa.
Pergunto sobre relacionamento e ela diz que terminou há pouco tempo, mas já estava há um tempo querendo terminar, e não dá mais detalhes. Volto a fuçar as redes e descubro que o intervalo entre o fim de um namoro de 2 anos e começar a conversar comigo é menos de 2 semanas. Volto a ficar triste e desconfiado por ser o consolo de alguém que só quer um relacionamento rebote, e que provavelmente depois de ajudar e reerguer essa pessoa, ela vai só virar as costas e voltar pro ex, que é bem mais bonito do que eu. Mas como ela sempre elogiava meu bom humor, minhas boas sacadas, acabo acreditando nessa de que talvez caráter e conteúdo se sobressaia.
Nesse ponto já estávamos conversando há umas 2 semanas, tentando encaixar uma data no final de semana pra nos conhecermos. Marcamos então para 3 de outubro, eu iria na cidade dela, 160km numa CG 150 pra conhecer alguém da internet numa cidade que nunca fui. Conversamos todos os dias por ligação, ligação de vídeo, falando sobre vida, trabalho.
Faltando 5 dias pra data que combinamos, numa ligação, ela me diz que alguém do trabalho dela arrumou alguém pra ela sair e ela aceitou, mesmo sem nunca ter conhecido a pessoa, disse que sentiu nojo, mas saiu. Beleza, racionalmente falando ela está solteira e faz o que quiser da vida, mas sinto uma falta de respeito do caralho fazer isso.
Ai eu comento sobre ela no trabalho, de forma bem rasa, e começam as histórias de pessoas que sumiram, foram roubadas, abusadas nessas de conhecer alguém pela internet. Decido investigar mais. Facebook, instagram, tiktok, facebook de todos os familiares, irmão, tio, primo, prima, mãe. Vejo que já foi casada (encontro um processo de divórcio) e que o requerente em questão foi o ex-marido. Nessa, já vejo que nos últimos 4 anos ela se casou, ficou 2 anos casada, separou, já engatou um namoro de mais 2 anos e menos de 1 mês depois já está me chamando de amor. Isso aos 24 anos de idade.
Desanimo total, decido parar de conversar e puxar assunto, levo muito a sério relacionamento e ela parece só querer aventuras. Sexta, sábado e domingo se passam. Sábado é o dia que eu iria lá. Ela nem questionou se eu iria ou não, parece não fazer muito caso, fico feliz, era o que eu queria, só me afastar e esquecer ela.
Ontem no horário do almoço dela, me manda uma foto com a cara inchada e de choro. Escrevo um texto dizendo pedindo desculpas, falando que tinha investigado a vida dela e dos familiares por medo de ir lá e acontecer alguma coisa, mas que não daria certo, que tenho coisas pra resolver antes na minha vida, mas que gostava dela, desejo sucesso e felicidades, algo pra terminar na amizade mesmo, num clima bom.
Ela responde que gosta da minha sinceridade, mas que nunca tinha pedido pra eu ir lá, e que o motivo do choro dela era algo muito pior que tinha acontecido domingo, que não conseguiu dormir, acordava chorando e gritando e pensou em me ligar, mas que bom que não tinha feito isso porque eu não me importava com ela. Que se eu fosse bom em investigar, que encontrasse quem seguiu, violentou sexualmente e bateu nela.
Ai eu desmontei, dor na barriga, tremedeira, ânsia de vomito, não sabia o que falar, aliás estou sentindo isso agora só de escrever e lembrar. Olhava pra tela do celular e não sabia o que digitar, só pensava nela sozinha em casa podendo fazer alguma besteira.
Eu jamais imaginaria que algo assim tivesse acontecido, mas ai já era tarde, ela só sabia falar que eu não me importava com ela, que era melhor assim mesmo, me afastando, e eu querendo demonstrar que mesmo não querendo um relacionamento, me preocupava sim com a vida de outra pessoa. Começou a falar que está cansada de ser julgada, que antes estava em um relacionamento abusivo, que hora eu era muito legal, mas hora eu julgava ela demais, que não era pra ter pena se nem intenção de conhecer ela eu tinha e que só queria uma amizade sincera.
Pergunto se ela está bem, se está com alguémm, responde que está em casa com medo, sozinha, com medo de ir trabalhar. Pergunto se ela conversou com alguém sobre isso e diz que não, falo pra deixar eu pelo menos escutar ela, que poderia falar o que fosse e eu ia dar suporte para o que precisasse, só que ai ela volta a discutir sobre eu parar de falar com ela, que não tinha motivo pra confiar em mim e que eu não gostava dela.
Confesso que usei de chantagem, que se não falasse comigo eu entraria em contato com a mãe e/ou irmão pra contar aquilo que ela estava me falando pra poderem ajudar ela, que se eu não conseguisse ajudar, iria encontrar alguém que consegue. Meu maior medo nesse momento era dela fazer alguma besteira, suicídio ou me bloquear e sofrer sozinha. Já estava procurando sobre o que fazer numa situação dessas na internet, o que falar, o que fazer, mas é tudo resumido em não culpar a vítima (óbvio, nunca faria isso) e escutar, mas como escutar alguém que não tem mais vontade/confiança de falar com você?
É isso, não sei como/o que/quando/quem falar, se acredito nisso ou não. Só quero o bem dela, mas não sei o que é o certo a se fazer. Jamais me perdoaria de "abandonar" alguém numa situação assim, mas sei que eu não sou a pessoa certa pra ajudar, que a família seria a melhor opção. Preciso de ajuda.

Update: ela disse que conversou com alguém do trabalho e essa pessoa marcou médico pra ela. Elogiei, disse que era bom que ela conseguiu conversar com alguém, e que seria ótimo também ir na delegacia da mulher pra relatar o crime. Enviei o link do CVV - Centro de Valorização da Vida, disse que lá ela teria pessoas mais instruídas pra conversar, de forma totalmente anônima e que iriam ajudar ela se precisasse. Terminei com um "boa noite". Ela respondeu com um "Obrigada" e "Boa noite". Considero minha parte feita, não vou mais mandar mensagem. Sendo verdade a história do estupro, ela agora vai receber ajuda de quem pode ajudar mais do que eu. Sendo mentira, conseguiu estragar um dia da minha vida me sentindo mal e quase vomitando de ansiedade, mas vou sobreviver e ter história pra contar, e até evitar futuros problemas semelhantes.
submitted by internalerrorfixed to desabafos [link] [comments]


2020.10.05 03:58 Agreeable-Shoe6951 Como ser uma boa esposa?

Eu sei que soa antiquado, porém isso me preocupa porque eu sempre fui criada com essa ideia de ser uma mulher forte e independente e não tenho boas referências da vida de um casal. Eu tenho essa parte da mulher moderna coberta já, mas isso não parece suficiente pra minha vida... eu sinto muita vontade de me dedicar a algo e alguém além de mim mesma, de construir uma casa harmoniosa e uma família.
Meu namorado me pediu em casamento, e eu sinto que vou finalmente realizar essa parte de mim... mas ao mesmo tempo eu me sinto muito despreparada, e eu não tenho com quem conversar sobre o assunto e a maioria dos conselhos genéricos que eu acho ou são a partir de um viés religioso ou mais críticos para essa vida tradicional. Eu queria um meio termo, e queria ouvir pessoas diversas.
Em geral, meu namoro é muito tranquilo, mas a gente tem alguns desentendimentos e eu sou muito ruim para me comunicar quando estou magoada. Isso é uma coisa que eu sei que eu preciso melhorar porque provavelmente isso tende a piorar morando junto com alguém. Mas eu penso em coisas sobre como lidar com a casa, a rotina, a individualidade de cada um.
Às vezes eu também sofro um pouco com síndrome da impostora porque eu acho meu namorado uma pessoa mil vezes melhor que eu, e eu fico preocupada com o que eu posso oferecer nessa equação.
Para quem é casado, quais são os pontos fortes e fracos do seu parceiro?
Para quem não é, como é seu parceiro ideal? Como seria a rotina e estrutura familiar perfeita de vocês?
submitted by Agreeable-Shoe6951 to desabafos [link] [comments]


2020.09.30 15:42 katamarimambo Lugares para ser GAY GAY GAYZÃO em São Paulo, (Trabalho, vida social, não para sexo)???

Vou voltar pra SP ano que vem (espero) e eu sou Gay, GAY, GAY, eu falo com voz fina e sento com a perna cruzada e tudo mais. Eu sou o gay pacote Full HD Plus HBO Telecine. Eu quero beijar homens mas conforme for pode ser mulher tambem kkk. Eu quero falar de música pop e etc. Gosto de esportes e outras coisas supostamente de hetero e não faço distinção de amizade com heteros também desde que a personalidade deles não gire em torno de ser heterossexual (futebol-videogame-grosseria com mulheres etc.)
Quais são lugares legais pra ser obviamente GAY na cidade hoje (ou até março né kkk)? Boas empresas pra trabalhar, academias com gente respeitosa etc. Eu não sou e nem quero ser "um cara normal mas que dorme com homens". Sei da Frei Caneca mas minha impressão é que a coisa é mais sobre namoro/sexo gay em si e não estou pensando em sexo nesse post.
submitted by katamarimambo to saopaulo [link] [comments]


2020.09.28 08:35 DiabelAtreyu Não me identifico?!

Nunca conheci ninguém como eu. Não me encaixo em lugar nenhum, quero dizer, em homem nem mulher.
É bizarro. As pessoas olham pra mim e ficam na dúvida eterna, não sabem se me chamam de ele ou ela, sempre foi assim. Não sei se parei no tempo ou se é meu jeito que inspira isso. Talvez menos, porque agora estou enorme de gordo.
Desde pivete, as crianças me chamavam de sapatao (???), bichinha (???), esquisito e por aí vai. Nunca tive interesse em ninguém.
Namorei um cara por 8 meses, foi um inferno. Ele queria forçar o coito de todo jeito, fazia chantagem emocional, essas coisas. Era tão bichinha quanto eu, mas mesmo assim eu conseguia subjugar ele, no braço. Passei 7 meses tentando terminar, mas me livrei do embuste. Eu não gostava dele, era pressão psicológica da família. Ele era meu amigo, mas estragou isso.
Namorei uma mulher que, até me conhecer, era super bem resolvida. Lésbica. Causei o inferno na cabeça dela, porque a coitada não aceitava que poderia gostar de mim ou manter uma relação que não fosse com mulheres, ainda mais com alguém mais novo. Fizemos 1 ano de namoro, me vejo casando com ela no futuro próximo mas, ainda assim, trânsito entre os gêneros.
Se eu visto roupa de homem, fico parecendo uma menina com as roupas do pai. Se visto roupa de mulher fico, nas palavras da minha morena, um menino travesti desengonçado.
Isso aliado ao fato que não sinto atração sexual, minhas partes baixas são praticamente mortas. Não, não é problema de saúde. É como se tivesse um banquete, mas eu não tenho fome (e como do mesmo jeito, até passar mal, porque amo demais essa mulher pqp).
É isso. Só queria falar em algum lugar que pudesse achar alguém como eu. Obrigado.
submitted by DiabelAtreyu to arco_iris [link] [comments]


2020.09.28 04:41 peemattioli Saí no braço com o pai da minha namorada na ceia de natal

Desabafo
Namoro com ela já fazem 8 meses, nesse tempo fui na casa dela umas 10 vezes no máximo, passando sempre menos de meia hora. O motivo = o pai cuzão.
Mais quando eu falo cuzão, é cuzão mesmo, o cara sempre me esnobou, das vezes que nos cruzamos o maluco fez questão de me fazer eu me sentir um merda, me humilhar e tripudiar.
Além do fato de eu namorar a filha dele, o outro motivo pelo qual ele me odeia é aquela clássica diferença de classe.
Não sou pobrão, mas meu trabalho não é la essas coisas e eles são de família rica, gerações e gerações de engenheiros e tal, rios de grana. Daí beleza o maluco achar que eu to ali por causa do dinheiro já é um motivo escroto, tendo em vista que a filha é linda, e se não fosse rica eu olharia do mesmo jeito, mas já fazem oito meses, custa o maluco levantar bandeira branca e ficar em paz?
Então, minha família foi viajar pra casa de uns parentes... eu trabalho, não pude ir. Quando você namora, e sua namorada não curte seus amigos, inevitavelmente você se afasta dos caras. É o famoso "ou eles ou eu".
Sem família,distante dos amigos, não tinha outra alternativa a não ser ficar com ela no natal.
Eu odiei a ideia, lógico, mas ela insistiu, disse que não tinha problema e que tudo ia acabar bem, Ô.
A TRETA - Vamos pular pra ceia,
Já podem imaginar que o sogrão gente boa além de não olhar na minha cara, fez questão de mandar indiretas, a fim de humilhar este fodido que vos fala, com uma série de acontecimentos.
Primeiro acontecimento: A empregada servindo todo mundo,chegou na minha vez ele interrompeu a mulher, falou pra ela deixar os negócios em cima da mesa lá que eu sabia me servir sozinho, que tava acostumado com self-service.
Imagina aí já minha cara de lixo.
Minha namorada fez um olhar de tristeza e me serviu, eu pensei em outras coisas, tentei relevar.
Segundo acontecimento: Meu telefone tocou, minha mãe querendo dar feliz natal, fui atender na inocência, ele deu UM SOCO na mesa, - VOCÊ NÃO SABIA QUE ISSO É FALTA DE EDUCAÇÃO NÃO? "MALANDRO".
Essa minha mãe ouviu, levantei da mesa e fui falar com ela. A essa altura vocês já imaginam o quão puto eu tava, foda-se a ceia, foda-se tudo, nem fome eu tinha mais.
Minha namorada deu uma disfarçada, perguntou quem era, falei baixinho que era minha mãe.
Daí o filho da puta TINHA que fazer piadinha com a minha mãe né caras,
Quando ele ouviu fez o comentário,d essa vez direto pra mim:
Não dava mais, eu ia me sentir um BOSTA pro resto da vida se eu não quebrasse os dentes dele ali mesmo.
Tá bom que ia acabar o namoro, que ia acabar com o natal da família, mas ofender assim alguém que nem tá ali pra se defender, ser motivo de gracinha praquele lixo de pessoa.
Toquei o foda-se, não lembro exatamente as palavras porque tava muito nervoso, mais foi mais ou menos isso:
-ESCUTA AQUI Ô SEU MONTE DE BOSTA, VOCÊ QUERER TIRAR COM A MINHA CARA JÁ DURANTE 8 MESES É UM BOM MOTIVO PRA EU TE QUEBRAR, AGORA OFENDER A MINHA MÃE SEM MAIS NEM MENOS. Então ele gritou: -FALA BAIXO, SEU FAVELADO e jogou o copo em mim, acertou meu braço.
Imagina o caos que tava essa mesa, namorada tentando me segurar, a esposa puxando ele e a irmã dela autista chorando.
Eu naquele ódio já tava disposto a matar ele ali mesmo. Ele veio, dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar, eu firme encarando ele, enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de fundo.
Vi o que parecia ser uma aeronave não tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma espécie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão. Era o início da era das máquinas.
submitted by peemattioli to copypastabr [link] [comments]


2020.09.26 13:05 redof089 Será que me podem ajudar

Vou contar a minha história dúvida, eu conheci uma menina, aconteceu o normal, ela é evangélica. Aconteceram uns problemas, ambos tivemos culpa das coisas. Tudo bem, eu trabalho 12 semanas fora e vou 3 de férias. Aconteceu o COVID, ela é mto trabalhadora e perdeu os 2 empregos, mesmo só sendo minha amiga eu ajudei mto ela. Mesmo depois de tudo ter terminado ficamos mto amigos conversamos todos os dias durante horas, ela começou a namorar, me contou (coisas que acontecem, dói mas tudo bem). Mas ainda assim continuamos a falar a ir almoçar jantar em amigos e com amigas delas que me foi apresentando, dou-me bem com todas as amigas dela, com a mãe tb.
Mas o namorado dela não deixa/proibiu ela falar comigo (ela disse que ia fazer isso, mas como somos mto especiais um para o outro falamos na mesma), basicamente é isso, falávamos normalmente nos dias que ele não estava pq tb n é da terra dela, mas sempre tive respeito pela relação n fiz nada ou disse alguma coisa, errada ou disse mal dele, tb n o conheço pessoalmente.
Ela agora foi de viagem, e um cara que é como um irmão para mim, perguntou quem era rapariga que eu estava a sair para minha irmã (não contei ao meu amigo que já n estava a sair com ela, mas nunca lhe disse o nome… aliás nunca fui mto de falar de contar, pq na religião dela existem alguma regras.. só minha irmã e 2 amigos meus sabiam, ela pediu por causa do pai que é pastor). Como nunca tinha falado assim de nenhuma mulher com ele, ele ficou curioso e foi perguntar a uma conhecida dele (que por curiosidade é a melhor amiga da tal mulher que eu conheci e é minha amiga tb), mas mulheres e homens igual partilham… mandou para ela, ela ficou um pouco chateada mas passou. Mas depois foi ver o instagram do meu amigo aí percebeu que ele conhece o namorado dela (nem eu sabia), e aí me mandou um áudio a dizer para n lhe mandar mais msg’s pq s o namorado descobrir vai ficar mto chateado, deve ser pq n fez o que ele mandou. Que me vai pagar o que me deve (n m importo com dinheiro), mas sei que ela n tem mto dinheiro e mal trabalha ag, aí n vou ser capaz de andar a cobrar...mas isso n me importar.. só n quero perder a amizade dela..
Eu já expliquei que não disse nada ao meu amigo, que mesmo gostando dela o que mais quero é que ela seja feliz e n faria nada para estragar o namoro dela. Pq n ganho nada com isso, pq só vou perder a amizade dela e a deixar triste. Eu fiz mto por esta pessoa, mais que marido faz por mulher e mulher faz pelo marido. Ela fez um cirurgia no dia anterior a me dizer q não quer que lhe envie mais msg’s. Magoa mto durante 9 meses falávamos todos os dias, gostava mto de saber se ela está a recuperar bem…. Mas n sei se devo mandar msg pq ela disse até que me poderia bloquear… e eu sofro de ansiedade, já sofri de depressão (quem passou por isto sabe q nunca realmente passa). Ainda no meio disto tudo “cortei” relações com os meus pais. Então as coisas não estão nada fáceis, só me passam pensamentos negativos na cabeça. Não sei o que fazer.
Estou muito triste, nervoso, ansioso com ataques de pánico…e n queria deixar de falar com a minha amiga nem com a minha família. Alguém já passou por algo assim?

Editi 2: Tentei resolver tudo com toda gente, com minha família só piorou, mas agora tenho a mãe da minha amiga a me pedir ajuda para procurar um apartamento para a filha (ela n sabe que a filha me disse de não querer que eu envie mais msgs para ela), eu não consigo não ajudar, mas penso que vou ajudar e dps vou dar o fora...
submitted by redof089 to desabafos [link] [comments]


2020.09.26 07:58 SpaceshipFive Mds ser bissexual é mto confuso aaaaaaaa

Eu finalmente entendi que sinto atração por ambos os sexos. Compreendi certos comportamentos que tinha durante a adolescência e infância quando me deparava com nudez feminina, demonstração de afeto entre garotas, etc. Claro que devido à forte repressão, nunca cheguei a desenvolver sentimentos ou romance com alguém do mesmo sexo. A paquera era limitada aos meninos e consequentemente os relacionamentos.
Atualmente estou num namoro de dois anos com um rapaz que amo muito, ele me aceitou e me acolheu quando comentei sobre a minha atração por mulheres e tem me apoiado muito. Mas ainda é péssima a sensação de saber que você limitou tanto suas vontades a ponto de não ter tido nenhuma experiência "profunda". Beijei uma menina uma vez, sem compromisso, só vontade.
Muita pouca gente sabe disso. Por enquanto, só falei pro meu namorado, uma amiga (que é bissexual e entende muito de todo o conflito interno que sinto) e minha psicóloga. Mas gostaria de um dia poder me manifestar, sabe? Dias atrás foi dia do orgulho bi e eu não pude fazer nada. Eu sinto que nunca vou conseguir dizer "sou bissexual" e se um dia isso acontecer, ninguém vai acreditar em mim e não vou ser levada à sério.
Eu não vou terminar meu relacionamento saudável só pra me envolver com garotas e provar minha bissexualidade. Não quero de jeito nenhum isso. Mas é tão estranho saber que eu sinto tesão e por alguém do mesmo sexo sem nunca ter tido nada muito profundo.
Mais estranha ainda é essa sensação de que provavelmente nunca vou ter essa experiência de me envolver com uma garota e finalmente dar vazão a essa vontade.
Faz sentido?
submitted by SpaceshipFive to arco_iris [link] [comments]


2020.09.26 03:46 amyciax Me sinto sufocada...

Bom, estou escrevendo pois preciso desabafar e não tenho ninguém e nem confio em alguém. Já faz 1 ano que me sinto inútil, puta, boba etc.. Meu problema é o amor, só me machuca. Tudo começou há exatamente 1 ano e 9 meses, me apaixonei pelo motorista de ônibus que passava perto de onde eu estudava, ele sempre me encarava me retrovisor...Um dia teve um evento na escola em que eu estudava e eu fui falar com ele para perguntar horário e daí começamos a conversar e ficar cada vez mais próximos, o tempo foi passando e eu queria algo a mais, porém nunca comentei nada, uns 6 meses depois eu descobri que ela tinha esposa, quando eu descobri foi um "choque" tão grande e eu chorei muito, mas muito mesmo...Depois disso nunca mais fui a mesma, eu fui me encontrar com ele depois de 1 semana, perguntei a ele sobre sua esposa e ele tentou se explicar de todas ás formas, disse várias coisas fofas, conseguiu me manipular, e eu desculpei ele... Ele me pediu em namoro e eu aceitei, ele era muito ciumento comigo, eu não podia falar de outros meninos, elogiar, conversar com outros meninos que ele já mandava eu me respeitar falava que isso era coisa de puta, várias coisas do gênero e cada vez eu me sentia mal, sufocada por não poder contar dele pros meus amigos/família e magoada por ele querer me controlar e me esconder de quase todos, mas eu não conseguia me afastar dele, sempre que tentava dava errado e eu voltava para ele. Quando foi um tempo depois ele trocou de linha e eu não encontrei mais ele, conversávamos apenas por mensagem, um dia a mulher dele me ligou várias vezes de madrugada e várias mensagens me xingando de tudo que é nome, eu me senti muito pior do que eu já estava, ela me contou que ele disse que eu era só uma rapariga dele, depois ele tentou se explicar para mim e reclamou que eu mandei os print da minha conversa com ele para ela, acreditei nele mais uma vez e lá vou eu de novo, mas para o alivio de algumas pessoas e meu também, eu não fiquei com ele consegui ver a burrice que eu estava fazendo. Com o tempo fui me recuperando, passou 2 meses e eu ainda amava ele, tentei outros caras, mas não rolava. Eu comecei a esquecer ele depois de ter conhecido um menino da barbearia aqui perto onde moro, faz um tempinho que eu conheço ele, mas só tínhamos conversado quando fui cortar o cabelo lá. Começamos a ficar próximos e aí nós ficamos, mas foi muito rápido, ele queria me encontrar na casa dele, mas enrolei ele e nem fui... Quando foi na outra semana, eu desconfiei que ele tinha namorada pq ele se preocupava dms com as pessoas que iria me ver, então eu ignorei esse fato e fui lá para barbearia perguntar se ele tinha namorada, mas quando cheguei lá, perdi a coragem de perguntar, então ficamos dnv no banheiro, ele queria algo a mais, mas não facilitei para ele, depois quando já estava perto das 19hrs, fui embora cheguei em casa e fui pesquisar o instagram dele, e tinha lá na bio dele o @ dela e essa menina eu vi ela pessoalmente uma vez quando fui lá, na hora que vi eu fiquei chocada não acreditei que estava acontecendo tudo dnv, eu entrei em desespero e chorei muitoo, eu acho que eu gosto dele, mas vou tentar de tudo para não cair no papinho dele.. Eu estou tão magoada, pq sempre são pessoas que já estão em relacionamentos? Pq todos os homens só tem segundas intenções comigo? Eu não aguento mais... Pode parecer drama, mas isso me machuca muito e me faz muito mal, eu sou bastante ansiosa e emotiva, acho que isso pode me levar para uma depressão...
submitted by amyciax to desabafos [link] [comments]


2020.09.25 05:50 DramaRevolucionario Mudança

Só quero colocar pra fora... Tenho 18 anos, namoro há 2 anos com uma pessoa que eu não gosto de estar perto, e ela também não gosta de mim. O que me mantém nesse relacionamento é a pressão, e por eu me dar muito bem com meus sogros. Ela quer casar logo, ter filho e blablabla... Eu não quero nada disso. Eu não consigo terminar com ela, passei por uma cirurgia punk e ela que ficou ao meu lado fazendo curativo todos os dias... Ela ia chorar, fazer escândalo, seria o fim do mundo... Eu ia sentir tanta culpa que ia acabar voltando... O problema é que conheci uma mulher de 30 anos. Fomos feitos um para o outro. Temos as mesmas ideias, viramos noites inteiras conversando sobre qualquer coisa, ela é tudo o que eu sempre quis, é como me ver em um espelho, ela apoia meus sonhos... Me faz muito mais feliz do que a namorada. Como a vida é louca. Não sei se termino um namoro cômodo para ser feliz com uma mulher mais velha, ou me conformo e sigo essa vida medíocre até o fim... Ufa! Desabafei.
submitted by DramaRevolucionario to desabafos [link] [comments]


2020.09.24 16:34 roody_mirys Tenho HPV.

Peguei HPV no meu único namoro. No início nasceu uma bolinha, como um pelo encravado, na base do meu pau, continuei me depilando com gilete e aumentaram as bolinhas, até eu perceber que aquilo não estava certo.
Nunca tive uma vida sexual bem desenvolvida, fui começar a transar só depois dos 19 e iniciando as relações com prostitutas, fiquei com poucas garotas "civis", acredito que umas 7 que não eram profissionais do sexo. E muitas, muitas prostitutas, mesmo. A maioria das relações foram com proteção, mas confesso que fiquei com umas três prostitutas sem camisinha, nunca contraí nenhuma DST dessas relações, apenas com a minha primeira namorada, com quem me acostumei a foder no pelo. Agora acho complicado de usar camisinha, não sei se consigo voltar a usar, pois sempre demoro pra gozar.
O principal problema da minha vida sexual deve ser resultado de um estupro ainda na infância, a minha família também é muito religiosa, então tinha aquele papo de não ficar com qualquer pessoa e buscar uma relação séria, além dos problemas de grana. Não dá pra namorar sem ter dinheiro, né? E éramos uns fodidos, na parte de grana, na infância e adolescência.
Em uma conversa com essa minha ex, logo que começamos a namorar, conversamos sobre DST e sobre nossas vidas sexuais anteriores, contei tudo pra ela, e ela me falou do HPV, disse que foi curada. Na verdade o HPV pode ser tratado, removendo as lesões, mas provavelmente deve ter continuado na pele dela, sem ser detectado, a garota deve ter desenvolvido resistência aos poucos, não criando novas lesões. Eu me fodi, mais uma vez, lembro que logo no começo eu pensei em tomar a vacina, mas depois esqueci do caso. O HPV também pode surgir entre 2 meses até 20 anos, então pode ser que nem tenha contraído dela, mas isso já não importa.
Faz pouco mais de 9 meses que estou tentando tratar isso, segundo a internet, a maioria dos casos são resolvido em média até 24 meses. Isso é uma merda, eu tenho que queimar o meu pau com um produto químico, para reduzir as verrugas e pros meus anticorpos terem chance de combater o vírus. O medicamento que melhor funcionou, por hora, foi a podofilotoxina. Ainda quero testar o imiquimod. A maioria dos médicos me parece despreparada, só querem queimar esses troços com ácido tricloroacético, mesmo eu explicando que esse produto mais me causou cicatrizes e ainda espalhou mais o vírus do que trouxe bons resultados. Eles nem se quer apresentaram o imiquimod ou a podofilotoxina como opções de tratamento, só achei isso pesquisando na internet. Só espero que esse trambolho não vire um câncer.
Em quanto isso, me reservo na solidão, parei de transar assim que comecei o tratamento, não confio em camisinhas porque elas não cobrem toda a área da lesão, pois é na base do pau, não quero correr o risco de encontrar uma pessoa legal, de quem eu goste e acabar passando isso pra ela. O foda é ter que arrumar desculpas pra não transar, sou mais ou menos bonito e chamo a atenção das mulheres, há bastante assédio por parte delas, também estou bem empregado, então não há mais impedimentos na parte financeira e a minha confiança melhorou muito, superando vários aspectos do trauma do estupro. As coisas se acertaram, mas agora me aparece isso. Devo ter feito muita coisa errada na sexualidade da vida passada, esse troço só pode ser carma.
Moro em uma cidade pequena, menos de 5 mil habitantes, me mudei faz um ano, acho que estou ficando com fama de ser gay, por ter que dispensar as mulheres.
submitted by roody_mirys to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 23:58 bs-circojeca Segundo cientistas da NASA, hoje é páscoa ! mas eu não sei como que se um hacker invadir o celular no bolso de trás

Antes de ir para o trabalho de carona com a minha namorada de internet me vez atingir tal iluminação." Contraindo o vírus num momento em que terminei meu namoro no fim de semana né. Muito se fala da gloriosa mulher de pau, aqui na minha cidade . Sim, meus amigos!
submitted by bs-circojeca to BrasilSimulator [link] [comments]


2020.09.22 18:37 is-a-porn-throwaway Preciso desabafar sobre meus desejos

Pelo menos debaixo da sombra do anonimato posso ser sincero. Sempre tive atração pelos dois sexos. Mais por mulheres do que por homens, e isso sempre me incomodou, e sempre era um ponto de insegurança. Fora que, na minha adolescência, experimentando, descobri que inserir objetos roliços no ânus dava prazer, mas sempre depois dos atos me sentia super culpado, porque pra mim era ou hétero, ou homossexual, sem meio termo. Depois da adolescência, queria parar de inserir objetos roliços, mas sempre tive recaídas. Eu achava que sentia vontade de colocar no cú porque nunca tinha feito sexo... Como sou introvertido, foi um puta trabalho pra perder a virgindade, mas corri atrás disso e perdi, arranjei namorada, e confirmei que gosto sim de buceta. Mas sempre tinha algumas recaídas... tipo 6 a 8 meses sem sentir vontade, e numa semana a vontade era tanta que eu cedia. Daí terminou o namoro, e eu fiquei com os brinquedos porque ela ia morar com os pais e não tinha como guardar. Tive uma recaída me senti culpado e joguei fora. Fiquei 3 anos sozinho, tendo recaídas, e achava que era porque não tinha namorada. Fui atrás disso e arranjei namorada, mas adivinha! Continuava sentindo vontades, volta e meia comprava um pepino ou dois e usava. Ano passado comprei uma prótese, e me arrependi de não ter comprado antes. Resolvi parar de me sentir culpado pelas minhas vontades e me aceitar: não sou totalmente hétero e não sou totalmente homossexual. Resolvi me aceitar como Bi. Não vou sair do "armário", mas eu sei, é um FATO, dar o toba pra mim é gostoso e chupar buceta também. Nunca experimentei com um membro de verdade, e tenho bastante vontade, mas estou em um relacionamento sério e não quero trair minha parceira. Já tentei dar uns hints pra ela fazer uma inversão de papeis, só que ela não curtiu a ideia. Enfim... Tenho vontade também de participar de um swing, de um ménage MMF, mas de novo, minha parceira não tem interesse. O sexo com ela é gostoso, minha convivência com ela é boa, mas ultimamente estou me sentindo sexualmente frustrado.
submitted by is-a-porn-throwaway to sexualidade [link] [comments]


2020.09.19 00:41 sweet_gih Minha amiga gosta de mim e está com depressão.

Eu e ela se conhecemos na escola,já faz 4 anos..ela nunca demonstrou gostar de mulher saca? Por isso nunca desconfiei. Mas recentemente,a irmã dela q é minha amiga tbm,me mandou mensagem dizendo q a irmã dela estava super depressiva,estava se cortando e só postava coisa sad. Eu realmente percebi isso.lembrei quando ela postou um lomotif de casal e escreveu na legenda "@G...é com vc que quero essa meta" mas nem desconfiei q era eu né kkkk,até pq tem vários nomes com G. Ela se assumiu lésbica pra família e eles estão em choque,ela está com depressão tbm por causa q ela sabe q eu não vou dar bola(eu não vou pq sou hetero e namoro). Mas eu vou mandar mensagem pra ela agr,na real vou ligar pra ela..vou ter uma conversa bem de boas com ela,não quero ver ela triste desse jeito..O jeito é eu ir na casa dela,sentar e conversar com ela olho no olho.
submitted by sweet_gih to desabafos [link] [comments]


PEDINDO MULHERES EM NAMORO COM GASOLINA PEDINDO GAROTAS DESCONHECIDAS EM NAMORO  DESAFIOS #5 Nunca Peça Uma MULHER EM NAMORO! PEDINDO PESSOAS ESTRANHAS EM NAMORO - YouTube Mulher pede homem em namoro XAVEQUEI UMA MULHER NO FORTNITE E PEDI ELA EM NAMORO 'SAUDADES DO QUE A GENTE NÃO VIVEU AINDA' Mulher procura Namoro e Casamento São Paulo - YouTube NUNCA PEÇA UMA MULHER EM NAMORO - YouTube PEDINDO MULHERES EM NAMORO - MANDE A SUA #45 - YouTube PORQUE HOMENS DEMORAM A PEDIR UMA MULHER EM NAMORO - YouTube

Mulheres Solteiras procuram namoro sério na nossa ...

  1. PEDINDO MULHERES EM NAMORO COM GASOLINA
  2. PEDINDO GAROTAS DESCONHECIDAS EM NAMORO DESAFIOS #5
  3. Nunca Peça Uma MULHER EM NAMORO!
  4. PEDINDO PESSOAS ESTRANHAS EM NAMORO - YouTube
  5. Mulher pede homem em namoro
  6. XAVEQUEI UMA MULHER NO FORTNITE E PEDI ELA EM NAMORO 'SAUDADES DO QUE A GENTE NÃO VIVEU AINDA'
  7. Mulher procura Namoro e Casamento São Paulo - YouTube
  8. NUNCA PEÇA UMA MULHER EM NAMORO - YouTube
  9. PEDINDO MULHERES EM NAMORO - MANDE A SUA #45 - YouTube
  10. PORQUE HOMENS DEMORAM A PEDIR UMA MULHER EM NAMORO - YouTube

FACEBOOK : www.facebook.com/italosena35 https://www.facebook.com/TaGravando-1462993543915976/ INSTAGRAM : @SENAITALO / @TAGRAVANDOO TWITTER : ITALOSENA__ BEIJANDO MULHERES DESCONHECIDAS NA RUA - Duration: 3:03. BaroneTV Recommended for you. ... Pedindo minha melhor amiga em namoro na sala de aula, OLHA NO OQUE DEU!!! - Duration: 6:18. HOJE EU PEDI PESSOAS ESTRANHAS EM NAMORO E UMA DELAS ACEITOU ? INGRESSOS FESTIVAL DA #ADR : https://goo.gl/gIL5sp CANAL SECUNDÁRIO: https://goo.gl/nuDnj2... PEDIDO OFICIAL DE NAMORO💍🌹*ELE ME DEU ALIANÇA E MEU PAI FICOU MUITO BRAVO*🤬 ⚡︎ Na mala da Mila - Duration: 12:56. Na mala da Mila 1,787,358 views 12:56 RED PILL Sobre MULHERES, RELACIONAMENTOS E HIPERGAMIA! - Duration: 7:14. Emerson Bhering 28,556 views. ... Como Pedir uma Menina em Namoro - Duration: 4:20. Manual do Homem 381,149 views. Best funny hood Videos this Week Try Not To Laugh With 10 min of hood vines Vol 5 - Duration: 10:30. Now That’s Trending 405,848 views Apresentação da nossa Assinante Vânia de São Paulo da Agência Anjo Meu. Seja também nossa Assinante Site para cadastro: www.anjomeu.com.br Whatsapp dúvidas: ... xavequei uma mulher no fortnite e pedi ela em namoro 'saudades do que a gente nÃo viveu ainda' Baixe Meu Ebook Grátis Homem de Alto Valor: ️ https://www.socialarts.com.br/eros-optin-hdav/ Nunca peça uma mulher em namoro, deixe ela te pedir em namoro. ... A técnica que faz qualquer homem te assumir está no link abaixo Para ter acesso gratuito clique no Link: http://bit.ly/2n9aSOk Aora você pode ouvir dicas min...